Educadores

Ínicio : Ciências : Artigos : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Comportamento de Íons de Chumbo Associados a Aterros Domésticos Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
MOURA, Claudia Lucia de; HYPÓLITO,Raphael.

Este trabalho foi desenvolvido em área que comporta três aterros domésticos onde se constatou que os sistemas água subterrânea, sedimento de fundo e solo encontram-se seriamente comprometidos por íons chumbo, especialmente por fontes oriundas dos aterros. Em alguns pontos amostrados, os resultados analíticos do chumbo na água subterrânea, foram quatro vezes superiores aos permitidos pelos órgãos oficiais. O solo, graças as propriedades desfavoráveis à retenção catiônicas, em especial do chumbo, constitui-se em mais um fator de risco para o comprometimento ambiental da área. As análises obtidas por Difração de Raios X mostram predominância de caulinita, argilomineral 1:1, com pouco poder de adsorção. Baixos valores de capacidade de troca catiônica e teores pouco significativos de matéria orgânica, também não apresentam características propícias para adsorver íons metálicos, facilitando, desta forma, a disponibilidade de metais pesados ao meio ambiente. Por outro lado, é importante salientar que a população vizinha, praticamente em toda circunvizinhança dos aterros, utiliza para consumo água de poços tipo cacimba, além do uso dessa água em intensas e contínuas atividades hortifrutigranjeiras e agropecuárias.

Palavras-chave: Aterro Sanitário. Resíduo sólido. Chumbo.

Downloads 280  280  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Águas Subterrâneas, v.21, n.1, p.1-7, 2007  Site http://http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/asubterraneas/article/view/16159/10678
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Leishmaniose tegumentar americana: histórico, epidemiologia e perspectivas de controle Popular Versão: 
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
BASANO, Sergio de Almeida; CAMARGO, Luís Marcelo Aranha.

A Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é uma doença causada por protozoários do gênero Leishmania, transmitida ao
homem pela picada de mosquitos flebotomíneos (Ordem Diptera ; Família Psychodidae; Sub-Família Phlebotominae).No Brasil existem atualmente 6 espécies de Leishmania responsáveis pela doença humana, e mais de 200 espécies de flebotomíneos
implicados em sua transmissão. Trata-se de uma doença que acompanha o homem desde tempos remotos e que tem apresentado,
nos últimos 20 anos, um aumento do número de casos e ampliação de sua ocorrência geográfica, sendo encontrada atualmente em
todos os Estados brasileiros, sob diferentes perfis epidemiológicos. Estima-se que, entre 1985 e 2003, ocorreram 523.975 casos autóctones, a sua maior parte nas regiões Nordeste e Norte do Brasil. Neste estudo, são discutidos aspectos relacionados ao tratamento e ao controle dessa doença, assim como também as dificuldades para a implementação dessas medidas. São apontadas alternativas que passam pela estruturação dos serviços de saúde, com respeito ao diagnóstico, no desenvolvimento de drogas de aplicação tópica ou por via oral, no desenvolvimento de vacinas, no controle diferenciado de vetores e no aprofundamento de estudos relacionados à biologia celular do parasita.

Palavras-chave: Leishmaniose tegumentar americana. Epidemiologia. Controle. Brasil.

Downloads 281  281  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Rev. Bras. Epidemiol. Vol. 7, No 3, 2004  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Predação de morcegos por Chrotopterus auritus (Peters) (Mammalia, Chiroptera) no pantanal de Mato Gr Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
BORDIGNON, Marcelo Oscar

Foi registrada a predação de Carollia perspiscillata (Linnaeus, 1758) e Peropterix macrotis (Wagner, 1843) por Chrotopterus autitus (Peters, 1856) em uma caverna na morraria do Urucum em Corumbá, centro-oeste do Brasil. Os fragmentos de asas e um crânio encontrados sob o local de pouso de C. auritus junto às fezes, após comparados com material de coleção, mostraram que este morcego alimenta-se oportunamente de outras espécies de morcegos ocupantes do mesmo abrigo.

Palavras-chave: Conservação de Morcegos. Uso do Habitat. Phyllostomidae. Abrigo de Morcegos.

Downloads 283  283  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFMS  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Urbanização e ecologia do dengue Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
TAUIL, Pedro Luiz

As mudanças demográficas ocorridas nos países subdesenvolvidos, a partir dos anos 60, geradas por intenso fluxo migratório rural-urbano, resultaram em crescimento desordenado das cidades, nas quais se destacam a carência de facilidades – em particular, de habitação e saneamento básico. Cerca de 20% da população das grandes e médias cidades estão vivendo em favelas, cortiços ou em áreas de invasão. Pela falta de abastecimento de água, há necessidade de armazená-la precariamente, tal como pela ausência de destino adequado do lixo ocorre a proliferação de criadouros potenciais do Aedes aegypti, principal mosquito vetor da dengue, ou seja, depósitos improvisados para água potável e recipientes em que a água é acumulada, constituídos principalmente por latas, plásticos e garrafas usadas. A indústria moderna, por outro lado, privilegia a produção de material descartável. O vírus do dengue tem sua propagação facilitada pela intensidade e freqüência dos meios de transporte, os quais favorecem também a disseminação dos vetores da doença. Estes são alguns dos fatores que tentam explicar o ressurgimento do dengue, a mais importante arbovirose no mundo atualmente e que acomete milhares de pessoas todos os anos.

Palavras-chave: Dengue. Ecologia de vetores. Urbanização. Aedes aegypti. Surtos de doenças.

Downloads 283  283  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 17(Suplemento)  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Pluralismo metodológico no ensino de ciências Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
LABURÚ, Carlos Eduardo; ARRUDA, Sérgio de Mello; NARDI, Roberto.

Inspirados numa leitura epistemológica feyerabendiana, este trabalho sugere uma abordagem metodológica pluralista para o ensino das ciências. Defendemos que esse estratagema didático seja potencialmente mais eficaz para a aprendizagem, na medida em que procura dar conta do espectro de questões que se apresentam na sala de aula.

Palavras-chave: Pluralismo metodológico. Educação em ciências. Ensino de ciências.

Downloads 283  283  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ciência & Educação, v. 9, n. 2, p. 247-260, 2003  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!O livro didático de ciências: problemas e soluções Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
NETOL, Jorge Megid; FRACALANZA, Hilário.

Analisa a temática do livro didático para o ensino de Ciências no Brasil e apresenta alternativas a este recurso, tendo em conta: as atuais características dos manuais didáticos; os usos dos compêndios escolares pelos professores; as novas propostas curriculares para o ensino de Ciências; os resultados da pesquisa educacional sobre ensino de Ciências e sobre os livros didáticos no Brasil.

Palavras-chaves: Livro didático. Ensino de ciências. Política educacional. Concepções de professores. Avaliação.

Downloads 284  284  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ciência & Educação, v. 9, n. 2, p. 147-157, 2003  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!A Prática da Compostagem no Contexto da educação Ambiental Popular Versão: 
Atualização:  10/7/2015
Descrição:
LOES, Cláudio

O presente artigo é resultado de pesquisa de campo realizada junto a alunos do ensino fundamental de colégio estadual localizado em Francisco Beltrão, PR. Teve por objetivo analisar a variação da percepção ambiental antes e após uma prática de compostagem de resíduos orgânicos domiciliares e atividades relacionadas dentro do contexto amplo da Educação Ambiental e, mais especificamente, da Alfabetização Ecológica.

Palavras-chave: Educação Ambiental. Alfabetização Ecológica. Percepção Ambiental. Compostagem. Resíduos Orgânicos Domiciliares.

Downloads 284  284  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Educação Ambiental em Ação. Número 34, Ano IX.  Site http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=954&class=02
Avaliação: 8.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Carboidratos na bebida do café preparado sob diferentes processos Popular Versão: pdf
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
MARTINS, Marina Câmara Mattos; SILVA, Clóvis Oliveira; BUCKERIDGE, Marcos Silveira Buckeridge; VIEIRA, Cândida Conceição de Jesus

O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo e seus polissacarídeos têm sido investigados devido a sua grande importância comercial. Os principais polissacarídeos de café são os galactomananos e arabinogalactanos, considerados como fibras alimentares não digeridas no sistema digestivo humano. O presente trabalho teve por objetivo quantificar e determinar a composição de monossacarídeos e de polissacarídeos na bebida do café. As preparações foram realizadas em coador de papel tradicional, em cafeteira elétrica e em máquina expresso, utilizando café Arábica (Coffea arabica). Determinações quantitativas e qualitativas dos açúcares foram realizadas, respectivamente, por análises colorimétricas e cromatografia de troca aniônica (HPAEC). O rendimento de sólidos solúveis foi maior em café expresso, sendo os valores cerca de 3,6 vezes superiores àqueles de café de cafeteira elétrica com filtro de papel. Preparações de café expresso foram as que resultaram em maiores teores de açúcares totais não redutores por volume de bebida. Entretanto, os valores de açúcares totais foram significativamente maiores na preparação em cafeteira elétrica, quando expressos pelo total de sólidos solúveis extraídos, indicando que o tempo de extração é provavelmente mais eficiente do que a temperatura. A composição em monossacarídeos foi similar em todas as amostras e independente do modo de preparação do café. Todos apresentaram arabinose (14-15%), galactose (29-30%), glucose (6%) e manose 48-49%). Não se sabe se os polissacarídeos de café exercem as mesmas funções que a goma guar como fibra, mas, se isto ocorrer, esta é possivelmente uma das mais importantes fibras alimentares que ingerimos, levando em consideração a popularidade do café.

Palavras-chave: Coffea arabica. Polissacarídeos. HPAEC.

Downloads 286  286  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Metodista de São Paulo  Site http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-20612005000200034&script=sci_arttext
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Fotossíntese um tema para o ensino de ciências? Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
KAWASAKI, Clarice Sumi; BIZZO, Nelio Marco Vincenzo.

Que temas eleger para o ensino de ciências? Esta tem sido uma preocupação para o professor de ciências que, a despeito de sua
formação inicial, precisa ensinar (e dominar), ao mesmo tempo, biologia, química e física. Propõe-se aqui um desafio para o professor de
ciências: que ele eleja o tema da “fotossíntese” para o exercício do ensino. A fotossíntese, em conjunto com outros processos fisiológicos,
cumpre uma importante função vital nos vegetais: a nutrição autotrófica. Esta requer o conhecimento integrado de diferentes áreas do
conhecimento científico, como fisiologia, bioquímica, ecologia, além das áreas da física e química, dadas as diversas conversões de
energia envolvidas nos processos respiratórios e fotossintéticos.

Palavras-chave: Fotossíntese. Concepções dos estudantes. Ensino de ciências.

Downloads 292  292  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma QUÍMICA NOVA NA ESCOLA N° 12, NOVEMBRO 2000  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Ciências Artigos
Fazer Download agora!Análise Hidrogeoquímica no município de Curitiba-PR Popular Versão: PDF
Atualização:  19/3/2012
Descrição:
MULLER, Camila de Vasconcelos; ATHAYDE, Gustavo Brabosa; FILHO, Ernani da Rosa; BITTENCOURT, Andre Virmond Lima; HINDI, Eduardo Chemas.

O estudo hidrogeoquímico determinou em escala de 1:300.000, a tipologia da água subterrânea do Município de Curitiba- PR, relacionando-as com influências urbanas, tipo litológico e bacias hidrográficas. O tipo bicarbonatada cálcica é o predominante e, as concentrações relativamente elevadas do cátion cálcio são observadas próximo da Zona de Falha do Passaúna, Bacias hidrográficas dos rios Belém e Barigui, em poços construídos sobre os sedimentos da Formação Guabiro- tuba. A recarga natural ocorre principalmente com a infiltração da chuva nos sedimentos da Formação Guabirotuba e, permite a substituição do cátion cálcio pelo sódio, marcando o segundo tipo predominante nas águas, tipo bicarbonatada sódica. As águas bicarbonatadas que tendem para cloretadas representam cerca de 3% do total de 227 análises físico-químicas e, ocor- rem principalmente na região mais antiga de Curitiba, na Regional da Matriz. Nesta região o íon cloreto associa-se ao nitrato e, esta interação reflete a influência do ambiente urbano na qualidade das águas subterrâneas, uma vez que a presença destes elementos na área caracteriza a contaminação por efluentes domésticos. A não potabilidade de algumas águas em Curitiba, visto que existe próximo de 1000 (um mil) poços tubulares na cidade, cria um grave problema municipal, por isso é necessário um monitoramento e a quantificação da qualidade da água.

Palavras-chave: Aquifero urbano. Complexo Atuba. Formação Guabirutuba. Hidrogeoquímica. Avaliação.

Downloads 292  292  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Águas Subterrâneas, v.22, n.01, p.25-­38 , 2008  Site http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/asubterraneas/article/view/17021/11540
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 »