Educadores

Ínicio : Língua Portuguesa : Teses : 

Produções de Profissionais da Seed: Teses (15)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (A a Z)

Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Presença do tolstoísmo na literatura brasileira Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
Este texto é parte dos resultados da pesquisa de pós-doutorado "João Antônio, Leitor de Lima Barreto", desenvolvida na Unesp-Assis/Fapesp, concluída em 2008.

ORNELLAS, lara Ávila

Ao se completarem cem anos da morte do grande escritor e pensador Leon Tolstói (1828-1910), que deixou, entre seus vários legados a doutrina filosófica e cristã do tolstoísmo, é importante retomar algumas bases de seu pensamento para verificar que ainda dizem muito à atualidade. Apesar da existência de referências ao tolstoísmo no Brasil por críticos e estudiosos, como José Veríssimo, Brito Broca, Boris Schnaiderman, Bruno Gomide, Maria Salete Magnoni, até onde se tem conhecimento, ainda não foi realizada uma abordagem que contemplasse a presença de elementos particulares dessa doutrina na literatura brasileira. É o que se busca fazer agora, ao se realizarem breves considerações sobre dois escritores e jornalistas, Lima Barreto (1881-1922) e João Antônio (1937-96), e suas relações com preceitos tolstoístas.

Palavras-chave: Leon Tolstói. Tolstoísmo no Brasil. Lima Barreto. João Antônio. Preceitos tolstoístas.

Downloads 274  274  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Rev. USP n.85 São Paulo maio 2010  Site http://www.revistasusp.sibi.usp.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-99892010000200011&lng=pt&
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Primeiras impressões: romances publicados pela Impressão Régia do Rio de Janeiro (1808-1822) Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
SOUZA, Simone Cristina Mendonça de

Dentre os muitos títulos publicados entre 1808 e 1822 na Impressão Régia do Rio de Janeiro, este trabalho se concentra nos romances. Os títulos dos documentos e das obras diversas publicados nesse período foram catalogados ainda no século XIX. Entretanto, boa parte dos exemplares já havia desaparecido, fazendo com que o método utilizado para identificação dos títulos incluísse os anúncios de jornais. Como também eram anunciadas publicações feitas em Lisboa, havia a dúvida quanto à delimitação das que efetivamente foram editadas na Impressão Régia do Rio de Janeiro. A confusão de locais de impressão levantava a hipótese de uma relação editorial entre a Impressão Régia estabelecida na colônia e sua congênere lisboeta. Tal hipótese foi refutada após investigarmos a casa impressora portuguesa e os títulos de romances nela editados. Concluímos que somente seria possível definir quais foram os romances feitos pela primeira casa impressora oficialmente instalada no Brasil com a localização dos exemplares e a confirmação, pelos dados das folhas de rosto, de que foram impressos no Rio de Janeiro. Por meio de buscas, localizamos quase todos os romances catalogados e delimitamos os que saíram dos prelos da Impressão Régia do Rio de Janeiro. No processo, traçamos a história editorial de cada um deles, verificamos de que maneira eram anunciados pelos livreiros nos jornais e analisamos esses livros do ponto de vista material e textual. Raros e de localização trabalhosa, esses romances são atualmente pouco lembrados ou totalmente desconhecidos. No entanto, têm sua importância nos estudos sobre a circulação de livros no período colonial e em anos posteriores e, certamente, fizeram parte da formação do gosto do público por livros do gênero.

Palavras-chave: Ficção-História e crítica. Leitura-História. Bibliografia-Primeiros
livros impressos.

Downloads 397  397  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Estadual de Campinas  Site http://http://www.caminhosdoromance.iel.unicamp.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Sala de leitura nas escolas da rede municipal de ensino de São Paulo: Uma inovação que resiste às d Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
MENDES, Mônica Fátima Valenzi

Esta pesquisa tem por tema o Projeto Sala de Leitura da Rede Municipal de Ensino de São Paulo analisada como espaço/tempo de inovação da escola que resiste às descontinuidades políticas pelas quais a administração de São Paulo passa. Seu foco de investigação
constitui as relações entre escola e cultura.

Unitermos: Sala de Leitura. Leitura. Escola. Cultura. Cultura escolar. Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Downloads 2905  2905  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-SP  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Sintaxe da enunciação: noção mediadora para reconhecimento de uma linguística da enunciação Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
LICHTENBERG, Sônia

Neste trabalho, estuda-se a sintaxe da enunciação, definida como atividade dos sujeitos com e na língua, exigência da promoção de sentido, com a finalidade de comprovar que a obra de Benveniste, constante em Problemas de Linguística Geral I e em Problemas de Lingüística Geral II, constitui uma unidade. Considerando-se o conjunto de textos em que são apresentados aspectos teóricos e o conjunto de textos que trata de descrições de fatos de língua, verificam-se inter-relações entre teoria e prática, as quais se resumem em três princípios: a) língua é intersubjetiva; b) a língua tem como unidade a frase; c) a língua é um sistema de signos referenciais. A partir da verificação destes princípios, afirma-se que os estudos realizados por Benveniste constituem uma lingüística, a Linguística da Enunciação.

Palavras-chave: Língua portuguesa. Linguística da enunciação. Sintaxe. Teoria da enunciação.

Downloads 464  464  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Sintaxe da enunciação: noção mediadora para reconhecimento de uma lingüística da enunciação Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
FLORES, Valdir do Nascimento

Neste trabalho, estuda-se a sintaxe da enunciação, definida como atividade dos sujeitos com e na língua, exigência da promoção de sentido, com a finalidade de comprovar que a obra de Benveniste, constante em Problemas de Linguística Geral I e em Problemas de Linguística Geral II, constitui uma unidade. Considerando-se o conjunto de textos em que são apresentados aspectos teóricos e o conjunto de textos que trata de descrições de fatos de língua, verificam-se interrelações entre teoria e prática, as quais se resumem em três princípios: a) língua é intersubjetiva; b) a língua tem como unidade a frase; c) a língua é um sistema de signos referenciais. A partir da verificação destes princípios, afirma-se que os estudos realizados por Benveniste constituem uma linguística, a Linguística da Enunciação.

Palavras-chave: Língua portuguesa. Linguística da enunciação. Sintaxe. Teoria da enunciação.

Downloads 840  840  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Institu  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Terrorismo na literatura de Eça de Queirós Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
HARMUCH, Rosana Apolonia

No período compreendido entre o final do século XVIII e ao longo do XIX estabeleceu-se uma crise de valores no âmbito das produções literárias. Colocados em xeque os critérios clássicos de valoração, instaurou-se o que Leyla Perrone-Moisés chamou de ‘mal-estar da avaliação’. Uma das consequências dessa instabilidade foi o fato de que os próprios escritores passaram a produzir discursos cuja tônica era a teorização da literatura. Prefácios, posfácios, cartas, textos jornalísticos etc. foram transformados em veículos provocadores da reflexão sobre o fenômeno literário. Além desses textos desenvolvidos em paralelo às obras ficcionais, muitos escritores inseriram essa auto-reflexão na própria ficção. Em conjunto, esses textos representam o que Antoine Compagnon chamou de terrorismo teórico. O leitor, fosse ele representado pelos outros escritores, fosse o público num sentido mais genérico e, portanto, menos especializado, passou então a ser constantemente convocado a participar ativamente desse processo. A interlocução com o leitor foi uma das estratégias terroristas mais utilizadas.

Downloads 1970  1970  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://dspace.c3.ufpr.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Texto publicitário em evento de leitura: a ação reflexiva e crítica do professor Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
LEMOS, Vilma

Esta pesquisa se insere na área de Lingüística Aplicada à Educação. Enfatiza o papel do aluno e do educador sob o paradigma crítico em aulas de leitura de textos publicitários, tendo por pressupostos a indeterminação dos sentidos e a leitura como um processo de co-construção social no enfoque interacionista.

Palavras-chave: Professor crítico. Leitura. Co-construção de sentidos.

Downloads 3782  3782  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUC-SP   Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Trabalho e malandragem como repressão e transgressão nas canções da "Ópera do Malandro" Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
WIEL, Franciscus Willem Antonius

Este trabalho tem como objetivo investigar como as imagens construídas no discurso das canções da "Ópera do Malandro", de Chico Buarque, sobre trabalho e malandragem, retratam e refletem o discurso fundador brasileiro. Esse discurso se opõe à concepção de que nossos primeiros habitantes, segundo os tomos de História do Brasil que lemos na escola tradicional, não teriam lastro cultural para conviver com o elemento branco europeu, e, conseqüentemente, trabalhar para ele. Os silvícolas brasileiros, e, posteriormente, os brasileiros em geral, na verdade, assumem uma postura passiva, silenciosa, ou ainda aquela de não trabalhar, fato que se apóia na rede tecida pelo discurso do colonizador de que são incompetentes e de que nada sabem sem a interferência do discurso dominante, o que, por sua vez, inconscientemente, segundo o nosso ponto de vista, constitui um discurso de resistência.

Downloads 1825  1825  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma   Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Traduzindo a alteridade : a questão da identidade nacional em Eduardo Acevedo Díaz e Euclides da Cun Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
GOMES, Mitizi de Miranda

A presente tese intitulada "Traduzindo a Alteridade: a questão da identidade nacional em Eduardo Acevedo Díaz e Euclides da Cunha" tem como objetivo analisar a construção dos arquétipos nos textos "Ismael" e "Os Sertões" e de como tais tipos colaboraram para a construção do conceito de nação nas obras em questão, bem como analisar a utilização da imagem do outro nessa mesma construção. Com base na Literatura Comparada, nos Estudos de Tradução, na Teoria da Literatura e em outras áreas do conhecimento, foi possível constatar que os autores uruguaio e brasileiro se valeram da obra "Facundo: civilização e barbárie no pampa argentino", de Domingo Faustino Sarmiento, para comporem suas obras, ainda que distantes temporalmente e com visões diferentes. Esse movimento mostra que as produções literárias latino-americanas possuem uma ligação porque igualmente registraram os tipos presentes no lugar e o próprio lugar em que habitavam, colaborando, assim, para a construção do sistema literário latino-americano, visto que, em alguns casos, esses arquétipos eram comuns entre os diferentes países. A convergência desses arquétipos, como o gaúcho/gaúcho do pampa do Rio Grande do Sul do Brasil, do Uruguai e da Argentina, demonstra que a cultura ultrapassa fronteiras políticas, e corrobora a ideia de Ángel Rama acerca da existência da comarca cultural. No caso do arquétipo do sertanejo, fundamentado por Euclides da Cunha, não há um correspondente nas demais produções em questão, principalmente porque sua identidade está impregnada de cor local, cujas particularidades não são compartilhadas pelos demais países. A convergência ou divergência das características de cada tipo local interfere na produção das traduções, uma vez que, quando dessemelhantes, a visibilidade do tradutor é necessária e sua interferência acontece no sentido de aproximar o diferente da cultura-alvo. Também os Estudos de Tradução e as análises tradutórias colaboraram igualmente para que as investigações acerca das obras evoluíssem no sentido de estudarmos como se deu, na escrita dos autores e dos tradutores, a consciência do outro no processo de construção do eu nacional.

Palavras-chave: Literatura Comparada. Estudos de Tradução. Identidade. Alteridade. Eduardo Acevedo Díaz. Euclides da Cunha.

Downloads 1101  1101  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Institu  Site http://www.lume.ufrgs.br
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses
Fazer Download agora!Trajetorias de consagração: discursoss da critica sobre o romance no Brasil oitocentista  Popular Versão: 
Atualização:  26/3/2012
Descrição:
AUGUSTI, Valéria

Esta tese teve por objetivo refletir sobre o processo de consagração do romance no Brasil ao longo do século XIX. Partiu da constatação de que a inclusão do gênero ao patrimônio literário nacional não foi um dado a priori, mas sim resultado de um longo e complexo processo de construção histórica, já que o romance esteve ausente nas primeiras antologias responsáveis por fundar a literatura nacional, publicadas entre as décadas de 1830 e 1850. Tendo isto em vista, buscou-se percorrer os discursos críticos sobre o gênero em formas editoriais de grande poder consagrador, como aquelas destinadas ao sistema escolar (histórias literárias, cursos de literatura, antologias e tratados de retórica), bem como na imprensa periódica, onde foi alvo constante de atenção da crítica

Palavras-chave: Ficção brasileira. Antologias. Literatura - Historia e critica. Imprensa. Retórica.

Downloads 271  271  Tamanho do arquivo 739 bytes  Plataforma Universidade Estadual de Campinas . Instituto de E  Site http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000379054&fd=y
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 »