Educadores



Categoria: Educação Fisica Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Respostas fisiológicas, perceptuais e afetivas de seis protocolos de treinamento intervalado de alta Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
FOLLADOR, Lucio

Objetivo: comparar as respostas fisiológicas, perceptuais e afetivas de seis protocolos de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT, do inglês High Intensity Interval Training) em universitários. Métodos: quatorze universitários moderadamente ativos (idade: 23,4 ± 2,8 anos; estatura: 178,1 ± 9,9 cm; massa corporal: 78,0 ± 13,4 kg; IMC: 24,5 ± 2,9 kg/m²; cicloergômetro: V̇ O2máx: 45,8 ± 4,8 ml/kg/min, FCmáx: 180,8 ± 10,8 bpm; esteira: V̇ O2máx: 49,9 ± 5,6 ml/kg/min, FCmáx: 185,6 ± 11,1 bpm) completaram, em ordem randomizada, três protocolos de HIIT em cicloergômetro (4 x Wingate, 10 x 60 seg a 90% FCmáx e Tabata) e três protocolos de HIIT em esteira (4 x 4 min a 90-95% FCmáx, 5 x 50% tlimvV̇ O2max e 4 x 1000 m a uma PSE = 8 da escala OMNI-Walk/Run). Durante as sessões, as respostas fisiológicas (V̇ O2 e FC) foram monitoradas continuamente com o uso de um sistema metabólico portátil (K4 b2 , Cosmed, Roma, Itália). A PSE (escalas OMNY-Cycle e OMNIWalk/Run) foi determinada após cada repetição. As respostas afetivas (Feeling Scale) foram determinadas pré-exercício e 10 min após o término da sessão (afeto-S). Resultados: a ANOVA demonstrou que, entre os protocolos de cicloergômetro, o Tabata apresentou os maiores valores médios para o V̇ O2, a FC e a PSE, e a menor média para o afeto-S. Nos protocolos para esteira, os valores médios do V̇ O2 foram maiores para o vV̇ O2máx, em comparação ao 4 x 4 min e ao 4 x 1000 m. Os valores médio da FC foram menores para o 4 x 4 min, em relação ao vV̇ O2máx e ao 4 x 1000 m. A PSE média foi maior para o 5 x 50% tlimvV̇ O2máx. As respostas para o afeto-S foram menores para o 5 x 50% tlimvV̇ O2máx, em comparação ao 4 x 4 min. Nenhum dos participantes foi capaz de finalizar os protocolos Tabata e 5 x 50% tlimvV̇ O2max sem que fosse necessário realizar ajustes para diminuir a intensidade do exercício. Conclusão: os resultados salientam o potencial limite de aplicação de alguns protocolos de HIIT, especialmente em populações com baixa aptidão física ou não atlética. Além disso, os protocolos mais intensos geraram respostas afetivas negativas, o que pode diminuir a aderência a programas de exercícios.

Palavras-Chave: Cicloergômetro. Esteira. PSE. Afeto. Treinamento Intervalado. HIIT.

Downloads 203  203  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.