Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (22)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!O senso comum pedagógico : práxis e resistência Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
BENINCÁ, Elli

A tese faz uma reflexão sobre a questão-problema teoria e prática. O problema é evidenciado quando projetos político-pedagógicos com objetivos inovadores e revolucionários não conseguem transformar-se em processos de mudança social. Traz para o debate a construção e a condução de um projeto político-pedagógico, entendido como possibilidade e fator de coerência entre as intenções educacionais e a prática pedagógica.

Palavras-chave: Educação continuada. Projeto Político-Pedagógico. Teoria - Práxis. Senso comum. Filosofia.

Downloads 1218  1218  Tamanho do arquivo 1.82 MB  Plataforma UFRS  Site http://hdl.handle.net/10183/1542
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Informática na educação : a visão das professoras Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CASAS, Trazíbulo Henrique Pardo

O estudo consiste em uma abordagem das significações da informática na prática profissional do professor, por meio de procedimentos metodológicos de pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso etnográfico. Após a contextualização da pesquisa e a apresentação dos dois campos de conhecimento que compõem o pano de fundo de nosso trabalho, Educação Matemática e Informática na Educação, procura-se estabelecer uma relação entre os discursos das docentes com textos teóricos que abordam a formação de professores, sociedade informatizada e etnografia, sendo também levantadas algumas perspectivas da investigação.

Palavras-chave: Computador na educação. Professor. Ensino fundamental. Informática. Educação.

Downloads 826  826  Tamanho do arquivo 1.08 MB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora! O Discurso sobre as Novas Tecnologias e a Subjetivação Docente: A Docência na Rede Popular Versão: PDF
Atualização:  11/5/2012
Descrição:
KLEIN, Rejane

Os discursos que circularam na revista Nova Escola descritos nesta tese foram percebidos como material integrante de uma rede discursiva mais ampla. Procurou-se mostrar como se ensina modos de ser docente e de se exercer a docência nos artigos, nas propagandas e nas notícias veiculadas pela revista, tomando como recorte o tema sobre as novas tecnologias. Alguns enunciados propagados pela publicação podem ser observados também em outros materiais, tais como: nos textos que tratam da criação do Ministério da Ciência e Tecnologia, dos projetos de educação via rádio, televisão e correspondências e ainda dos programas de informatização das escolas públicas. Nos textos da revista, associam-se saberes pedagógicos e da comunicação, produzindo-se efeitos de verdade, através dos quais os/as docentes são nomeados, classificados e posicionados. Os efeitos de verdade são criados através da recorrência a outros campos do saber e, também, por meio de alguns procedimentos observados na confecção da publicação, dentre eles: a recorrência à lógica binária, representando-se um certo modo de ser docente como modelo ideal e um outro como ultrapassado. Dentre os procedimentos, utiliza-se o passo-a-passo, ativando o dispositivo da gradualidade e os relatos de experiência apresentados como exemplos de práticas bem sucedidas. A análise do discurso aqui utilizada ancorou-se na perspectiva foucaultiana, valendo-se dos estudos arqueológicos e genealógicos. Nos discursos da revista são construídos dois modos de ser docente e de exercer a docência: o/a docente da era tecnológica e o da era pré-digital. O primeiro é mostrado como um sujeito pertencente à cultura digital ou em processo de aprendizagem desta. Este é representado como um sujeito autônomo, cooperativo, democrático, esforçado e criativo. É nomeado como professor/a pontocom, plugado/a, conectado/a. Exerce a docência interagindo com seus/suas alunos/as, é aberto a críticas, troca experiências com outros/as professores/as através da internet, atualiza-se constantemente. O segundo é mostrado como autoritário, despreparado, dependente e antiquado. Na sala de aula, torna os alunos/as passivos, o conhecimento está centrado nele/a, não aceita críticas. De modo geral, é classificado como tradicional e as deficiências da escola são atribuídas aos professores/as adeptos desta prática. Os/as docentes que se negam ou rejeitam a informatização das escolas não aparecem no discurso descrito.

Palavras-chave: Discurso. Tecnologias. Subjetivação. Mídia impressa.

Downloads 2722  2722  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Desistência e Resistência no Trabalho Docente: Um Estudo das Professoras e Professores do Ensino Fun Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CALDAS, Andréa do Rocio

Este estudo tem como objetivo analisar os processos de desistência e resistência no trabalho docente, dos professores(as) do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Educação de Curitiba. O pressuposto que rege as análises é que tais processos advêm da relação contraditória que o trabalho na sociedade capitalista contemporânea pressupõe, entre as determinações da alienação e as possibilidades de libertação. Parte-se da análise da dupla dimensão do trabalho, como reprodução em si e como atividade social genérica, a fim de identificar como este processo de tensão afeta a realização concreta do trabalho educativo. Considera-se que a atividade escolar relaciona-se com esta dupla determinação, tanto do ponto de vista dos conteúdos de seu trabalho, que têm sua gênese e finalidades demarcadas pelo mundo do trabalho, quanto pela forma de realização do trabalho escolar, como espaço de reprodução da existência individual e social. Desta forma, o presente trabalho busca analisar os componentes estruturais que no atual momento acentuam o sofrimento e a precarização do trabalho docente, e identificar as possibilidades de ruptura com tal quadro, que ensejem potencialidades emancipatórias. Defende-se que o estudo destas manifestações, a desistência e a resistência, deve considerar a necessária relação dialética entre estrutura social e ação humana, tomadas historicamente e, portanto, em permanente movimento de construção e reconstrução. A investigação toma como referência o relato de professores(as) municipais, indicados pelo Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Educação de Curitiba (SISMMAC) e pelos pares mais próximos da escola, que vivem situações de comprometimento e desmotivação com o trabalho escolar. A partir destas análises, o estudo em questão pretende contribuir para o desvelamento dos entraves que obstaculizam a relação consciente com o trabalho e com sua finalidade humanizadora, e, ao mesmo tempo, destacar os processos representativos de resistência que estão em curso nas práticas escolares.

Palavras-chave: Trabalho docente. Alienação. Sofrimento no trabalho. Desistência. Resistência.

Downloads 624  624  Tamanho do arquivo 566.56 KB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppgeufpr.pr.gov.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Ambiente Pedagógico Colaborativo do Portal Dia a Dia Educação: Análise do Modelo Didático-Tecnológic Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
MENEZES, Glauco Gomes de

Relata à pesquisa cujo objetivo é discutir o papel das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) – mais especificamente do Ambiente Pedagógico Colaborativo do Portal Dia a dia Educação – nos processos de formação continuada dos professores da Rede Estadual de Educação Básica do Estado do Paraná, a partir da perspectiva que busca re-situar a natureza do trabalho docente e do conhecimento escolar, considerando o professor como um produtor de conhecimento. Apresentam-se elementos para discutir o que e como devem aprender os professores para que se desenvolvam profissionalmente e produzam transformações em suas práticas. Neste contexto, foram analisadas diferentes perspectivas teóricas que buscam superar a perspectiva do racionalismo técnico, que dissocia a atividade docente da produção de conhecimento e, portanto, distingue os processos de produção e transmissão como ações que são desenvolvidas em dois espaços específicos – a universidade e a escola – e que resultam do trabalho profissional de sujeitos distintos – pesquisadores e professores (SCHÖN, 1983, 1995, 2000; LISTON; ZEICHNER, 1991; ZEICHNER, 1993; STENHOUSE, 1998; COCHRAM-SMITH; LYTTLE, 1993). Para contextualizar e localizar o caso particular em estudo, buscou-se examinar o conteúdo dos documentos oficiais que estruturaram a criação e implementação do “Projeto BRA/03/036 – EDUCAÇÃO BÁSICA E INCLUSÃO DIGITAL NO ESTADO DO PARANÁ”. Esta análise foi realizada à luz de três categorias organizadoras – o papel do Estado na expansão das possibilidades de acesso da população às TIC, particularmente à Internet; o sentido atribuído às TIC; a natureza da função atribuída aos professores no processo de implementação do Portal Dia-a-dia Educação. A partir desses elementos, a pesquisa foi direcionada à análise do modelo didático-tecnológico do Ambiente Pedagógico Colaborativo. Para esta análise, a partir do conceito de design instrucional (FILATRO, 2004), foram adotadas quatro categorias, inspiradas em trabalhos produzidos na área do design instrucional (REIGELUTH; MOORE, 1999): tipo de aprendizagem; acompanhamento e avaliação dos processos de produção dos professores; tipo de comunidade de aprendizagem que o sistema possibilita; natureza dos conteúdos produzidos pelos professores, enquanto resultado do processo de formação continuada mediado pelas TIC. Pode-se concluir que a proposta apresenta elementos para se afirmar que há possibilidades de avanço – especialmente pela socialização de conhecimentos. Mas pode-se também identificar os limites do modelo, particularmente derivada da reprodução de uma concepção didática fundamentada na exposição de conteúdos e não na sua problematização, que se associa, neste caso, a um modelo de formação de professores que, apesar de valorizar a prática e a experiência, mantém a perspectiva da transmissão e reprodução e, portanto, mantém-se distanciado da ideia de que os professores podem e devem produzir conhecimentos sobre o ensino.

Palavras-chave: Tecnologia e educação. Formação continuada de professores. Produção de conhecimento. Design instrucional. Ambiente pedagógico colaborativo.

Downloads 4751  4751  Tamanho do arquivo 7.58 MB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Problematizando o “Bullying” para a realidade brasileira Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
CATINI, Nilza

O trabalho consiste numa investigação inicial sobre o "bullying" na realidade brasileira a partir de sua manifestação em uma escola pública da periferia de Campinas (SP). Paralelamente, apresenta manifestações da violência na comunidade na qual os participantes residem. O estudo envolveu 41 participantes, de 8 a 15 anos, de um Núcleo Comunitário e os dados foram coletados em duas etapas, compostas por um desenho e uma entrevista individual, semidirigida e gravada. Os participantes caracterizaram o "bullying" a partir de seu referencial enquanto agressores (16%), vítimas (29%) e espectadores. De seus relatos depreende-se: decadência de valores como a solidariedade e sentimento de impotência por parte dos espectadores; ansiedade e insegurança devido à expectativa de novas agressões, revolta, sentimento de impotência, autoculpa, e reflexos negativos na autoestima por parte das vítimas; insensibilidade pelo sentimento do outro, valores preconceituosos e formação de grupos que se utilizam de estratégias violentas por parte dos agressores. Das manifestações de violência na comunidade sobressaem-se as relacionadas ao tráfico e uso de drogas. As discussões têm como referência a crítica à ética competitiva e individualista, cujos valores tendem a favorecer a manifestação das diversas violências. Apresentam, ainda, o contraponto entre competição e cooperação.

Downloads 732  732  Tamanho do arquivo 2.32 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica de Campinas   Site http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Tecnologias, educação e seus sentidos: o movimento de um grupo de pesquisa sobre interdisciplinarida Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
CARNEIRO, Raquel Gianolla Miranda

Este trabalho de pesquisa envolve a análise do processo de apropriação do uso de ambientes virtuais baseados na Internet por um grupo de pesquisa e estudos sobre interdisciplinaridade – GEPI; coordenado pela Profa. Ivani Fazenda. Trata-se de investigar o movimento que este grupo percorreu ao estabelecer sua comunicação; a socialização de materiais e registros; o estudo e o diálogo com colegas distantes e a possibilidade de estabelecer um ambiente de reflexão a distância sobre o tema interdisciplinaridade - uma análise baseada nos princípios de uma educação interdisciplinar. Para tanto; buscamos um olhar a partir desta teoria o que nos moveu; num primeiro momento a resgatar o sentido de termos como educação; educação a distancia; tecnologia; estudo e diálogo; entre outros; apresentando; assim; um contexto de educação que este olhar interdisciplinar exige. Pudemos concluir que o exercício de apropriação de ambientes virtuais numa perspectiva interdisciplinar deste grupo navega em movimentos lentos; porém; sólidos de comunicação. Ao mesmo tempo e; paradoxalmente; a velocidade propulsora de fomento produtivo do grupo foi marcante depois da utilização de recursos virtuais da Internet. Pudemos também observar que a amplitude que o termo educação concebe dificulta-nos estabelecer limites no que se entende por presencial e a distancia que vivenciamos. Finalmente; pudemos concluir que o olhar interdisciplinar sobre a questão nos leva a pensar em não nos demitirmos de nossas concepções construídas ao longo de um tempo de experiências e vivências para utilização destes ambientes virtuais; mas introduzirmos as considerações específicas de cada ambiente educativo dentro da experiência adquirida.

Palavras-chave: Educação. Tecnologia. Interdisciplinaridade. Ambientes virtuais de educação. Educação a distância.


Downloads 3324  3324  Tamanho do arquivo 1.30 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação de professores de alunos com necessidades educacionais especiais no ensino regular Popular Versão: PDF
Atualização:  26/8/2013
Descrição:
MENEZES, Maria Aparecida de

Este trabalho tem como objetivo analisar a formação de professores de alunos com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) no ensino regular; considerando que a maioria dos professores pauta o trabalho pedagógico em sua formação inicial; e acrescem-na de conhecimentos e estratégias julgadas necessárias no decorrer de suas jornadas. Os principais autores que subsidiam o trabalho são Freire; Garcia; Imbernón; Mantoan; Mizukami; Nóvoa; Sacristán e Tardif. Também foram utilizadas a legislação e a terminologia pertinentes ao contexto educacional para embasar o diálogo dos fundamentos teóricos e a ótica das educadoras de uma escola pública sobre formação. Como opção metodológica de pesquisa; a escolha recaiu na abordagem qualitativa; cujos procedimentos utilizados foram a pesquisa bibliográfica; apoiada na análise de alguns documentos nacionais e internacionais; entrevistas individuais semiestruturadas e análise de conteúdo. A pesquisa de campo foi realizada com educadoras de uma unidade escolar de ensino fundamental de um município de São Paulo; com alunos com NEE incluídos; cujos dados obtidos foram então cotejados com o embasamento teórico. Os resultados da pesquisa apontam que a formação inicial atual dos professores pouco ou em quase nada contempla a educação dos alunos com necessidades educacionais especiais; ficando a cargo dos processos pessoais de autoformação e formação contínua municiar as demandas. As educadoras explicitaram a necessidade de obter conhecimentos básicos sobre deficiências como fundamental; por temores a algum complicador de ordem física; mas; principalmente; para subsidiá-las nas práticas pedagógicas. Formação como um processo permanente; individual e coletivo; pode prover o professor dos conhecimentos para a inclusão desses educandos; mas isso implica em atitudes e compromisso com a promoção de um ambiente no qual a diversidade seja o foco central da aprendizagem. Além disso; são necessários investimentos das redes públicas; cujos discursos são inclusivos; mas têm dificuldades em assumir rupturas nos formatos e na organização para o provimento da formação adequada aos professores para a educação dos alunos com necessidades educacionais especiais.

Palavras-chave: Formação de educadores. Inclusão escolar. Educação. Educação inclusiva.

Downloads 11451  11451  Tamanho do arquivo 2.85 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Formação em avaliação: a formação de docentes no enfrentamento de um processo de avaliação a serviço Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
TAVARES, Cristina Zukowsky

Nessa investigação articulada com a linha de pesquisa em Educação; Currículo e Avaliação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo problematizei algumas questões relacionadas à hegemonia da “avaliação como medida” nas ações e concepções docentes; e a necessidade de a formação de professores fazer frente a um encaminhamento mais formativo e emancipatório em avaliação. A pesquisa teve como objetivo utilizar a reflexão e prática em avaliação como estratégia de formação; contribuindo para a construção e mudança de construtos teórico-práticos em avaliação a serviço da aprendizagem com docentes do Ensino Básico e Superior do Centro Universitário Adventista de São Paulo - Brasil. Intervir no curso da ação educacional enquanto se procedeu à investigação de natureza qualitativa foi uma opção metodológica coerente com a perspectiva crítico-dialética; interpretando a dinâmica da contradição existente na construção do real e as possibilidades de superação dessas contradições no decurso das ações. A pesquisa se caracterizou como uma pesquisa-ação em que as questões relacionadas com os desafios práticos e conceituais enfrentados pelos docentes na sala de aula se articularam com preocupações concernentes à formação continuada. Os seminários coletivos com os oito docentes participantes ( dezembro de 2004 a abril de 2006); as entrevistas individuais com docentes e discentes; a análise documental e o grupo focal de avaliação constituíram os procedimentos dessa investigação. Entendendo que o processo de mudança não se dá de uma vez; mas por aproximações sucessivas; a pesquisa indicou a relevância de um projeto de formação contínua e uma proposta de currículo e gestão educacional que permitissem ao docente formular um quadro teórico-prático mais amplo para nortear suas ações; dialogando a epistemologia da prática com estudos e investigações na área; abrindo caminhos que pudessem ser teorizados; discutidos e reconceptualizados. Embora mudanças radicais não tenham sido observadas nas concepções e práticas docentes em avaliação; uma progressão significativa pôde ser registrada por meio do depoimento dos participantes em processo e no grupo focal como uma contribuição para a sua autoavaliação da prática; um aumento de conflitos; contrastes e questionamentos diante da avaliação; uma diversificação das estratégias de atendimento ao aluno; e a oportunidade de refletir coletivamente sobre um tema tão complexo como a avaliação; o que desencadeou o fortalecimento de conceitos e atitudes um pouco mais críticas na análise das concepções que norteiam nossas práticas; muitas vezes solitárias; ingênuas e desvinculadas de um significado político; econômico e social mais amplo.

Palavras-chave: Avaliação formativa. Formação de professores. Currículo.

Downloads 209108  209108  Tamanho do arquivo 3.47 MB  Plataforma Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP  Site http://www.ced.pucsp.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses
Fazer Download agora!Sentidos da democracia na escola : um estudo sobre concepções e vivências Popular Versão: PDF
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
MEDEIROS, Isabel Letícia Pedroso de

A presente tese de doutorado constitui-se de um estudo de caso sobre concepções e vivências da democracia na escola, na perspectiva de docentes e de estudantes. Trata-se de uma investigação qualitativa, em três escolas da rede pública municipal de Porto Alegre, a qual apresenta um contexto significativo em termos de implementação de mecanismos formais de gestão democrática em nível de sistema e de escolas. O referencial teórico-metodológico, desenvolvido nos quatro capítulos iniciais, traz conceitos de democracia, política e participação, a partir de várias vertentes teóricas e políticas, e a abordagem dos significados e temas significativos na articulação entre democracia e educação. Como se trata de um estudo de caso, também são apresentadas referências sobre a escola como foco de estudo. A coleta de dados se realizou considerando duas manifestações de discurso: o texto escrito dos projetos político-pedagógicos e os regimentos escolares, bem como entrevistas com os diretores de escola e com professores e alunos do terceiro ciclo do Ensino Fundamental. Na construção do dispositivo teórico-analítico salienta-se os estudos sobre linguagem, língua e a análise do discurso fundamentado em Michel Pêcheux e Eni Orlandi. No quarto capítulo, foi feita uma breve contextualização histórica da rede municipal de ensino na qual estão inseridas as escolas estudadas. Os quinto, sexto e sétimo capítulos trazem a análise de cada uma das escolas pesquisadas, apresentando uma contextualização da escola, a descrição e interpretação das entrevistas e um fechamento de cada capítulo, abordando regularidades e contradições entre os discursos. Na Escola I, a análise dos discursos possibilita a interpretação de que existe um projeto democrático próprio, que não é uma mera resposta às diretrizes externas. Muito embora em termos de planejamento e avaliação haja a evocação de uma memória da escola tradicional, com uma concepção de currículo fragmentada, organizada em conteúdos disciplinares hierarquizados. Em relação à Escola II, a análise direcionou para a conclusão de que nessa escola há uma ênfase na gestão dos processos administrativos e abertura para a participação docente, com pouca participação de outros segmentos da comunidade escolar. Na Escola III, destaca-se, a partir da interpretação, a democracia formal representativa como prática predominante, através do conselho escolar e participação em processos eleitorais, com pouca participação e envolvimento direto dos sujeitos sociais nos processos de gestão. Nas considerações finais são apresentadas as conclusões gerais do estudo realizado, retomando o referencial teórico e as questões que mobilizaram a investigação: enquanto nos textos dos projetos político-pedagógicos há a articulação entre processos de representação e de participação direta, destaca-se nos discursos dos entrevistados a democracia formal representativa como principal prática; a grande maioria dos estudantes apresenta uma frágil memória discursiva sobre democracia, evocando os discursos veiculados na mídia; sobre as perspectivas de avanço, há diferenças entre as três escolas, já que na primeira a ênfase está em aprofundar e aprimorar os processos de participação, envolvendo mais os estudantes; na Escola II, os professores acreditam que o avanço depende de questões externas à escola, porém, os estudantes reivindicam mais participação para o seu segmento; na Escola III, os docentes sugerem trabalhar mais com temas ligados à cidadania e vivência democrática, enquanto os estudantes apontam desde a melhoria do ensino, da disciplina, das condições físicas do prédio, até a ânsia por mais liberdade e participação. Ainda nas considerações finais dá-se destaque para: a constituição de redes em defesa da democracia e da democratização da educação - a participação dos atores sociais na discussão, reflexão e elaboração de políticas educacionais, voz dos alunos e possibilidade de fomentar a formação para a política e para a democracia, investir na transformação da escola e conceber a construção da democracia como processo sem-fim, sempre inacabado.

Palavras-chave: Análise do discurso. Ensino fundamental Escola. Gestão Democrática. Participação. Pêcheux. Projeto pedagógico.

Downloads 678  678  Tamanho do arquivo 1.59 MB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 »