Educadores



Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!História da formação de professores em Cascavel entre 1951 e 1971: a trajetória das escol as normais Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
FACCHI, Jehnny Zélia Kalb

Esta pesquisa tem como objeto de estudo a formação dos educadores no município de Cascavel, entre os anos de 1951 e 1971, com foco para a Escola Normal Regional Carola Moreira (1956-1968) e Escola Normal Colegial Irene Rickli (1963-1971). Em torno do objeto, levantamos o seguinte problema: Quais os determinantes históricos que contribuíram para construira necessidade de formação do professorado cascavelense por meio das Escolas Normais? Esta questão expressa o objetivo de analisar o percurso histórico e a estruturação das Escolas Normais de Cascavel, bem como compreender os desafios políticos e pedagógicos enfrentados pelos docentes naquele período, assim como as práticas escolares empreendidas para superá-los. Nosso recorte histórico está delimitado a partir de 1951, porque foi o ano da emancipação política de Cascavel, além de ter sido um período em que iniciou uma intensa migração populacional para a região. A análise alcança o ano de 1971,quando ocorreu a reforma no ensino de 1º e 2º graus pela Lei n.º 5.692, a qual extinguiu a formação de professores na modalidade Normal e instituiu a formação profissionalizante de nível médio, denominada “Magistério”. O intuito é buscar compreender a essência histórica dessas Escolas Normais e, para atingir este objetivo, alicerçamos a pesquisa na análise de fontes documentais, fontes orais com a participação de 8 entrevistados, entre os quais 3 ex-professores e 5 ex-normalistas, fontes iconográficas, e da imprensa periódica. O primeiro capítulo aborda os aspectos históricos e legais do ensino normal no Brasil com ênfase na Lei Orgânica do Ensino Normal de 1946, na Lei n.º 4.024/61 e na Lei n.º 5.692/71. No segundo capítulo, procuramos analisar a formação de professores nas escolas normais paranaenses antes e depois da Lei Orgânica para o Ensino Normal, destacando as ações de Erasmo Pilotto. Ainda neste capítulo apresentamos os aspectos políticos, econômicos e sociais do município de Cascavel a fim de compreender o surgimento da necessidade de instalação de escolas normais. O terceiro capítulo adentra na história das instituições escolares já mencionadas procurando explicitar suas origens. O último capítulo, por fim, aborda a organização das Escolas Normais, suas bases pedagógicas, as práticas desenvolvidas, bem como os conflitos e dificuldades enfrentadas. A pesquisa constatou que ambas as escolas tiveram sua origem num processo articulado entre as necessidades de uma elite local, que via a escolarização como elemento fundamental para manter-se enquanto elite e nas políticas estaduais de implantação dessas escolas como elemento propulsor da melhoria da qualidade de vida e de controle social. Procuramos demonstrar que apesar das escolas normais terem sido uma vitória para toda a sociedade cascavelense, ela o foi muito mais para a classe que usufruiu dela primeiro, pois das primeiras turmas saíram dirigentes educacionais, empresariais e políticos do município.

Palavras-chave: História da Educação. Formação de Professores. Escolas Normais.

Downloads 289  289  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.