Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (92)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do pior para o melhor avaliado)

Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Trajetórias, Lugares e Encruzilhadas na Construção da Política de Educação Escolar Quilombola no Par Popular Versão: PDF
Atualização:  27/7/2017
Descrição:
CRUZ, Cassius Marcelus

Durante o final do século XX e início do XXI a população quilombola tem se afirmado como sujeito de direito. Apesar de uma realidade ainda marcada por um histórico de exclusão social e de atendimento precarizado de serviços públicos por parte do Estado, esses sujeitos e seus mediadores estão lentamente incluindo suas demandas nas agendas políticas dos governos federal, estaduais e municipais, dentre elas as demandas educacionais. Essas demandas, entretanto, ao basear-se em uma lógica estratégica de reconhecimento não se restringem à denúncia da precariedade do atual estado de atendimento, mas incluem expectativas de que as políticas públicas a serem desenvolvidas contribuam efetivamente para potencializar suas formas de vida, elevar sua autoestima social e legitimar seus padrões de autorrealização comunitária. A passagem dessas demandas, inclusas na agenda governamental, para uma etapa de especificação de alternativas é acompanhado de uma série de reformulações derivadas da inscrição das demandas em diretrizes pré-existentes, das disputas pelo modelo de projeto no qual a ação se baseia, bem como das mudanças (trocas de chefias, reestruturação do organograma, mudança de competências, etc ...) na estrutura do Estado. Procurando abordar como ocorreram essas reformulações no processo de elaboração da Proposta Pedagógica Escola Quilombola e Etnodesenvolvimento no Paraná analisa-se a partir da pesquisa em fontes e escritas, elementos que caracterizaram o ciclo vital das políticas públicas de Educação Escolar Quilombola durante o período de 2003-2010.

Palavras-chave: Educação. Políticas públicas. Educação Escolar Quilombola.

Downloads 388  388  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!A Formação contínua de professores do Enino Médio e a TV Escola: um estudo nas escolas da rede públi Popular Versão: DOC
Atualização:  22/8/2013
Descrição:
SCAPIN, Irene Aparecida dos Santos

O principal objetivo desta pesquisa foi estudar as concepções de professores do Ensino Médio sobre o uso da TV Escola na sua formação contínua. Para isso, foi necessário o estudo aprofundado acerca de: formação contínua de professores do Ensino Médio e a TV Escola, buscando compreender qual é o seu espaço nesse contexto. A investigação foi realizada em seis escolas urbanas da rede estadual de Pato Branco/PR que ofertam o nível médio de ensino. Os dados foram coletados por meio de um questionário contendo 36 questões abertas e fechadas. Participaram dessa pesquisa 30 professores que atuam em diversas disciplinas do Ensino Médio. Através das perguntas propostas no questionário procurou-se saber qual é o entendimento apresentado pelos docentes sobre formação contínua e que espaço a TV Escola ocupa nesse contexto. Os resultados da investigação indicaram que os sujeitos pesquisados consideram a formação contínua uma forma de se aperfeiçoar permanentemente. Argumentaram que somente um professor que busca novos saberes consegue ter um entendimento das mudanças que estão em curso na contemporaneidade e, consequentemente, melhorar sua prática docente. Sobre o espaço que a TV Escola ocupa nesse contexto, percebeu-se que esses docentes consideram-na um meio a mais de se obter formação contínua, entretanto, não a utilizam nem na escola e nem fora dela. Declararam que não há espaços na proposta pedagógica das escolas para momentos de formação contínua com o uso da programação especificamente destinada ao docente de ensino médio, veiculada pela TV Escola. Os resultados também indicaram a existência de problemas técnico-estruturais para o uso da TV Escola. Os maiores entraves constatados são escassez de equipamentos e de espaço físico, fitas com gravação de má qualidade, falta de recursos humanos para gravar os programas e falta de tempo para formação contínua. Finalizando o estudo, concluímos que a TV Escola não se constitui efetivamente enquanto espaço de formação contínua de professores de Ensino Médio, porque a sua política de implantação não viabilizou seu uso como recurso efetivo para formação contínua. O MEC precisa reavaliar as diretrizes que orientam a política de implantação da TV Escola para que a mesma não seja mais um recurso subutilizado pelos docentes com investimentos substanciais de recursos públicos.

Palavras-chave: Formação Contínua de Professores. TV Escola. Ensino Médio.

Downloads 3747  3747  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Centro Universitário Diocesano do Sudoeste do Par  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!A formação continuada para o uso da TV Multimídia: o olhar dos professores de História do litoral pa Popular Versão: 
Atualização:  22/8/2013
Descrição:
SANTANA NETO, Alexandre Leocádio

O presente trabalho caracterizou-se por uma investigação sobre a proposta de formação continuada para o uso das TIC, ofertada pela política pública intitulada Paraná Digital. O objetivo desse estudo foi analisar como os professores de história do ensino fundamental, séries finais, de escolas públicas do litoral paranaense, estão sendo preparados numaperspectiva institucional, para apropriação da TV Multimídia na prática docente. Partindo do entendimento que o uso deste equipamento deve considerar, além dos aspectos técnicos de instrumentalização, concepções teóricas e metodológicas distintas, a fundamentação teórica dessa dissertação estabelecerá o diálogo entre as áreas da Educação, Comunicação e História. Poderá ser verificado, a partir de depoimentos dos sujeitos inquiridos na pesquisa de campo, contradições no que diz respeito ao tratamento dispensado a área de história na concepção de formação continuada para o uso das TIC.

Palavras-chave: TIC. TV multimídia. Formação continuada. Professores de História. Comunicação e educação. Didática da História.

Downloads 660  660  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!A presença do bullying na mídia cinematográfica como contribuição para a educação Popular Versão: PDF
Atualização:  22/8/2013
Descrição:
SANTOS, Ana Paula Toppan dos

O presente estudo tem como proposta analisar como a mídia cinematográfica retrata o fenômeno bullying no ambiente escolar e como essa linguagem pode proporcionar aos educadores e alunos a conscientização, a reflexão e mudanças de comportamento. Para atingir nosso objetivo de caracterizar o fenômeno como uma forma de violência prejudicial a todos os envolvidos, e uma vez que as imagens fílmicas devem ser consideradas como fonte de conhecimento e transformação de atitudes, foram analisadas as imagens que destacam o bullying dos filmes "Nunca fui beijada" e "Bang, bang! Você morreu". Com o intuito de contribuir teórica e metodologicamente para um ensino humanista, respeitando as diversidades humanas e formando cidadãos críticos e conscientes de seu papel transformador na sociedade, o embasamento teórico constitui-se de obras fundamentais e para melhor comprovação do bullying. Na prática, realizamos observação participante e pesquisa-ação junto aos educadores e alunos. A pesquisa contou com a participação de educadores, gestores e alunos de uma escola pública de Marília onde constatamos que a arte cinematográfica proporciona ao educador e ao aluno a aquisição de mais uma prática pedagógica capaz de fomentar a criticidade, conduzindo-os a uma ação-transformadora comprometida com a realidade social. As imagens fílmicas mediadas por profissionais capacitados no processo educacional valorizam e enriquecem o aprendizado do aluno, tornando-o cidadão crítico capaz de respeitar as desigualdades humanas promovendo uma sociedade igualitária, livre de preconceitos e violência.

Palavras-chave: Mídia. Educação. Ficção. Bullying. Violência. Representação social. Indivíduo em formação.

Downloads 5787  5787  Tamanho do arquivo 2.16 MB  Plataforma Universidade de Marília - Unimar  Site http://www.unimar.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Representações Sociais Sobre Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação: novos alunos, outros  Popular Versão: PDF
Atualização:  23/3/2012
Descrição:
ROCHA, Adauto Galvão da

O presente estudo, de cunho predominantemente qualitativo, trata das questões relacionadas às percepções e representações sociais de alunos de uma escola pública estadual, concluintes do Ensino Médio, sobre Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação (NTICs). Tem por objetivos: 1º) identificar percepções e representações sociais que alunos concluintes do Ensino Médio regular apresentam sobre NTICs e multimídias interativas; e 2º) analisar as possíveis relações existentes entre as suas representações sociais e o processo de ensino-aprendizagem no contexto escolar. Utiliza como procedimentos: a)Questionário semi-estruturado, respondido por oitenta alunos, contendo três partes: I. Associação livre de palavras-estímulo; II. Questões fechadas e abertas relacionadas aos contextos: escolar, familiar e do mundo do trabalho destes sujeitos; e III. Perfil do aluno, com o foco em sua situação sócio-econômico-cultural; e b) Entrevistas com doze alunos, de ambos os sexos, participantes da etapa anterior. Ancora-se, teórico-metodologicamente, em Lévy (1993, 2000), quanto às NTICs; em Moscovici (1978, 2003), Abric (1998), Sá (1996, 1998), Jodelet (2001) e outros, no que tange a alguns aspectos da Teoria das Representações Sociais; e em Bourdieu (1996, 2003a, 2003b, 2003c, 2004, 2005), em relação ao conceito de habitus. Firma a análise do corpus de dados obtidos e tratados na categoria de análise designada: Representações sociais dos alunos sobre as NTICs, composta de três unidades de sentido e seus respectivos aspectos, a saber: 1) Relação dos alunos com as NTICs (o espaço residencial/familiar, do mundo do trabalho e escolar); 2) NTICs e as ransformações sócio-econômico-culturais (a sociedade hodierna e as NTICs; e a presença das NTICs no cotidiano e nos espaços xtra-escolar); e 3) NTICs e a (res)significação da prática escolar/habitus (a linguagem midiática e o contexto escolar; a (re)construção de representações e práticas/ habitus; e o presente e futuro: esperanças e incertezas). A análise indica que as percepções e representações sociais dos alunos sobre as NTICs e mídias interativas convergem majoritariamente para aquelas práticas sociais subordinadas, direta ou indiretamente, aos dispositivos info-tecno-midiáticos, tais como: computador, internet, ORKUT, celular, MP3, música, Mídia Player, rádio, TV, MSN, entretenimento, comunicação, informação, conhecimentos, amizade, pesquisas, tecnologia, ciência, facilidade, futuro, trabalho etc. Dispositivos que parecem ser o núcleo gerador e regulador das representações (e práticas) sociais dos alunos sobre as NTICs e que lhes emprestam sentido prático e (re)organizador, especialmente, em relação ao processo comunicacional, sócio-interacional, metamorfoseante e criativo da linguagem midiática, polifônica e imagética, indiciando, assim, novas formas de relação com o saber e com a aprendizagem, numa perspectiva autônomo-emancipatória. Os sujeitos deste estudo, enquanto usuários da World Wide Web (WWW), e diante da emblemática virtualidade das NTICs e mídias interativas experimentam novas formas de comunicação, linguagem, interação e (des)construção criativa permanente. No entanto, demonstram certa preocupação com a utilização do “internetês”, no contexto escolar e em outros espaços sociais, em que as inter-relações entre os agentes sociais se processam de forma hierarquizada, e institucional e/ou coercitiva. E, apesar de evidenciarem a existência de uma relação intrínseca entre a estruturação da atual sociedade e as NTICs e mídias interativas, e considerarem-nas imprescindíveis à vida atual e à produção e ordenação da realidade (práticas sociais), não as correlacionaram (significativa e diretamente) à prática escolar. Revelaram também a existência, no contexto escolar, de contradições, tensões, violência, desejos, intenções e incertezas, e, sobretudo, esperanças, pois indicaram diversos aspectos da prática escolar, passíveis de ressignificação, de instituição de práticas inovadoras e de seminação de novos habitus.

Palavras - chave: Habitus. Ensino-aprendizagem. Mídias interativas.

Downloads 3070  3070  Tamanho do arquivo 6.78 MB  Plataforma Universidade Católica de Santos - UniSantos  Site http://biblioteca.unisantos.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Grêmio Estudantil e participação do estudante: limites e possibilidades para o processo de emancipaç Popular Versão: PDF
Atualização:  5/12/2016
Descrição:
BOUTIN, Aldimara Catarina Brito Delabona.


O trabalho apresenta um estudo sobre os grêmios estudantis que atuam em escolas da rede estadual de ensino da cidade de Ponta Grossa, situadas em regiões de periferias. O objetivo da pesquisa foi analisar os limites e as possibilidades desses grêmios estudantis, enquanto instância colegiada de representação discente, para o processo de emancipação nas comunidades em que se inerem. A questão que norteou a pesquisa foi: Em que medida o grêmio estudantil pode contribuir para o processo de emancipação na atual sociedade capitalista? O objeto da pesquisa é composto por seis grêmios estudantis que atuam em escolas de Ensino Médio nas periferias e os objetivos específicos que nortearam as reflexões foram: a) Contextualizar os movimentos estudantis brasileiros que antecederam os grêmios estudantis; b) Identificar os objetivos, explícitos ou não, que orientam as atividades e projetos desenvolvidos pelos grêmios estudantis; c) Explicitar as concepções que norteiam a organização da atuação discente em grêmios estudantis das realidades pesquisadas. Para a coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas com os alunos que presidem os grêmios estudantis selecionados para a pesquisa, também foram analisados documentos como as atas dos grêmios e os Manuais e cartilhas de autoria da SEED-PR e do Instituto Sou da Paz. As entrevistas foram transcritas, analisadas e categorizadas, considerando: a autonomia dos alunos que atuam junto aos grêmios, os projetos desenvolvidos pelas agremiações, o processo eleitoral, a emancipação política e a emancipação humana. Como aporte teórico foi utilizado o Materialismo Histórico e Dialético, com a contribuição de autores como: Poermer (1979), Gramsci (1978, 2001), Mandel (1979), Marx (2001, 2010), Tonet (2005, 2010), Sanfelice (1986, 2008), os quais auxiliaram tanto para o estabelecimento do diálogo com o referencial teórico como para o entendimento de como se configurou o movimento estudantil até se chegar a estrutura atual dos grêmios estudantis. Os resultados da pesquisa evidenciam que os direcionamentos políticos expressos nos Manuais e cartilhas de produção da SEED, PR e do Instituto Sou da Paz, se refletem nos projetos e atividades desenvolvidas pelas agremiações. Também foi possível perceber que a equipe gestora limita e cerceia a participação dos alunos junto aos grêmios estudantis, contribuindo, dessa forma para inibir uma atuação estudantil comprometida por objetivos emancipadores. A pesquisa concluiu portanto, que os grêmios estudantis pesquisados não contribuem para o processo de emancipação e que o exercício da emancipação política é apresentado de forma fragilizada.


Palavras-chave: Grêmio Estudantil. Participação discente. Capitalismo. Emancipação humana. Emancipação Política.

Downloads 2232  2232  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Cartografias daTransexualidade: a experiência escolar e outras tramas  Popular Versão: PDF
Atualização:  22/8/2013
Descrição:
SANTOS, Dayana Brunetto Carlin dos

A presente pesquisa teve como objeto de análise as experiências transexuais na escola. A partir dessa perspectiva foi construído o problema de pesquisa, isto é, as narrativas produzidas por travestis e transexuais sobre seu processo de escolarização formal. A metodologia utilizada foi a cartografia, com o objetivo de elaborar um desenho, no sentido cartográfico, dos territórios subjetivos da transexualidade na escola. Essa carta-cartográfica foi produzida por meio de uma imersão nas teorizações de Michel Foucault, Thomas Laqueur, Gilles Deleuze, Judith Butler, Berenice Bento e Maria Rita de Assis César, entre outras/os. Também se propôs uma discussão bibliográfica sobre a construção da sociedade sexuada e generificada através de um referencial binário e heteronormativo; a respeito da performatividade dos gêneros; sobre a patologização da experiência transexual; sobre a escola; e sobre as narrativas elaboradas pelos sujeitos. As narrativas foram obtidas pela realização de seis entrevistas com mulheres transexuais, uma com um homem transexual de Curitiba e também por meio de um grupo de discussão com lideranças do Movimento Social de Travestis e Transexuais da Região Sul do Brasil. Para a análise dessas narrativas, fez-se necessário um estudo sobre as memórias e os processos de rememoração, esquecimento e silenciamento articulados para essa produção, além de uma aproximação das teorizações sobre memórias traumáticas. A partir das narrativas foram observados e analisados três atos performativos: Corpo e Identidade; A experiência escolar; Profissionalização. Em síntese, pode-se pensar que as experiências transexuais e travestis na escola são múltiplas e singulares e que as narrativas são produzidas performaticamente, isto é, por meio de atos performativos das memórias dos sujeitos. Com isso, pode-se compreender que qualquer generalização que relacione transexualidade e escolarização formal pode ser perigosa.

Palavras-chave: Experiência transexual. Escola. Controle. Corpo. Cartografia.

Downloads 2673  2673  Tamanho do arquivo 1.11 MB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!A Pedagogia da migração do software proprietário para o livre: uma perspectiva freiriana Popular Versão: 2007
Atualização:  10/5/2012
Descrição:
ALENCAR, Anderson Fernandes de

Esta dissertação é resultado do trabalho de pesquisa no intuito de refletir acerca de uma proposta de migração do software proprietário para o software livre que contemple elementos do pensamento do filósofo Álvaro Vieira Pinto e do educador Paulo Freire.

Palavras-chave: Migração. GNU/LINUX. Software livre. Paulo Freire. Pedagogia.

Downloads 1938  1938  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma FEUSP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Formação para Diretor Escolar da Educação Básica: o Programa Nacional Escola de Gestores no estado d Popular Versão: PDF
Atualização:  23/8/2013
Descrição:
TEIXEIRA, Marilza Aparecida Pereira.

O objeto deste trabalho é a política de formação continuada nacional para diretores de escolas básicas públicas brasileiras, denominado pelo MEC como programa Escola de Gestores, na versão de curso de especialização, implementada pela Universidade Federal do Paraná a quatrocentos (400) diretores(as) e diretores(as) - auxiliares das redes municipais e estadual de educação paranaense, ofertado nos anos de 2008/2010, por meio da educação à distância. A discussão que este trabalho fomenta é a efetividade desse programa público de formação, ofertado pelo governo federal e o possível alcance dessa política no Paraná. O texto analisa a proposta e identifica que ele visa modificar a atuação dos diretores de escola básica, por meio de conhecimentos sobre a gestão democrática e o direito à educação, bem como constituir uma rede nacional de troca de experiências para os diretores. Para tal avaliação, esta dissertação cotejou a proposta do programa com a experiência paranaense e, para tanto, utilizou dados derivados de um questionário aplicado aos cursistas concluintes do programa, bem como dos trabalhos de conclusão de curso (TCC) entregues. Ao avaliar esse programa, a pesquisa concluiu que no caso paranaense, houve alcance parcial dos objetivos da proposta, uma vez que houve grande índice de evasão e um baixo rendimento na aprendizagem dos sujeitos. Isso, em alguma medida pode ter ido omo causa, o período da realização, a dificuldade dos cursistas em manter disciplina para a realização do curso em EAD, bem como situações de organização do curso pela própria UFPR.

Palavras-chave: Politica de formação Continuada. Políticas Educacionais. Diretor Escolar. Programa Nacional de Formação Escola de Gestores.

Downloads 649  649  Tamanho do arquivo 947.95 KB  Plataforma Universidade Federal do Paraná - UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações
Fazer Download agora!Formação Continuada e Desenvolvimento Profissional Docente: Representações de Professores PDE Popular Versão: PDF
Atualização:  24/5/2017
Descrição:
SIQUEIRA, Ana Paula de Moraes de

Esta dissertação tem como foco a formação continuada e desenvolvimento profissional docente. Considerando a história recente da formação de professores, destacamos que estes processos vêm sofrendo uma significativa reconfiguração para atender as indicações de organismos internacionais. Influindo sobre maneira no desenvolvimento profissional docente. Frente a esse cenário, tomamos como referência a proposta de formação continuada Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE/PR) iniciativa do Estado do Paraná, para redimensionar as práticas docentes. O PDE se baseia na relação teoria-prática partindo do pressuposto de reconhecimento dos docentes enquanto produtores de conhecimento. Em pesquisa já realizada constatamos que os professores muitas vezes priorizam o PDE como avanço na carreira (SIQUEIRA, 2014). Nesse sentido, propomos como pergunta de pesquisa: Quais as representações sociais de professores PDE/2013, sobre formação continuada e sua relação com o desenvolvimento profissional docente? Nos apropriamos dos estudos sobre a Teoria das Representações Sociais, com foco na Teoria do Núcleo Central, apoiando-se nas pesquisas de Moscovici (2003, 2012), Jodelet (2001, 2011), Abric (1994, 2001), entre outros. A pesquisa qualitativa surgiu como metodologia apropriada. Bogdan, Biklen (1994) e Franco (2008), foram os principais aportes. Marcelo García (1999), Marcelo (2009), Roldão (2009); Imbernón (2009), foram referencias importantes para a discussão sobre desenvolvimento profissional. Realizamos o teste de evocação de palavras, o questionário sobre o PDE e de perfil. Participaram do estudo 38 professores, a maioria mulheres com mais de 46 anos e pelo menos 10 anos de contribuição ao Estado. Investigando a proposta do PDE, buscamos nos resumos dos artigos, proposta de finalização do PDE, os principais termos empregados. Destaca-se “aluno”, “educação”, “trabalho”, indicando que as propostas se focam nas dificuldades e nos desafios enfrentados pelos professores em seu trabalho docente. Analisando os termos evocados as palavras “conhecimento”, “estudo” e “experiência”, aparecem enquanto provável núcleo central das representações sobre formação continuada. Inferimos que os professores concebem a formação enquanto espaço de estudo para a construção de conhecimento, este respaldado pela experiência. Considerando essa formação ao longo do desenvolvimento profissional. Para reafirmar o provável núcleo central utilizamos o software Iramuteq para a análise de similitude. Nelas podemos destacar que “conhecimento” e “estudo”, se corporificam em dois blocos com alto grau de conexidade, reafirmando o provável núcleo central. As respostas obtidas pelo questionário sobre o PDE, foram processados pelo Método de Classificação hierárquica descendente (CHD). Seis classes foram formadas, essas classes serviram de base para a construção de cinco categorias de análise tendo em vista as características pontuadas por Marcelo (2009), para o desenvolvimento profissional docente: “prático-reflexivo”, “Universidade ? Escola”, “processo colaborativo”, “ser professor PDE” e “SEED” Observamos que as questões que apareceram no provável núcleo central são trabalhadas quando os professores falam sobre o PDE. Refletimos que a proposta de formação do PDE, traz elementos que podemos considerar que contribuem para o desenvolvimento profissional docente. Contudo, nas representações algumas questões aparecem, como a não oportunidade da formação para todos os professores, a questão do empoderamento do professor, categorizando sentimentos performativos no espaço escolar.

Palavras-chave: PDE. Formação continuada. Desenvolvimento profissional docente.

Downloads 1903  1903  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-PR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 (5) 6 7 8 9 10 »