Educadores



Categoria: Filosofia Dissertações
Fazer Download agora!A crítica heideggeriana de Ser e Tempo ao conceito de ser da tradiçăo filosófica Popular Versão: 
Atualização:  20/6/2012
Descrição:
SANTOS, Marcel Albiero da Silva

A presente dissertação versa a crítica heideggeriana, em Ser e tempo, ao conceito de ser dominante ao longo da tradição filosófica. Primeiramente mostraremos como Heidegger caracteriza a filosofia como projeto de ontologia fundamental. Tal projeto necessita, como tarefa preliminar, de uma analítica existencial do ser-aí. Em seguida, mostraremos que, para Heidegger, uma tal ontologia não pôde se desenvolver ao longo da tradição filosófica justamente porque o ser-aí foi interpretado segundo um padrão ontológico a ele inadequado: o padrão ontológico categorial.

Palavras-chave: Heidegger. Ser e tempo. Vorhandenheit. Decadência. Proposição.

Downloads 10213  10213  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.