Educadores

Ínicio : Sociologia : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (6)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Tragetórias tecnológicas e meio ambiente : a indústria de agroquímicos/transgenicos no Brasil Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
MARTINS, Paulo Roberto

A indústria da vida transforma de modo fundamental na década de 90 as atividades industriais capitalistas voltadas para o uso, compra, venda e controle do mercado de produtos bioindustriais relativos a alimentos, agricultura e saúde. As empresas transnacionais gigantes produzem sementes, pesticidas, processamento de alimentos, melhoramento de plantas, até produtos veterinários e fármacos. O elo da cadeia produtiva que analisamos é a indústria de pesticidas. Nesta, analisa-se as suas trajetórias tecnológicas da síntese química (agroquímicos) e da biotecnologia (transgênicos) e seus efeitos sobre a sociedade e meio ambiente. Caracteriza-se o processo de constituição da indústria da vida, através das fusões e aquisições, proporcionadas pelas empresas transnacionais gigantes que ao longo de 50 anos atuam no mercado de pesticidas. Demonstra-se como está consolidado o mercado mundial e brasileiro de pesticida. A tecnologia é o elemento central no desenvolvimento desse tipo de indústria. Traçamos um panorama da inovação tecnológica registrada na indústria mundial de agroquímico e de transgênicos. No Brasil, ao final de 1997, 27 firmas pertenciam ao segmento industrial produtor de agroquímicos, das quais 25 foram pesquisadas, com o objetivo de verificar questões relativas às trajetórias tecnológicas. Analisamos os impactos no meio ambiente e na saúde humana decorrentes dos produtos originários da trajetória tecnológica da síntese química e da biotecnologia na agricultura. Destacamos sinteticamente, que a trajetória da biotecnologia é o suporte que viabiliza a reprodução ampliada do capital investido, ao longo de 50 anos na trajetória da síntese química. O processo de competição entre as empresas continuará sendo por inovação de produtos, que terão sua origem na trajetória da biotecnologia. Mas estes, ao exigir a continuidade do uso dos pesticidas nas atividades produtivas agrícolas, irão assegurar o prolongamento da vida útil da trajetória da síntese química. Portanto, não se vislumbra a implementação de uma agricultura sustentável, sem a utilização de pesticida, embora a trajetória tecnológica predominante seja a da biotecnologia.

Palavras-chave: Tecnologia. Meio ambiente. Pesticidas. Biotecnologia. Animais transgênicos. Plantas transgênicas.

Downloads 389  389  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000330588
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!O espectro da reificação em uma empresa de telecomunicações : o processo de trabalho sob os novos pa Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
WOLFF, Simone

A presente pesquisa teve como objetivo maior contribuir para o debate atual sobre a subjetividade da parcela da classe trabalhadora inserida no processo de reestruturação produtiva, que vem se intensificando nas grandes empresas desde a década de 1980. Pretendeu-se, particularmente, fornecer subsídios para se pensar sobre os efeitos de um aspecto específico de tal reestruturação sobre a percepção desses trabalhadores: a informatização da produção em sua articulação com as novas técnicas de gestão da força de trabalho recomendadas pelos chamados Programas de Qualidade Total. A partir do entendimento dessa aliança como um novo mecanismo de exploração e controle do capital sobre o trabalho vivo e que, enquanto tal, incorre em um novo tipo de alienação e reificação de sua capacidade criativa, decorre nosso objetivo específico: retirar dessa investigação elementos que auxiliem a perceber a eficiência ideológico-fetichista do efetivo exercício dessas novas políticas de gestão do trabalho em nível de unidade empresarial, especialmente no que se refere à questão da adaptação do quadro funcional às atuais demandas da produtividade capitalista

Palavras-chave: Informatica. Gestão da qualidade total. Gerência. Capitalismo. Inovações tecnologicas. Subjetividade

Downloads 408  408  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000331335
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Metamoderniade e política : a ONG Greenpeace Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
MARZOCHI, Samira Feldman

A tese analisa a ONG Internacional Greenpeace, sob a perspectiva da cultura política, orientada pelas seguintes questões: podem as ONGs Internacionais ser consideradas "contra-poderes"? Deve-se realmente levar em conta a existência de uma "sociedade civil mundial"? Primeiro, são verificados os prováveis espaços institucionais de ação para ONGs Internacionais, como o Sistema das Nações Unidas e suas agências especializadas. Posteriormente, uma organização em particular é escolhida para estudo em âmbito mais amplo. A partir do contexto contracultural do surgimento do Greenpeace, são analisados sua cosmologia, produção de conhecimento, uso da ciência como fonte de legitimação, novas práticas políticas, produção de imagens, "ciberativismo", ações-diretas, e a validade do termo "sociedade civil mundial". O conceito de "tecnologia intelectual" serve de elemento articulador da análise, especialmente quanto à produção de informações e imagens, apropriação do conhecimento científico, e quanto ao "ciberativismo", ainda que sejam expressadas as suas limitações. Por fim, é apresentado o conceito de Metamodernidade.

Palavras-chave: Cultura política. Organizações não governamentais. Ambientalismo. Sociedade civil.

Downloads 437  437  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=000439141
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!A nova Rede Globo : trabalhadores e movimentos sociais nas telenovelas de Benedito Ruy Barbosa Popular Versão: PDF
Atualização:  19/8/2013
Descrição:
FANTINATTI, Marcia Maria Corsi Moreira

Resumo: Neste estudo, abordamos as telenovelas brasileiras da década de 90, que tentaram retratar aspectos da realidade brasileira, introduzindo temas de interesse social em suas tramas. Os dados empíricos foram tomados de 'Renascer', 'O Rei do Gado', 'Terra Nostra' e 'Esperança' que, no conjunto, tratam da propriedade da terra e reforma agrária, bem como referem-se aos trabalhadores e suas organizações coletivas e a movimentos sociais (remotos ou contemporâneos) no Brasil, escritas por Benedito Ruy Barbosa e produzidas pela Rede Globo de Televisão. Destaca-se o fato de as telenovelas constituírem o principal item da programação televisiva no Brasil, podendo ser seguidas, em média, por cerca de 60 milhões de telespectadores. Ao pesquisá-las, procuramos contribuir com os estudos sobre TV e realidade. A análise se concentra nas formas de construção da imagem dos trabalhadores, na ênfase à identidade nacional e ao mito da integração social; no apelo ao consumo de bens materiais e simbólicos; nas maneiras de ocultar I desvendar a natureza dos conflitos e desigualdades sociais através das telenovelas. Mas também se refere a aspectos da relação da emissora que as produz com os respectivos governos, procurando,simultaneamente,identificar os elementos centrais de seu discurso atual e relacioná-lo ao papel de suas telenovelas a partir da década de 90.

Palavras-chave: Rede Globo. Movimentos sociais. Telenovela. Televisão. História e crítica. Ideologia e comunicação. Indústria cultural.

Downloads 411  411  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000317727
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Cadencias e decadencias do Brasil : (o futuro da nação a sobra de Darwin, Haeckel e Spencer) Popular Versão: 
Atualização:  19/8/2013
Descrição:
DORIA, Carlos Alberto Doria

Resumo: À constituição de uma nova nação corresponde também a formação da ideia que a expressa, o modo de representá-la como objeto do pensamento que abarca os seus caracteres sociais, culturais, econômicos, geográficos, históricos e políticos. O propósito dessa tese é estudar a formação desse objeto de pensamento primeiro como um requerimento da filosofia da história do século XIX e, depois, como noção trabalhada no bojo das teorias evolucionistas do período até ela se materializar através da “arte de governar”. A orientação do estudo é, portanto, dispor a nação como conceito em formação segundo a diretriz de integração dos seus vários componentes. Os autores em cujos textos se persegue esse processo são, com prioridade, Euclides da Cunha, Manoel Bomfim e Silvio Romero e, secundariamente, Oliveira Vianna. A tese está dividida em quatro partes e nove capítulos. Na primeira parte, em três capítulos, são expostas as hipóteses do trabalho, o enquadramento histórico do tema e a diretriz de integração que orienta metodologicamente o estudo. Na segunda parte, composta por um capítulo, trata-se da filosofia da história como gênero literário típico do século XIX e dos problemas da absorção de uma nação nova nesse nível de representação da história, tomada como um processo ascensional marcado por descontinuidades – “decadências” – que também afetam a sua trajetória. Na terceira parte, composta por quatro capítulos, discorre-se sobre a adoção por autores nacionais dos paradigmas do evolucionismo, em variantes darwinistas e pré-darwinistas, como elementos de crítica do conhecimento no tratamento de temas como a hereditariedade e a adaptação, considerando as particularidades do meio e das “raças” humanas que integram idealmente a nação. É esse tratamento pelos autores nacionais que lhes permite vislumbrar uma agenda política para o Estado, agora como principal fautor da nação ou agente político da sua integração. Finalmente, na quarta parte são apresentados argumentos conclusivos do estudo a partir das correlações das partes da tese.

Palavras-chave: Evolucionismo. Raças - Brasil . Pensamento crítico.

Downloads 456  456  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=000429116
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Três devotos, uma fé, nenhum milagre : um estudo da Revista Niterói, 1836 Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
PINASSI, Maria Orlanda

Resumo: Não informado

Palavras-chave: Romantismo. Civilização. Estado Nacional. Cristianismo e capitalismo.

Downloads 367  367  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=000113581
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Trabalho e resistência na "fonte misteriosa" : os bancários em face da reestruturação Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
JINKINGS, Nise Maria Tavares

Os trabalhadores bancários vivem dramaticamente a reestruturação capitalista contemporânea, marcada pela difusão dos princípios e programas de ação neoliberais, pelo domínio e expansão da esfera financeira e pela adoção de novas modalidades produtivas. Um processo de precarização do emprego e intensificação do trabalho acompanha a mudança tecnológica e organizacional que se desencadeia aceleradamente nos bancos. Novos padrões de dominação de classe, sistematizados em programas de treinamento, "qualidade total" e "remuneração variável", invadem os ambientes laborais, buscando construir o trabalhador que pensa e age em nome do capital. Entre o culto da "excelência", a pressão brutal por produtividade e a ameaça permanente do desemprego, muitos bancários sujeitam-se à sobrecarga de trabalho e distanciam-se da luta sindical. Diferentemente dos anos 80, quando realizou movimentos grevistas, passeatas e assembléias com intensa participação dos trabalhadores, o sindicalismo bancário na década de 90 experimenta um forte refluxo e desenvolve ações defensivas em

Palavras-chave: Bancários. Trabalho. Sindicalismo. Sindicatos - Bancários. Bancos. Saúde e trabalho. Gestão da qualidade total face da reestruturação produtiva do capital.

Downloads 333  333  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000210238
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora! Bienvenido a Miami : a inserção dos imigrantes brasileiros nos Estados Unidos da America Latina  Popular Versão: 
Atualização:  19/8/2013
Descrição:
OLIVEIRA, Adriana Capuano de

Este é um trabalho sobre a imigração de brasileiros para a região do Sul da Flórida (mais especificamente para a cidade de Miami) nos Estados Unidos da América. Está desenvolvido em três partes, sendo que, na Primeira Parte, apresento uma discussão estruturada em pesquisa bibliográfica sobre a formação histórico-cultural destes dois países em questão: Brasil e Estados Unidos, focalizando as conceituações formadoras das noções de identidade nacional dos mesmos. Na Segunda Parte, abordo mais especificamente a questão própria da migração de brasileiros para os Estados Unidos, primeiramente como um todo, e logo em seguida para a região determinada pelo estudo de campo: o Sul da Flórida. Consiste desta parte ainda uma apresentação desta população pesquisada, abordando suas principais características sóciodemográficas, e a própria influência e percepção do local de destino. A Terceira e última parte desta tese visa dar um desfecho a estas discussões anteriores, conjugando a discussão bibliográfica trabalhada no decorrer das partes precedentes com a própria pesquisa de campo elaborada in loco. Por meio desta conjunção, esta última parte discute também especificidades da população brasileira imigrante com relação ao seu local de destino, o que vem propiciar a abordagem de algumas percepções no campo das relações de classes sociais entre estes brasileiros, bem como a respeito de alguns laços que ainda os ligam ao país de origem .

Palavras-chave: Migração internacional. Identidade. Estudos interculturais. Classe social.

Downloads 759  759  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000317726
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!Uma onda mundial de revoltas : movimentos estudantis nos anos 1960 Popular Versão: 
Atualização:  20/8/2013
Descrição:
GROPPO, Luis Antonio

Os movimentos estudantis dos anos 1960, em destaque o ano de 1968, podem ser considerados uma "onda mundial de revoltas" analisados do ponto de vista de uma ampla e heterogênea frente de rebeliões, os movimentos apresentam o componente "juvenil" de seus membros como o principal denominador comum desta onda mundial. A onda mundial de revoltas foi ao mesmo tempo um movimento eclético possível pelas transformações advindas com o globalismo e uma reação contra o sentido predominante delineado por esta "civilização global". Rebelava-se certamente contra a ideologia dominante, da globalização, que ainda se esboçava. Os movimentos propunham uma miríade de outros valores, práticas, ideias e ideologias advindas das mais diversas fontes, de vários tempos e espaços (aglutinados no que considera-se aqui como terceiro mundismos, novas esquerdas e contraculturas). Conquistaram vitórias no campo dos comportamentos, principalmente, que foram somatizadas em certo sentido pelas instituições do capitalismo e do mercado. Mesmo "derrotada", a onda mundial deixou severas marcas na civilização que continuaria a se construir. Ela colaborou, em certo sentido, para uma "limpeza" de valores tradicionais que, no seio da nova civilização esboçada, emperravam o estilo de vida consumista, a lógica da razão instrumental e os controles das tecnocracias. Mas não se resumiu a isto. Procurara ir além do que o globalismo dominante propunha: qualidade em vez de quantidade, novos estados de consciência e de racionalidade em vez do racionalismo prático, experiências reais do alternativo em vez do contentamento com simulacros seguros, heterodoxias em vez da rígida bipolarização ideológica da Guerra Fria, liberdade ampla de comportamento e criação em vez da liberdade de consumo e da cultura de massa produzida pela grande mídia, etc. Ao mesmo tempo, porém, esta onda mundial continha em seu próprio seio flagrantes limites, dilemas e contradições que ajudaram a gestar a sua própria dispersão - limites que eram ao mesmo tempo a sua riqueza, como a heterogeneidade, o idealismo, o ativismo resoluto, a juvenilidade e a relação experimental para com a realidade.

Palavras-chave: Movimentos estudantis. Movimento da juventude. Globalização. Nova esquerda (Ciência política).

Downloads 402  402  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000210231
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Sociologia Teses
Fazer Download agora!A consignação da violência : a peonagem na região de Três Lagoas-MS Popular Versão: PDF
Atualização:  19/8/2013
Descrição:
BORGES, Maria Stela Lemos

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo um estudo da peonagem, relação de trabalho marcada pela violência. Partindo de uma reflexão teórica sobre a peonagem no mundo do trabalho, busca, a partir de uma reconstituição das relações de trabalho na sociedade capitalista, adentrar, numa perspectiva histórica, as formas manifestas da peonagem em Mato Grosso do Sul e atualizadas na região de Três Lagoas, em trabalhos de abertura e conservação de fazendas até chegar ao trabalho nas carvoarias. O peão-do-trecho, protagonista dessas relações de trabalho, é estudado na sua subjetividade, o que implicou na busca, por meio das suas lembranças, do seu vivido como um espaço para sua manifestação. A valorização da memória está intimamente ligada à valorização da sua subjetividade, pautada pelo princípio de se adotar, diante do objeto de pesquisa, uma postura que seja capaz de apanhá-Io na sua complexidade, decorrente não só do contexto em que ele se encontra e com o qual interage, mas também da sua história pessoal, ultrapassando os limites das relações estruturais para enriquecê-Ias com o conhecimento das marcas das individualidades/singularidades que a constituem.

Palavras-chave: Memória. Trabalho. Subjetividade. Violência

Downloads 833  833  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicamp  Site http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000240130
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 5 (6) 7 8 9 10 11 12 13 »