Educadores

Ínicio : Língua Portuguesa : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (15)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Um estudo das relações de (inter)subjetividade presentes na enunciação escrita de professores de lín Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
GOMES, Neiva Maria Tebaldi

Este trabalho surge de questionamentos de um professor de língua materna: por que professores que orientam a aquisição da escrita não se sentem à vontade para escrever? Que relação estes professores mantêm com a língua? Que concepção linguística orienta seu trabalho? E que sujeito se manifesta no texto que os professores produzem? Para tentar dar conta de tais questões, analisam-se textos (enunciados) escritos por professores que atuam no Ensino Básico, procurando verificar, em situações efetivas de interação linguística -- eu-tu-ele --, a configuração de subjetividade que se produz no texto do professor e as implicações dessa configuração no seu fazer. Trata-se, pois, de um estudo de enunciação escrita que se orienta pela seguinte tese: as relações de (inter)subjetividade que o professor mantém com o outro (o tu) são determinadas não apenas por esse outro, mas principalmente por um terceiro elemento constitutivo do processo de enunciação (o ele) e o tipo de ensino que faz é condicionado por essas relações. Por envolver relações de (inter)subjetividade, desenvolve-se da perspectiva das teorias da enunciação, buscando em Bakhtin e Benveniste o suporte teórico. No primeiro busca os conceitos de dialogismo e (inter)subjetividade; no segundo, a intersubjetividade na língua e a sistematização do aparelho formal da enunciação. A pesquisa constata, pelos enunciados analisados, que a concepção de língua (uma das formas que o ele assume) que tem sido tomada como referência no ensino -- língua conjunto de normas -- entra como elemento constitutivo, determinando o modo de o professor constituir-se sujeito em cada evento enunciativo. E em decorrência, tece considerações sobre as implicações que esse modo de constituir-se professor-sujeito tem para o ensino de língua.

Palavras-chave: Concepção de língua. Enunciação escrita. Relações de (inter)subjetividade. Fatores subjetivantes. Sujeito-professor. Ensino.

Downloads 693  693  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Sintaxe da enunciação: noção mediadora para reconhecimento de uma lingüística da enunciação Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
FLORES, Valdir do Nascimento

Neste trabalho, estuda-se a sintaxe da enunciação, definida como atividade dos sujeitos com e na língua, exigência da promoção de sentido, com a finalidade de comprovar que a obra de Benveniste, constante em Problemas de Linguística Geral I e em Problemas de Linguística Geral II, constitui uma unidade. Considerando-se o conjunto de textos em que são apresentados aspectos teóricos e o conjunto de textos que trata de descrições de fatos de língua, verificam-se interrelações entre teoria e prática, as quais se resumem em três princípios: a) língua é intersubjetiva; b) a língua tem como unidade a frase; c) a língua é um sistema de signos referenciais. A partir da verificação destes princípios, afirma-se que os estudos realizados por Benveniste constituem uma linguística, a Linguística da Enunciação.

Palavras-chave: Língua portuguesa. Linguística da enunciação. Sintaxe. Teoria da enunciação.

Downloads 1014  1014  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Institu  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Brasil à moda da casa : imagens da nação na moda brasileira contemporânea Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
LEITÃO, Débora Krischke

Percebendo o mundo da moda como lugar de produção e veiculação de sentidos, procura-se desenvolver uma reflexão a respeito das representações de Brasil e “brasilidades”, e da atualização e conformação de identidades brasileiras na moda nacional. A partir de pesquisa de campo realizada no Brasil e na França, visamos compreender as imagens da Nação que são elaboradas na tentativa de nacionalizar a moda brasileira. Alguns dos elementos analisados dizem respeito às ideias de um corpo brasileiro erotizado e exotizado, do Brasil como natureza exuberante e paraíso nos trópicos, e dos usos da “cultura popular” brasileira pela alta moda e consumo de luxo. Por fim, discute-se a construção do Brasil enquanto outro exótico e o recurso à nacionalização das temáticas, por parte da moda brasileira, como meio para globalizá-la.

Palavras-chave: Moda. Identidade. Nação. Exotismo.

Downloads 1581  1581  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!A escrita enunciativa e os rastros da singularidade Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
ENDRUWEIT, Magali Lopes

Esta tese se propõe a estudar a escrita como possibilidade enunciativa. Significa abordá-la além de seu caráter representacional, entendendo que a escrita, excluída da reflexão linguística, permeou a instauração dessa ciência e fez-se presença constante na escola. Quer-se, portanto, compreender as razões de sua exclusão da reflexão linguística ao mesmo tempo em que se entende a possibilidade de seu retorno pelas mesmas vias pelas quais foi excluída. Para isso, será averiguada a relação dessa exclusão com a fundação da linguística realizada por Ferdinand de Saussure (1857-1913). O Curso de Linguística Geral (1916) será o ponto de partida para tal investigação por ser a obra em torno da qual a ciência linguística se estruturou, ao mesmo tempo em que deixa à mostra a possibilidade de reabilitação da escrita. Os Escritos e os Anagramas serão trazidos para complementar o pensamento saussuriano, capaz de trazer à tona uma escrita enunciativa. A possibilidade de que escrita possa ter permanecido de forma latente nas bases da linguística, sugere averiguar como e onde ela permaneceu. A escola, lugar da escrita, demonstra que a sua permanência está ligada à cientificidade pretendida por tal instituição. Na verdade, o que sempre esteve presente na escola foi uma escrita relacionada a um sujeito do conhecimento, distante de uma escrita enunciativa. Segundo a proposta aqui formulada, a escrita enunciativa é da ordem do irrepetível, do singular, manifesta a cada vez que alguém diz “eu” a um “tu” em relação a “ele”. O referencial teórico mobilizado é o da Linguística da Enunciação na versão de Émile Benveniste (1991) e na releitura que dela faz Dany-Robert Dufour (2000). Finalmente constrói-se uma argumentação em favor da escrita entendida a partir do que Dufour considera ser a trindade natural da língua (“eu” - “tu” / “ele” / “ele”). O objetivo da tese é, enfim, encontrar na Teoria da Enunciação um lugar para a escrita entendida como intersubjetividade, capaz de se mostrar através dos movimentos realizados pelo sujeito no momento em que escreve. Para esse fim, um corpus composto de dez textos escolares será analisado, contendo o rascunho e a versão final de cada um, demonstrando que a supressão, a inserção e a substituição são movimentos constitutivos da escrita.

Palavras-chave: Enunciação. Escrita. Linguística.Teoria da enunciação.

Downloads 1089  1089  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 4 (5)