Educadores

A::B::C::D::E::F::G::H::I::J::K::L::M::N::O::P::Q::R::S::T::U::V::W::X::Y::Z


Início : Imagens : Ciências : 


Ordenar por:  Título ()Data ()Notas ()Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)


Categoria: Imagens Ciências
VisitarUrso-de-óculos Popular Última atualização: 27/11/2009 17:49
Descrição:
O urso-de-óculos, é o único que vive na América do Sul, habitando regiões montanhosas do oeste da Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia. Este urso tem esse nome devido às manchas, de coloração branca ou bege, em formas de grandes círculos, ou semi-círculos, em volta dos olhos. São animais de hábitos predominantemente noturnos e crepusculares, podendo dormir durante o dia entre raízes largas de árvores, sobre troncos de árvores ou dentro de cavernas. São indivíduos solitários, vivendo tanto no chão quanto em árvores. Esta espécie se alimenta principalmente de plantas da família das bromélias, mas, também, de muitos frutos variados, palmitos, bambu e milho, além de, ocasionalmente, se alimentarem de insetos e pequenos roedores. Atualmente o urso-de-óculos é uma espécie considerada como vulnerável à extinção.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Urso-de-óculos, mamíferos, carnívoros, ursídeos. extinção.

Acessos: 196   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarTamanduá-bandeira Popular Última atualização: 27/11/2009 18:11
Descrição:
Os tamanduás, juntamente com os tatus e os preguiças pertencem à Ordem Xenarthra, que significa “articulação diferente”. Os tamanduás são os únicos mamíferos que não possuem dentes, enquanto que seus “parentes” tatus e preguiças possuem dentes incompletos, sem a presença de esmalte. Suas características mais marcantes são o focinho longo e fino e a cauda em forma de bandeira, o que lhe conferiu o nome comum. Possuem hábitos crepusculares e solitários, sendo que se os casais encontram-se somente na época do período reprodutivo. Possuem garras muito desenvolvidas nas patas dianteiras, que servem para destruir cupinzeiros, sua principal fonte de alimentação. Estima-se que um animal adulto se alimenta de aproximadamente 35000 insetos por dia. Os tamanduás-bandeira estão ameaçados de extinção, uma vez que ocupam o cerrado, um dos ecossistemas mais vulneráveis devido às pastagens e plantações de monocultura, como a soja e a cana-de-açúcar.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Tamanduá-bandeira, mamíferos, xenartros, habitat, extinção.

Acessos: 194   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarSuricata Popular Última atualização: 27/11/2009 18:14
Descrição:
Os suricatas são mamíferos pertencentes à família Herpestidae, que é representada por diversas espécies de carnívoros de pequeno e médio porte e habitam regiões quentes da Europa, África e Ásia. De modo geral, possuem a cabeça alongada, focinho pontiagudo, patas curtas e cauda comprida. Eles se alimentam principalmente de pequenos vertebrados (ratos, pássaros, lagartos e cobras), mas também podem se alimentar de insetos, aranhas e escorpiões. Estes pequenos animais são extremamente curiosos e estão entre os mamíferos mais sociáveis. Essa espécie habita áreas abertas do sul da África e possuem hábitos diurnos, gastando a maior parte do tempo em busca de alimento e na construção de abrigos, utilizando-se das patas dianteiras para cavar. Um fato curioso é que enquanto o grupo está em atividade ou em repouso, há sempre 01 ou 02 indivíduos de vigia, apoiados em suas patas traseiras e base da cauda, geralmente no local mais alto que encontram. O suricata é bem conhecido pelas crianças por ter sido o personagem “Timão” que fez dupla com o javali “Pumba” em uma das mais famosas produções da Disney: “O Rei Leão”.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Suricata, mamíferos, carnívoros, habitat.

Acessos: 189   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarRinoceronte Branco Popular Última atualização: 30/11/2009 10:51
Descrição:
Os grandes rinocerontes brancos tem origem africana, ocorrendo no sudeste de Angola, na Zâmbia, Moçambique, Zimbábue, Namíbia, Botswana e sul da África. Foi relatado também no Marrocos a aproximadamente 3500 anos atrás. Podem pesar de 1400 kg a 1700 kg (fêmeas) e de 2000 kg a 3600 kg (os machos). A presença dos pelos sobre o animal que são imperceptíveis quando observados de longe, sobre o focinho, há o que costuma-se chamar de “chifres”, mas não são chifres e muito menos cornos, são pelos queratinizados, ou seja, várias camadas de pelos, uma sobre a outra, que se solidificaram. Em alguns lugares do mundo, são atribuídas capacidades medicinais aos chifres, o que faz com que muitos rinocerontes sejam mortos para a retirada destes. São animais têm uma grande capacidade de comunicação, tanto que possuem 10 tipos diferentes de contatos através da vocalização, incluindo um chamado ofegante. Os machos dominantes urinam para marcar fronteiras territoriais, enquanto que machos inferiores e outros animais do grupo não expelem urina do mesmo modo. Quando defecam, estes machos têm o hábito de espalhar as fezes também para demarcar território.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Rinoceronte branco, mamíferos, habitat, zoologia.

Acessos: 188   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarQuati Popular Última atualização: 30/11/2009 10:54
Descrição:
Os quatis pertencem a Ordem Carnivora, representado pela Família Procyonidae, que também inclui o guaxinim e o jupará. Vivem em áreas florestadas, onde passam muito tempo sobre as árvores, geralmente formando grupos de 04 a 20 indivíduos que percorrem as matas a procura de alimento, que consiste em pequenas aves, ovos, insetos, frutas, vermes ou larvas presentes no solo. Apesar de possuírem hábito alimentar predominantemente frugívoro, há épocas do ano em que há escassez de frutas, e então eles aumentam a quantidade de alimento animal de suas dietas. Percorrem em torno de 1,5 a 2 km diariamente a procura de alimento. São animais diurnos, apesar de frequentemente machos adultos praticarem atividades noturnas. O peso varia entre 3,5 a 6 kg, sendo os machos normalmente maiores que as fêmeas. A época reprodutiva corresponde com o período máximo de abundância de frutas. Um macho solitário pode ser aceito em um grupo de fêmeas, mas com total subordinação a elas. As fêmeas se separam do grupo para construírem seus ninhos em árvores.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Quati, mamíferos, carnívoros, proconídeos.

Acessos: 175   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarOnça-parda Popular Última atualização: 30/11/2009 10:06
Descrição:
Geralmente os animais menores vivem em florestas e os maiores em regiões montanhosas, com alterações em peso e coloração. Possuem corpo alongado, a cabeça pequena, pescoço e cauda longa, membros inferiores e posteriores muito fortes, orelhas pequenas, curtas e arredondadas, possui muita agilidade podendo pular cerca de 5,5 m. O nado às vezes é essencial, mas não é preferência, o fazem quando a recompensa vale a pena. Noturnos e diurnos caçam a qualquer hora do dia com uma certa tendência ao horário de crepúsculo ou quando a fome aperta. Alimentam-se em natureza de vários animais, como roedores, ungulados como veados, aves e lagartos. Estima-se que a frequência com que matam para comer varia de um veado a cada 3 dias para as fêmeas com filhotes e de um veado a cada 16 dias para indivíduos adultos solitários. O cio dura em torno de 03 a 04 dias com intervalos de 23 dias entre uma e outra, a gestação de 90 a 96 dias com nascimento de 01 a 06 filhotes, há 03 pares de mamilos, nas fêmeas, exatamente o número máximo de filhotes que nasce. Pesam de 200 a 400 g e as manchas desaparecem aos 06 meses. As fêmeas atingem maturidade sexual depois de 2,5 anos e os machos só aos 3 anos.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Onça-parda, mamíferos, carnívoros, felídeos.

Acessos: 204   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarOnça-pintada Popular Última atualização: 10/12/2010 15:09
Descrição:
A onça-pintada é o maior felino das Américas; seu corpo é robusto e musculoso, seu tamanho varia entre 1.120 – 1.850mm, o peso varia entre 60 – 90kg. A onça pintada possui uma coloração que vai do amarelo bem claro a amarelo acastanhado, seu corpo é revestido por pintas negras que podem formar rosetas grandes, médias ou pequenas. Ela é atualmente encontrada das planícies costeiras do México até o norte da Argentina. Habita áreas de vegetação densa, abundância de água e alimentação; áreas tropicais e subtropicais, cerrado, caatinga e pantanal. São animais de hábitos solitários e terrestres, urinam com grande frequência para demarcar território. Sua atividade pode ser tanto diurna quanto noturna; são grandes saltadoras e nadadoras atravessando rios com 1km de largura. Sua dieta é de uma grande variedade de mamíferos de médio e grande porte, aves e répteis. A onça tem perdido território por causa da modificação de seu habitat, a caça por conta dos pecuaristas, criadores em defesa dos seus animais.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: onça-pintada, mamíferos, carnívoros, felídeos.

Acessos: 243   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarMico-leão-preto Popular Última atualização: 30/11/2009 10:10
Descrição:
O mico-leão preto foi considerado extinto em 1905, e o desaparecimento desta espécie foi um dos grandes motivadores das pesquisas sobre a extinção nas terras brasileiras. Mas, na década de 1950, foram encontrados dois grupos vivendo no interior do estado de São Paulo, e imediatas medidas de proteção a estes raros sobreviventes começaram a ser feitas. Eram cerca de cento e cinqüenta micos, mas isto dividido em duas populações muito afastadas umas das outras. De lá pra cá, conseguiu-se aumentar em cerca de dez vezes a população da espécie, mas ainda assim a perda de variedade genética, que pode proteger a espécie no caso de doenças ou de mudanças ambientais, foi muito grande e o mico-leão preto ainda corre enorme risco de desaparecer. Há uma quarta espécie de mico-leão, o mico-leão de cara preta que foi descoberta recentemente no estado do Paraná. É tão raro quanto o preto quando foi redescoberto, e hoje está sendo estudado para avaliar as melhores medidas para sua proteção. Sua história nos leva a pensar se outras espécies de micos não podem ter sido extintas antes mesmo de serem conhecidas pela ciência.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Mico-leão-preto, extinção, mamíferos, primatas, zoologia.

Acessos: 153   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarMico-leão-dourado Popular Última atualização: 30/11/2009 10:17
Descrição:
Já em 1558, um frei português chamado Thevet, em visita ao Brasil, falou de um pequeno animal de pêlo dourado, por ele chamado de “Saguin”, que era muito bravo mas de espetacular beleza, e era usado como animal de estimação pelos índios. Quando se percebeu o risco de desaparecimento da espécie, começaram os estudos para saber quantos ainda existiam. A maior parte dos estudos realizados até hoje dedicou-se aos micos-leões dourados, que foram justamente aqueles pelos quais se iniciou o programa internacional de proteção à espécie, envolvendo zoológicos de todo o mundo, criação de reservas florestais e mudanças na legislação, para impedir o tráfico e caça destes micos. Embora o tráfico destes animais para outras regiões do mundo seja muito antigo, une-se à destruição da Mata atlântica como os maiores riscos à sobrevivência da espécie. O mico-leão dourado foi adotado como símbolo da proteção à fauna brasileira, e os esforços para sua proteção e recuperação devem ser usados como modelos para muitas outras espécies.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Mico-leão-de-dourado, extinção, mamíferos, primatas, zoologia.

Acessos: 196   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar

Categoria: Imagens Ciências
VisitarMico-leão-de-cara-dourada Popular Última atualização: 30/11/2009 10:26
Descrição:
O mico-leão de cara dourada subsiste apenas na região do município de Una, no sul baiano. Só uma área muito pequena deste é protegida. Seu maior perigo é a intensa destruição florestal. Sua população, embora a maior de todos os micos do gênero, encontra-se seriamente ameaçada. Alimentam-se de frutos, insetos, alguns fungos, pequenos vertebrados e ovos, além de certos exudatos de árvores (seivas e âmbares) e flores abundantes em néctar, que são características de florestas já bem formadas. Há até quem tente levar cipós, bromélias e outras plantas que só aparecem na floresta depois de muito tempo de uma região para outra. Vivem por volta de quinze anos, e a maturidade sexual varia entre machos e fêmeas: 24 meses para eles, 18 para elas. Podem formar grupos que variam de 3 a 12 indivíduos, e normalmente as fêmeas são expulsas do grupo para formação de novos pólos familiares. O desenvolvimento dos papéis sociais depende muito do contato com os outros micos, sendo que indivíduos com contato excessivo com o homem em cativeiro podem mesmo tornar-se incapazes de reconhecer os sinais características de sua espécie sobre a reprodução ou o perigo.
Fonte: http://www.zoologico.sp.gov.br/mamiferos.htm

Palavras-chave: Mico-leão-de-cara-dourada, mamíferos, primatas. zoologia.

Acessos: 196   Notas0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar |Informar erro | Indicar | Comentários (0)Baixar



« 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  (49)  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  »