Educadores



Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A educação rural no Brasil e no Paraná nos anos 50 e a materialização no curso normal regional de Gu Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
PALHANO, Isabel Castilho

A presente dissertação historiciza o período brasileiro do pós-guerra, contexto de reorganização mundial das grandes potencias capitalistas. Momento em que o discurso liberal da universalização dos direitos humanos apresenta a educação como uma das prioridades frente às exigências do mundo capitalista. No Brasil o discurso de modernização atribui à educação rural a responsabilidade de superação do atraso econômico, princípio que leva a criação de programas e cursos específicos para este meio. Neste contexto a referida pesquisa analisa as contradições presentes nas propostas de formação para professores rurais dos anos 50 por meio do pensamento curricular. Considerando um período histórico desde 1945 até 1964, evidencia, além das contradições do contexto educacional, também o econômico, político e social. Com ênfase na efetivação das políticas de Estado orientadas pelos organismos internacionais. Como que essas políticas se efetivaram em nível nacional, estadual e guarapuavano? Quais concepçôes filosóficase ideológica fundamentaram as reformas de ensino implementadas no Curso Normal Regional? Para responder essas indagações,além do referencial teórico,analisam-se documentos que orientaram as propostas dos cursos de formação de professores dos anos 50 em nível nacional, estadual; como também os diários de classe do Colégio Belém, em Guarapuava-PR; fragmentos de jornais da época; mensagens e relatórios de governadores. Evidencia-se que dentro do discurso modernizante o país assume o modelo político do nacional-desenvolvimentismo, gerando demandas por mudanças educacionais. No entanto, entre avanços e rupturas dessas mudanças explicita-se a contradição da coexistência de conteúdos da psicologia cognitivista e da pedagogia enciclopedista (verbal memorística), pois se privilegiam conteúdos escolanovista com metodologias conservadoras, portanto, são reflexos correspondentes aos ideais do pensamento pedagógico nacional e estadual que se efetiva em Guarapuava. Enquanto na educação rural, diante das contradições explicitadas, evidenciam-se elementos que se apresentam como instrumentos da luta da classe trabalhadora do campo, como a alfabetização e o surgimento de sindicatos. Mas, contraditoriamente o período do desenvolvimentismo redimensionou-se para um capitalismo dependente “centro-periferia” que tem acirrado a exploração e a precarização do trabalho enquanto produção humana.

Palavras-chave: Nacional-desenvolvimentismo. Educação rural. Curso normal regional. Pensamento curricular.

Downloads 866  866  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNICENTRO  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.