Educadores



Categoria: Filosofia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Schopenhauer: a práxis otimista no contexto do pessimismo metafísico Popular Versão: PDF
Atualização:  8/7/2016
Descrição:
Dambros, Eli Berto


Nesta dissertação, procuraremos mostrar a sabedoria de vida no contexto da filosofia pessimista de Arthur Schopenhauer. A parte prática da filosofia schopenhaueriana, assim como em sua metafísica, sustenta que o sofrimento nos talha todos os dias. Dessa forma, para que possamos viver de maneira menos infeliz, temos que aprender a nos acomodar diante da intensa ação da vontade em nossas práticas diárias, através de adaptações ao meio em que vivemos. Por direcionar sua eudemonologia para uma vida em que dor e sofrimento podem ser amenizados, compreendemos que Schopenhauer não é um filósofo pessimista como vários estudiosos procuraram demonstrar. Pensamos que, para além deste título, Schopenhauer pode ser entendido como um alegre pessimista, pois sua reflexão filosófica, de certa maneira, procura encontrar um lugar para o ser humano no mundo. Com esta ideia, adentramos no pensamento schopenhaueriano analisando seus escritos de maneira temática e histórica. Temática, pois esta dissertação gira em torno das noções de sabedoria de vida e caráter adquirido - que em seu conjunto chamamos práxis otimista. Histórica, pois ela procura fazer a análise deste tema desde seus primeiros escritos até sua última obra, os Parerga e Paralipomena - em especial o texto dos Aforismos para a sabedoria de vida - de 1851.

Palavras-chave: Sabedoria. Eudemonologia. Caráter. Sofrimento. Adaptação.

Downloads 714  714  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-PR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.