Educadores

Ínicio : História : Dissertações : 

Produções de Profissionais da Seed: Dissertações (26)


Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do mais para o menos procurado)

Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Políticas afirmativas e educação: a Lei 10.639/03 no contexto das políticas educacionais no Brasil  Popular Versão: PDF
Atualização:  18/10/2013
Descrição:
ROCHA, Luiz Carlos Paixão da

Através da análise da Lei n. 10.639/03, que tornou obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira em todos os estabelecimentos de ensino da educação básica, em vigor desde 09 de janeiro de 2003, este trabalho traz uma reflexão sobre as contradições presentes no debate das políticas de ações afirmativas para o negro brasileiro, bem como tenta verificar em que medida essas políticas contribuem com a luta pela superação da ordem econômica vigente, ou obstaculizam essa superação. A Lei n. 10.639/03 chega ao Estado Brasileiro no bojo do debate da implantação das políticas de ações afirmativas para a população negra que, embora reivindicadas pelo movimento social negro, compõem o discurso estratégico dos organismos internacionais que defendem a instituição de políticas sociais focalizadas para os mais pobres, entre os quais, os negros. A análise realizada não nega as positividades das reivindicações do movimento social negro, porém tenta colocá-las dentro do atual contexto de desenvolvimento das políticas sociais, a fim de possibilitar uma apreensão mais cuidadosa do objeto, dentro das várias determinações da sociedade. O trabalho, entendendo as desigualdades raciais como um dado importante da realidade brasileira e como um subproduto da dinâmica da sociedade capitalista, procurou estabelecer relações entre a superação das desigualdades raciais e as desigualdades sociais, propondo, assim, na luta política, a aliança entre a luta racial e a luta de classes. Neste sentido, a Lei n. 1.0639/03 pode configurar-se como um instrumento de luta para o questionamento da ordem vigente, na medida em que coloca em xeque construções ideológicas de dominação, fundadoras da sociedade brasileira.

Palavras-chave: Políticas educacionais. Políticas de ações afirmativas. Negro e educação. Lei n. 10.639/03. Ideologia.

Downloads 4254  4254  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGE - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br/inicio.htm
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Experiências de moradia: História oral e vida familiar Popular Versão: PDF
Atualização:  14/10/2013
Descrição:
BARBOSA, Xênia de Castro

Esta pesquisa propõe um registro de aspectos da experiência de vida de duas famílias: uma que reside em Porto Velho e outra que tem membros em São Paulo e Itapecerica da Serra. Dentre a complexidade de suas experiências, procuramos analisar suas lutas por moradia, percepções da cidade e o ordenamento de seus projetos familiares. Para isso realizamos três anos de trabalho de campo, registramos e analisamos suas histórias de vida, elaboradas mediante procedimentos e noções da história oral.O texto está organizado do seguinte modo: Parte I: Apresentação, História do Projeto, Considerações sobre o Corpus Documental, sobre o Tema da pesquisa e a Leitura em história oral; Parte II: Narrativas de uma família de São Paulo, na qual apresentamos 10 histórias de vida de familiares e agregados que se consideram pertencentes a essa família, e narrativas de uma família de Porto Velho, em que expomos seis histórias de vida de integrantes daquela família; Parte III: Leitura e Interpretação, na qual analisamos as histórias de vida apresentadas no capítulo anterior.

Palavras-chave: História oral. Família. Memória. Cidade. Experiência.

Downloads 4137  4137  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/hs
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Heródoto, as tiranias e o pensamento político nas Histórias Popular Versão: PDF
Atualização:  24/10/2013
Descrição:
CONDILO, Camila da Silva

A tirania é um dos elementos mais marcantes das Histórias e da escrita da história das Histórias. Dentre as várias vertentes de estudo que debatem este aspecto da obra do autor de Halicarnasso, há uma querela específica que discute se ele tinha uma visão pejorativa ou neutra em relação à tirania. A partir, em especial, de meados do século XX, as novas tendências da historiografia passaram a valorizar aspectos marginalizados da história até então, e os estudos herodotianos passaram a ser (re)vistos em conformidade com essas mudanças. À luz desta tendência atual, que entende o texto herodotiano como unidade textual, proponho uma leitura desta controvérsia pelo viés da ambiguidade e da tragédia.

Palavras-chave: Atenas. Heródoto. Historiografia. Política. Tirania.

Downloads 4067  4067  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/hs
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!"Medal of Honor" e a construção da memória da Segunda Guerra Mundial Popular Versão: PDF
Atualização:  2/10/2013
Descrição:
SANTOS, Christiano Britto Monteiro dos S.

Esta dissertação analisa a construção de tipos de memórias da Segunda Guerra Mundial e de guerras, através da produção dos videogames, mais especificamente a série Medal of honor. Expõe os jogos eletrônicos como recurso de exposição de visões peculiares sobre eventos históricos. Dentro desta possibilidade a contribuição de Spielberg e Stephen Ambrose para a produção e divulgação de um conjunto de ícones ideais, que são atribuídos aos veteranos da Segunda Guerra Mundial.

Palavras-chave: Memória. Segunda Guerra Mundial. Videogames.

Downloads 3978  3978  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGH - UFF  Site http://www.historia.uff.br/stricto/
Avaliação: 10.00 (4 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!"Ressurreições Luminosas" - cinema, história e escola: análise do discurso em épicos Popular Versão: PDF
Atualização:  2/10/2013
Descrição:
MOCELLIN, Renato

O cinema é um meio de comunicação que exerce enorme influência na forma como as pessoas de um modo geral - e as em idade escolar em particular - constroem seu saber histórico, cultural e ideológico. Inspirados na orientação pedagógica dos Parâmetros Curriculares Nacionais - que defendem que é preciso ensinar o estudante a pensar/refletir historicamente – encaminhamos esta pesquisa para uma abordagem que contempla o cinema como objeto de análise, direcionando-a para a investigação das concepções históricas e ideológicas a que os alunos têm acesso através da indústria cinematográfica. Foram analisados os quatro filmes com conteúdo histórico com maior rentabilidade da história do cinema mundial, produzidos nos últimos dez anos: Gladiador (2000); Tróia (2004); Cruzada (Kingdom of Heaven, 2005) e 300 (2007). O método de análise escolhido foi a análise do conteúdo, para a qual estabelecemos duas unidades principais de registro (que, por sua vez, agruparam diversos outros conceitos): conteúdo histórico e conteúdo ideológico - este analisado sob a perspectiva da analise do discurso. Este trabalho buscou avançar na discussão do cinema sob uma perspectiva que reúne três campos de estudos aparentemente independentes: História, Comunicação e Educação. A fundamentação teórica, portanto, está articulada em torno de quatro eixos principais de estudo: História, historiografia e ensino da História; cinema como indústria cultural; educação para as mídias/letramento midiático e análise do discurso - esta como método de análise que objetiva desvendar as construções ideológicas materializadas nas práticas discursivas para se chegar ao letramento midiático - sem o qual o sujeito não chega a compreender o poder que os meios de comunicação têm na construção da cultura, do conhecimento histórico, da ideologia, das estruturas sociais e das relações socioculturais. Os filmes estudados estão repletos de erros fáticos e anacronismos, não revelando, de um modo geral, maior compromisso com a veracidade histórica. Seus discursos ideológicos convergem para um discurso pró-guerra, justificado pela luta pela liberdade e conquista da paz, enaltecendo-se a valentia do soldado que morre por sua pátria e o heroísmo das conquistas militares. A análise do conteúdo histórico e dos enunciados presentes nas obras selecionadas permitiram-nos fazer algumas considerações sobre a ligação entre os filmes, o passado histórico que alegam resgatar e o ideológico da sociedade que representam.

Palavras-chave: Cinema e ensino de História. Educação. Comunicação e História. Letramento Midiático. Análise do discurso no cinema histórico.

Downloads 3636  3636  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGE - UFPR  Site http://www.ppge.ufpr.br/inicio.htm
Avaliação: 10.00 (1 voto)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Os Filhos dos Candangos: exclusão e identidades Popular Versão: PDF
Atualização:  18/10/2013
Descrição:
LUIZ, Edson B.

Esta pesquisa estabeleceu como objetivo central analisar os efeitos que as experiências vividas pelos candangos tiveram no processo de construção da identidade dos filhos. Levou-se em conta que a trajetória dos trabalhadores que participaram da edificação de Brasília, incluindo o período posterior à inauguração, foi movida inicialmente pelo sonho de uma vida melhor, seguida de inúmeras adversidades, em um cenário de perdas e ganhos, que envolveu múltiplas rupturas, inclusive de natureza cultural. A partir desse contexto, procurou-se investigar e compreender os sentimentos herdados pelos filhos em relação à cidade, com ênfase nas noções de identidade, memória, representação e imaginário. Os pesquisados são, em sua grande maioria, filhos de candangos que viviam no antigo núcleo de favelas, conhecido por Vila do IAPI, e que foram removidos, em 1971, para a recém-criada cidade-satélite de Ceilândia (DF), recorte espacial deste estudo. A delimitação temporal vai do ano de 1956 a 2007. Trata-se de um trabalho de História Oral, desenvolvido com realização de entrevistas, cujo teor foi submetido à metodologia da Análise de Discurso. Entre as conclusões, destacam-se: os filhos dos candangos se percebem excluídos socioespacialmente da capital que os pais construíram, expressando, por isso, grande ressentimento. Devido a mistura de raças, vêem Brasília como uma cidade sem identidade própria e de cultura indefinida. A origem diversificada da população poderá vir a confirmar a predição de Freyre (1968) de que Brasília produzirá uma geração mais “completamente” brasileira, resultado de um intenso processo de miscigenação. Os pais, ao exercerem o papel de narradores, aparecem como principal elemento constitutivo da memória dos filhos dos candangos em relação à cidade.

Palavras-chave: Candangos. Filhos. Exclusão. Identidade. Ceilândia.

Downloads 3600  3600  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHIS-UnB  Site http://www.poshis.unb.br/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!A representação visual da mulher na imprensa comunista brasileira (1945-1957) Popular Versão: PDF
Atualização:  11/10/2013
Descrição:
TORRES, Juliana D.

A imprensa comunista brasileira, com a legalidade do Partido Comunista do Brasil em 1945, passou a contar com vários jornais, revistas, romances, panfletos entre outras formas impressas. Essa imprensa utilizou diferentes recursos imagéticos, alguns dos quais são o objeto deste trabalho: ilustrações, gravuras, caricaturas, charges e histórias em quadrinhos. Sendo assim, percebemos que as imagens, assim como os textos, são interessantes meios de evidência histórica, pois em suas representações apontam pistas, sinais, indícios de um determinado período, sociedade e imaginário de um grupo. Naquele momento, a preocupação de grande parte dos artistas brasileiros estava voltada para a figura humana em diferentes cenas do cotidiano e temas sociais, como a vida urbana, o trabalho, o drama da guerra, em movimentos. Diante da ênfase dos militantes e simpatizantes para o "realismo" e "arte para o povo", muitos artistas encontraram no ideário do partido o espaço para seus trabalhos. A imprensa partidária seguia os pressupostos leninistas de educar para elevar o nível de consciência política, organizar o povo e propagar a linha ideológica. A constante presença das mulheres nas imagens mostra a sua importância para os projetos do PCB. Tendo como objetivo analisar a representação destas nas artes visuais dos periódicos comunistas, verificamos que era a mulher comum, real, que aparecia em suas páginas: aquela que sofria com os problemas sociais, a trabalhadora fora e no espaço do lar e, ao mesmo tempo, politicamente engajada (segurando faixas, placas e bandeiras no movimento). Observamos também algumas mulheres representadas como heroína e modelo para as demais.

Palavras-chave: Imagem. Representação. Mulher. Imprensa Comunista Brasileira.

Downloads 3587  3587  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - UEL  Site http://www.uel.br/pos/mesthis/
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!"Ao Correr da Pena": história e representação dos Kaingang no jornal A Voz de Chapecó. 1939 – 1953 Popular Versão: PDF
Atualização:  2/10/2013
Descrição:
MACEDO, Márcio de

Na primeira metade do século XX, uma parte da região Sul do Brasil passou por um processo de intensa ocupação. Disputas territoriais entre Brasil e Argentina, e posteriormente entre Santa Catarina e Paraná, resultaram em políticas nacionais e estaduais de ocupação territorial do atual município de Chapecó. Uma grande leva de colonos foi deslocada do Rio Grande do Sul rumo à região que estava sendo ocupada. Aproveitando da situação, empresários riograndenses aderiram ao projeto da colonização, comprando extensas áreas de terra no oeste catarinense para venderem a colonos trazidos do estado vizinho. Com a ocupação das terras, índios que viviam na região passaram a enfrentar dificuldades, principalmente relacionadas à ocupação das áreas onde viviam.
Com o povoamento, surgiram alguns municípios, como Chapecó. Nessa cidade, um grupo criou, no ano de 1939, o primeiro jornal da região. Nele, o tema "índios" recebeu especial atenção de Antonio Selistre de Campos, um dos fundadores do jornal e dos seus principais articulistas. Ao tratar da questão, ele construiu, por meio de seus escritos, determinadas representações dos índios que habitavam o município. Nota-se, em seus escritos, grande empenho em contribuir com a melhoria de vida dos índios. Ao mesmo tempo, seus artigos sobre os indígenas expressam também a defesa de um projeto político e partidário, que partilhava com um grupo específico do município e do Estado. As representações que este articulista construiu sobre os indígenas e a relação desta construção com sua atuação política são as principais questões investigadas nesta dissertação.

Palavras-chave: Índios. Jornal. Colonização. Representação. Política. Chapecó.

Downloads 3586  3586  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PGHIS - UFPR  Site http://www.humanas.ufpr.br/portal/historiapos/?lang=pt
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!Arte e política: o teatro como prática de liberdade - Curitiba (1950-1978) Popular Versão: PDF
Atualização:  11/10/2013
Descrição:
SOUSA, Reginaldo C.

As décadas de 1950, 1960 e 1970, são marcadas no Brasil por intensas transformações em todas as dimensões da sociedade. Evoca o projeto de modernização que configurou comportamentos sociais. Foi o momento em que artistas e intelectuais alinharam-se à perspectiva desenvolvimentista e ao nacional-popular. Buscaram pensar o Brasil pela noção de brasilidade. Esta encontrava no passado cultural brasileiro uma dependência no que se refere aos grandes centros de decisão econômica e cultural. Caracteriza o período a instauração, em 1964, do golpe ditatorial-militar que significou a fragilidade das instituições políticas brasileiras e trouxe a derrocada do projeto de "revolução brasileira", idealizada pela esquerda nacionalista. Gradativamente aconteceu a militarização do sistema estatal e a centralização do poder do estado em nível federal, caracterizando um modo de governo baseado na violência, sob variadas formas. Isso não eliminou formas de sociabilidades configuradas em espaços nos quais era possível fazer debates políticos. Esses ambientes surgiram no campo da cultura e da arte e se mantiveram firmes, além da oposição ao arbítrio e laços afetivos. Sobre esse momento que trata essa pesquisa, toma-se o teatro como objeto de pesquisa para a compreensão sobre a relação arte e política em Curitiba nessas três décadas. Procura-se entender como o teatro constituiu-se em espaços de resistência a partir de uma noção de liberdade e política. Para isso, recorre-se a fontes como as Revista Programa das peças e documentos da DOPS. Para entender como os espaços constituíram em possibilidade de vivências fora da lógica militar, usa-se aqui o conceito de "heterotopia” de Michel Foucault, para quem os espaços, pela relação e interação que os indivíduos neles estabelecem, podem se tornar possibilidades onde vivencias podem tornar-se palpáveis e "reais”. Por ele torna-se possível entender as oposições ao regime e, ao mesmo tempo, como se deram os posicionamentos dos artistas frente à repressão e às transformações do momento.

Palavras-chave: Ditadura militar. Teatro. Política.

Downloads 3516  3516  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PGHIS - UFPR  Site http://www.humanas.ufpr.br/portal/historiapos/?lang=pt
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: História Dissertações
Fazer Download agora!O processo de produção de minisséries históricas: o passado romantizado Popular Versão: PDF
Atualização:  24/10/2013
Descrição:
RAUS, Maria Angela

O trabalho que apresentamos tem como objeto de estudo a teledramaturgia baseada em acontecimentos históricos. Selecionamos como fonte duas minisséries de cunho histórico: A Muralha e Um Só Coração, produzidas pela TV Globo, e destacamos a autora Maria Adelaide Amaral. O objetivo inicial era comparar as narrativas ficcionais com o conhecimento histórico. Porém, no decorrer da pesquisa encontramos um produto cultural coletivo e industrial que se utiliza de informações históricas para construir uma narrativa ficcional particular. As minisséries históricas foram selecionadas por tratarem a respeito de temas relativos à história da cidade de São Paulo.

Palavras-chave: História. Maria Adelaide Amaral. Minisséries. São Paulo. Telenovela.

Downloads 3158  3158  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PPGHS - USP  Site http://historia.fflch.usp.br/posgraduacao/hs
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2) 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 »