Educadores



Categoria: Educação Profissional Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Características dos sistemas de produção de leite na região dos Campos Gerais do Paraná em proprieda Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
TONET, Rosa Maira


A produção de leite se destaca no cenário da agricultura familiar mundial, na maioria dos países e também no Brasil, o leite é produzido por pequenos agricultores e em pequena escala, porém dados estatísticos em todo mundo mostram redução no número de estabelecimentos produtores de leite, notadamente de pequenos produtores. Neste cenário, diante de muitos pontos de fragilidade dos agricultores familiares produtores de leite, como se comportam, quais adaptações são necessárias para continuar na atividade. E ainda, como devem construir um sistema de produção que tenha um ótimo desempenho, sem aumentar seus riscos, e qual a capacidade que possuem para reduzir perdas com riscos potenciais, incluindo a capacidade de planejar e programar estratégias relacionadas com a redução do seu grau de vulnerabilidade. Sugere-se que estudos utilizando o conceito de vulnerabilidade sejam realizados no âmbito da agricultura e pecuária, visando delinear pontos de elevado risco na produção, para que se possa posteriormente desenvolver políticas e metodologias eficazes para redução do grau de vulnerabilidade dos sistemas de produção, principalmente no campo da agricultura familiar. O objetivo do estudo foi caracterizar identificando os principais pontos de fragilidade/resistência nos sistemas de produção de leite, em propriedades de agricultores familiares nos municípios de Carambeí, Castro e Ponta Grossa no estado do Paraná. Entre os meses de março e maio de 2015 foram entrevistados 60 produtores, 20 produtores em cada município, tendo como critérios básicos ter á atividade leiteira como principal e se enquadrar no perfil de agricultura familiar. O método utilizado para as análises foi a análise de componentes principais (ACP) e a classificação hierárquica ascendente. As variáveis consideradas na formação do CP1 foram o nº de animais/célula de base familiar, litros/vaca/dia, utilização de silagem pré-secada e produção em litros/célula de base familiar, que explicaram 24,64% da variância total. Na construção CP2 as variáveis contempladas foram a ensiladeira, natureza do equipamento e finalidade do equipamento, explicando 22,56% da variância total. E finalmente o CP3 com as variáveis produção de leite/hectare, bonificação pela qualidade do leite, valor pago pelo litro de leite e destino da produção, que explicaram 20,11% da variância total. Vi Ocorreu a formação de 6 clusters distintos de produtores nas 60 propriedades analisadas. Não foi possível utilizar o conceito de vulnerabilidade em sua totalidade, sendo substituído por fragilidade e resistência.

Palavras-chave: Agricultura familiar. Produção de leite. Análise multivariada.

Downloads 434  434  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.