Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Conhecimento, discurso e educação: contribuições para a análise da educação sem a metafísica do rac Popular Versão: 
Atualização:  24/8/2009
Descrição:
TADDEI, Renzo Romano

O objetivo é analisar as implicações da teorização pós-estruturalista para o pensamento educacional, especialmente no que se refere ao relativismo decorrente desta teorização, assunto que ganhou destaque nas discussões acadêmicas não só apenas de Filosofia da Educação, como também nas relacionadas à filosofia da ciência e do pensamento social.

Palavras-chave: Derrida. Educação. Estruturalismo. Filosofia. Lyotard. Pós-estruturalismo. Relativismo. Rothleder. Wittgenstein.

Downloads 1341  1341  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma USP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Criança e Mídia - O acesso ao computador e seus reflexos nos saberes da criança de Educação Infantil Popular Versão: PDF
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
MOTA, Anelise Bertuzzi

O trabalho propôs-se a investigar a criança que a escola de educação infantil recebe nos tempos atuais, vivendo com acesso às novas tecnologias. A primeira parte apresentou aportes conceituais sobre o estudo da tecnologia e meios de comunicação de massa na educação bem como o estudo da criança a partir da visão sócio-interacionista representada por Lev Vygotsky. A parte empírica fundamentou-se na pesquisa etnográfica, que possibilitou focalizar e interpretar as interações entre a pesquisadora, familiares, crianças da faixa etária de 4 a 6 anos de idade de uma escola privada, revelando dificuldades e perspectivas a partir dos pressupostos apresentados na interface tecnologia, família e educação. As intervenções da pesquisadora ao cruzar os dados do diálogo com as crianças, juntamente com a observação e a participação dos pais, propiciaram a explicação do mundo empírico desta realidade das crianças com as novas tecnologias, mais especificamente, o computador, contemplando os interesses infantis e revelando seus novos saberes.

Palavras chaves: Novas Tecnologias. Computador. Criança. Educação Infantil. Família.

Downloads 367  367  Tamanho do arquivo 514.00 KB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Criança, brinquedo e tecnologia: uma relação delicada Popular Versão: PDF
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
MAGNABOSCO, Milton

O tema desta dissertação se inspira numa interrogação sobre a relação criança, brinquedo e tecnologia, em especial ao brinquedo tecnológico, muito presente no dia a dia de pessoas que trabalham e convivem com crianças. Através do estudo e da análise qualitativa de três casos de atendimentos clínicos relatados, objetivou-se comprovar a possibilidade de observar a incapacidade de ser o brinquedo tecnológico capaz de suportar a projeção infantil. Historicamente, o brinquedo cumpre a função de permitir à criança preparar-se para a vida adulta na medida em que lhe são fornecidos objetos do cotidiano em tamanho reduzido para que possa manipular. E a própria infância, termo construído para localizar a criança no mundo social de cada época, foi conquistando seu espaço social desde a ausência no referencial da arte, passando pelo “pequeno adulto” medieval até ser reconhecida como “o futuro da humanidade” dos dias atuais. Na relação com a criança, o brinquedo, objeto extremo segundo Brougère (2004), possui um significado e uma função, distintos na concepção mas que se misturam, se confundem e se sobrepõem na relação. A função é a característica orientadora da utilização do brinquedo na educação. A imagem do brinquedo se aprimora com o avanço da tecnologia e na brincadeira, o simbólico muitas vezes determina o sentido ficcional da brincadeira. A psicanálise descobriu o valor deste simbólico para a criança, e se utiliza desta significação para auxiliá-la nas suas dificuldades e angústias. Com seus aportes teóricos, a teoria psicanalítica do brincar estabeleceu as características necessárias a um brinquedo que lhe permite ser objeto de projeção por parte da criança. O presente trabalho está dividido em três grandes partes. A primeira trata da tecnologia e do brinquedo a partir de uma visão histórica, recuperando alguns passos de determinados brinquedos milenares, jogos e suas transformações segundo estilos de vida. A segunda parte atravessa aspectos teóricos do tema, trazendo importantes pontos de vistas dos principais psicanalistas. Na terceira e última parte foram escolhidos três casos de atendimento clínico para se estudar como se estabeleceram as relações das crianças com os brinquedos presentes nas sessões. O estudo dos três casos clínicos apresentados permitiu observar como se estabeleceu a relação das crianças com os brinquedos presentes nas sessões e a influência que o brinquedo tecnológico exerceu sobre elas, na medida em que manifestaram transferencialmente o significado do segundo para os primeiros e as dificuldades daí decorrentes em lidar com isso. O problema que inspirou esta dissertação encontra sua resposta nesta observação.

Palavras-chave: Tecnologia. Psicanálise. Brinquedo tecnológico. Infância.

Downloads 3806  3806  Tamanho do arquivo 891.08 KB  Plataforma Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR  Site http://www.utfpr.edu.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Desenvolvimento Pessoal para o Exercício do Papel do Educador na Escola do Futuro Popular Versão: PDF
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
GUERRA, Marcelo Karam

Este trabalho insere-se na linha atual de preocupações advindas de uma sociedade pós-moderna em constante transformação e mudanças de paradigma. A educação não poderia ficar de fora destas transformações e, portanto, está passando por um período de crise. Esta ocorre devido às profundas alterações a partir da segunda metade do século XX, na vida social e cultural que afetaram diretamente a educação e o papel do educador, seja em seu senso estrito, como profissional da educação, professor, coordenador educacional, orientador pedagógico, gestor escolar. Preparar-se para a mudança significa uma tomada contínua de consciência que implica em aprender, desaprender e reaprender, identificando e desenvolvendo recursos e potencialidades. Quanto mais conscientes as pessoas estiverem de quem elas são, de como elas pensam e agem, quais são seus medos e angústias, suas crenças e valores, forças e fraquezas, mais fácil será este processo de mudança, da ação mediante o conhecimento e da aprendizagem através da vivência. A educação necessita redefinir-se para atender às novas exigências, e no seu interior o professor é a peça-chave para que estas alterações sejam concretizadas de maneira segura e eficiente. Nesse contexto, o professor necessita desenvolver novas competências, porque estas influenciarão a sua forma de ensino e, consequentemente, a aprendizagem dos alunos. A pesquisa de campo foi feita com professores do Curso Normal Superior com Mídias Interativa da Universidade Estadual de Ponta Grossa. A busca de referencial teórico para fundamentar a pesquisa sobre as mudanças de contexto que estão interferindo no papel do professor foi realizada com pesquisa bibliográfica que implicou consultas a bibliotecas, revistas técnicas, internet. Para o levantamento de dados optou-se pela linha de pesquisa quantitativa, cujo instrumento de coleta foi um questionário estruturado. Os processo de mudança de cultura exige revisão de crenças pessoais de seus dirigentes e colaboradores servindo de estímulo à reflexão sobre tais mudanças no contexto educacional, foi proposto um treinamento para desenvolver estas competências.

Palavras-Chave: Competências. Mudança. Paradigma Sistêmico.

Downloads 807  807  Tamanho do arquivo 1.92 MB  Plataforma Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC  Site http://www.ufsc.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Diferenças cognitivas entre usuários de ciberespaço Popular Versão: pdf
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
CRUZ, Kelly Kalynka

A dissertação trata das diferenças cognitivas entre os usuários de ciberespaço, de acordo com suas tipologias e níveis de imersão. O interacionismo e a Teoria da Seleção de Grupos Neurais (TSGN) são apresentados nesse trabalho como caminhos para explicar a influência do meio e da cultura do ciberespaço sobre a cognição humana. Demonstrou-se, com esta investigação, que os usuários excessivos são mais rápidos, mais atentos, mais sincronizados e que, por conta de sua rapidez e antecipação, são mais impacientes e, portanto, propensos a erros.

Palavras-chave: Usuários de ciberespaço. Cognição. Velocidade de pensamento. Atenção. Antecipação. Lev Vigotski. Gerald Edelman.

Downloads 1232  1232  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC- SP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Duas escolas, duas expressões do Iluminismo. Rousseau e Condorcet: o futuro que o passado ousou proj Popular Versão: pdf
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
CALÇA, Robson Pereira

Nossa pesquisa situa a sua investigação em um período decisivo, seja para a História da Filosofia Moderna e Contemporânea, seja para a História Política do Ocidente. Trata-se do período em que vigorou o Iluminismo Francês, que, com dois de seus mais eminentes representantes, Rousseau e Condorcet, deixou para a posteridade dois projetos de escola pública, acompanhados de reflexões fundamentais para compreender os autores, por essa parte de suas obras, e esta parte de suas obras por meio das concepções gerais de ambos os autores. Em um período aproximado de apenas vinte anos (de 1770 a 1791), Rousseau traçou em linhas gerais uma escola pública para a Polônia e Condorcet formula um plano completo de instrução pública destinado à França. Analisamos estas duas formulações de instituição escolar, com especial atenção nos conceitos de público e de Estado nelas expressos, pois constituem também eventos extraordinários, que ocorrem nesse período, em primeiro lugar, a recorrência e a intensidade com que é atribuído ao Estado o papel de intermediador da relação que o homem, no âmbito coletivo, travará com o conhecimento e com a virtude; e, em segundo lugar, a própria relação entre a Filosofia e as questões ligadas à coisa pública, tanto na esfera teórica, quanto em suas incursões na vida política europeia do século XVIII. Julgamos que, com a pesquisa que ora propomos, poderemos colaborar com a compreensão das concepções de igualdade, liberdade e justiça, defendidas por ambos os autores, bem como do posicionamento de ambos frente a questões como o direito do homem ao conhecimento e o dever do Estado, assim como seu interesse, em fomentá-lo.

Palavras-chave: Educação. Estado. Iluminismo. Instrução. Público.

Downloads 2033  2033  Tamanho do arquivo 897 bytes  Plataforma Universidade de São Paulo - USP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!EscolaBR: Inclusão Digital de Professores Versão: 
Atualização:  17/12/2012
Descrição:
MENTA, Eziquiel

A presente pesquisa tem como principal objetivo definir a inclusão digital sob a perspectiva e concepção dos professores usuários do portal EscolaBR, procurando responder à problemática construída quanto à relevância do uso das ferramentas disponíveis no portal para a promoção desta inclusão. O objeto de estudo desta pesquisa é o portal EscolaBR e seus movimentos espontâneos que possibilitaram a produção de recursos pedagógicos, discussões, estudos e pesquisas realizadas por mais de 18.000 professores de diferentes localidades do Brasil. Ao encerrar o estudo, propõem-se uma reflexão acerca da utilização de ferramentas livres que permitam aos professores criar, produzir e compartilhar conteúdos com maior autonomia em espaços alternativos e institucionais. Conclui-se, assim, que a inclusão digital do professor deve acontecer de maneira a propiciar a este a autonomia e independência tecnológica necessária, possibilitando que o professor possa criativamente incorporar e desenvolver tecnologias para favorecer a aprendizagem de seus alunos, compartilhar suas descobertas num processo colaborativo e contínuo de formação continuada. Ao compreender a inclusão digital do professor nesta perspectiva, reconhecemos o favorecimento que as ferramentas disponibilizadas no portal EscolaBR possibilitam ao professor, seja por meio da criação, do compartilhamento ou do uso pedagógico.

Palavras-chave: Inclusão Digital. Professor. EscolaBR. Software Livre.

Downloads 74  74  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Estudo do uso de um portal educacional por docentes em uma escola pública Popular Versão: PDF
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
SANTANA, Andréa Maia de

O objetivo desse estudo foi identificar os elementos que contribuem para que um portal educacional seja incorporado como uma ferramenta nas práticas pedagógicas de uma escola da rede municipal da cidade de Curitiba. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa de natureza interpretativa. Essa abordagem permite investigar o fenômeno com base nas percepções dos indivíduos envolvidos nas atividades. As participantes do estudo foram nove profissionais da educação, indicada por seus pares como capazes de contribuir com informações relevantes para a compreensão da dinâmica de utilização do portal da escola. O referencial teórico apresenta uma discussão sobre a presença das Tecnologias da Informação e Comunicação na escola baseada em autores como Sancho, 2006; Kenski, 2007; Moran, 2000 e Machado, 2004 e 2005 e também apresenta os conceitos da Teoria da Atividade (ENGESTRÖM, 1987, 1993, 1999, 2007) para fundamentar a análise dos resultados. A Teoria da Atividade é uma abordagem sistêmica que procura considerar os contextos social, histórico e cultural na análise das dinâmicas dos sistemas de atividades humano. A análise dos dados permitiu a identificação de três categorias: visões sobre a prática do laboratório de informática e uso de seus recursos, visões sobre o lugar que o portal ocupa no planejamento e nas aulas de informática e trajetória das profissionais da escola e relação às novas tecnologias. Os principais resultados mostram que o portal é percebido pelas entrevistadas como um aliado no processo educativo que visa, principalmente, a aprendizagem dos alunos. As entrevistadas justificam o uso do portal por apresentar recursos lúdicos e interativos que atraem a atenção dos alunos, oferecendo assim, reforço na aprendizagem dos conteúdos curriculares. Essa ideia está na origem das regras de organização da escola e garantem que o trabalho com a informática, junto aos alunos, seja frequente e sistematizado. A importância de a escola capacitar os alunos para o domínio das tecnologias presentes nos contextos sociais é partilhada pelas entrevistadas e percebida como uma expectativa das famílias. As três categorias identificadas sugerem que a apropriação tecnológica na escola fundamenta-se na capacidade da rede social existente se reorganizar devido à introdução do portal. Os resultados do estudo poderão contribuir para aprofundar a compreensão do processo de apropriação das TICs no contexto escolar, para a definição de programas de qualificação profissional e de políticas organizacionais para a gestão da inovação.

Palavras-Chave: Apropriação tecnológica. Prática profissional docente. Tecnologia.
educacional.

Downloads 719  719  Tamanho do arquivo 789.21 KB  Plataforma Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR  Site http://www.utfpr.edu.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Estudos de recuperação paralela na proposta curricular do Estado de São Paulo (gestão 2007-2010) Popular Versão: PDF
Atualização:  23/8/2013
Descrição:
ELLIOTT, Edenilce Hortencia Jorge

Este trabalho visa analisar criticamente os projetos de recuperação paralela e reforço inseridos na Proposta Curricular do Projeto São Paulo faz escola, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (gestão 2007-2010), avaliando-os enquanto ações dificultadoras ou facilitadoras da construção de um currículo escolar que considere o prazer de aprender por parte dos alunos que, apesar de terem concluído, no mínimo, seis anos de escolaridade no ensino fundamental, apresentam dificuldades de leitura e escrita. A análise da temática investigada pautou-se nas linhas teóricas de Apple (2006) e Gimeno Sacristán (1999; 2000), com relação à dimensão ideológica do currículo. Consideraram-se também as ideias de Lefèvre e Lefèvre (2002; 2003; 2005) para a construção do discurso do sujeito coletivo. O estudo consistiu em uma análise qualitativa a partir de pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Foi feito um levantamento da legislação sobre estudos de recuperação paralela no período que abrangeu as Leis 4024/61, 5692/71 e 9394/96, e os dispositivos legais delas decorrentes. Quanto à pesquisa de campo, utilizou-se a entrevista como instrumento de coleta de informações que geraram a elaboração de um discurso do sujeito coletivo, representativo da voz dos alunos entrevistados. Esse discurso procurou registrar os sentidos dos projetos de recuperação e reforço em relação ao prazer de aprender, conforme percebidos e atribuídos pelos alunos de duas escolas da rede pública estadual, localizadas na zona norte de Osasco. Constatou-se uma forte disparidade entre o que tem sido proposto pelas políticas públicas do Estado de São Paulo em relação aos projetos de recuperação paralela e reforço e as necessidades dos alunos.

Palavras-chave: Currículo.Políticas Públicas Educacionais. Recuperação Paralela. Reforço Escolar.

Downloads 822  822  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Pontifícia Universidade Católica – PUC/SP  Site http://www.ced.pucsp.br/conteudo/dissertacoes_teses/
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Eu gosto de brincar com os do meu tamanho!: culturas infantis e cultura escolar ... Popular Versão: PDF
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
FERNANDES, Cinthia Votto

Este estudo consiste em uma pesquisa qualitativa cuja proposta foi investigar como as crianças, em suas interações, produzem significados em relação ao seu pertencimento a um grupo etário e com outro grupo de idade na instituição escolar, com o objetivo de evidenciar o que as crianças pensam e como são as suas relações nas escolas graduadas por idade, bem como as relações entre os grupos de crianças.

Palavras-chave: Cultura . Criança. Escola . Educação infantil . Ensino Fundamental.

Downloads 469  469  Tamanho do arquivo 1.12 MB  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 (5) 6 7 8 9 »