Educadores

Ínicio : Educação Especial :  Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Título (Z a A)

Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Sala de Recursos Multifuncional: a proposta oficial para o trabalho docente frente às necessidades Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
PERTILE, Eliane Brunetto

O estudo apresentado teve o objetivo de compreender a proposta divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) para o trabalho docente nas Salas de Recursos Multifuncionais (SRM), junto a alunos com deficiência intelectual. A pesquisa foi realizada por meio de estudo documental e bibliográfico. Na investigação documental, selecionamos normativas que estabelecem a educação especial na perspectiva inclusiva e materiais orientadores para as questões pedagógicas, divulgados pelo MEC. A pesquisa bibliográfica, por sua vez, subsidiou a análise desses documentos por meio da compreensão do contexto social que os determina e do aprofundamento sobre a especificidade do desenvolvimento da pessoa com deficiência intelectual, sob o prisma da Teoria Histórico-Cultural. Empreendemos a análise dos sentidos subjacentes à linguagem expressa nos documentos como forma de identificação da intencionalidade a que estes atendem. Compreendemos que tal abordagem é relevante tendo em vista que a SRM foi disseminada nacionalmente, ganhou destaque nos encaminhamentos da educação especial na perspectiva inclusiva e se constituiu como proposta oficial para o atendimento aos alunos, sendo espaço prioritário para a realização do Atendimento Educacional Especializado (AEE). O estudo desenvolvido apresentou a compreensão de que o quadro argumentativo expresso pelos documentos orientadores, publicados e divulgados pelo MEC, é compatível com os princípios presentes na teoria Construtivista, apresenta uma concepção de desenvolvimento humano espontaneísta, sustentada num entendimento biológico, em que o próprio aluno regula seu desenvolvimento e, assim, esvazia as mediações inerentes ao processo de escolarização, uma vez que desvaloriza os conteúdos escolares e o ato de ensinar. Com base nos pesquisadores a que recorremos, foi possível entender que tais orientações são coerentes com a formação do homem adequado para a composição da mão de obra atualizada às exigências do processo produtivo contemporâneo. Assim, elas preveem uma formação unilateral, com aquisição de competências restritas e imediatas direcionadas para o trabalho. Compreendemos, portanto, que uma vez que estejam em concordância com as demandas da formação esperada para a reprodução das condições vigentes, as proposições para o trabalho docente não convergem para a humanização dos sujeitos com deficiência intelectual.

Palavras-chave: Educação Especial. Educação Inclusiva. Sala de Recursos Multifuncional. Deficiência Intelectual. Humanização.

Downloads 1275  1275  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNIOESTE  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Concepção da Teoria da Distância Transacional no Brasil: um Mapeamento de Teses e Dissertações n Popular Versão: PDF
Atualização:  17/10/2017
Descrição:
CABAU, Nubia Carla Ferreira

A presente dissertação, vinculada à linha de pesquisa Políticas e Gestão em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá, tem como objeto de estudo a Teoria da Distância Transacional de Michael Grahame Moore e como objetivo principal identificar, na produção científica brasileira, onde e como a Teoria da Distância Transacional é abordada pelos pesquisadores brasileiros no período de 2000 a 2016. Para tanto, foram realizados o levantamento, o mapeamento e a análise dos pressupostos teóricos da Teoria da Distância Transacional em produções acadêmicas de pós-graduação stricto sensu no recorte temporal delimitado. O procedimento metodológico adotado foi a análise de conteúdo, enfatizando o paradigma qualitativo, com caráter bibliográfico e documental, apoiado na realização de estudo do tipo Estado do Conhecimento em teses de doutorado e dissertações de mestrado distribuídas em 19 produções acadêmicas em que estão contempladas a concepção da Teoria da Distância Transacional. O mapeamento foi empreendido utilizando-se como fontes o Banco de Teses e Dissertações da Capes, a Biblioteca Digital Vérsila, o portal Domínio Público e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT). Conhecer a teoria é fundamental para um pesquisador e para a sua área de concentração, compreendendo que a teoria é a base de sustentação para o conhecimento. Por meio de pesquisa documental, apontaram-se os aspectos históricos, bibliográficos e conceituais da Teoria da Distância Transacional e discorreu-se acerca do percurso percorrido por Michael Grahame Moore na construção e desenvolvimento de sua teoria. Com base na análise de conteúdo, os resultados apontam que a Teoria da Distância Transacional é utilizada por estudiosos brasileiros em pesquisas do tipo estudos de caso, validando os conceitos apresentados na Teoria e como sustentação para discutir aspectos pedagógicos, tecnológicos, de desenvolvimento e estruturação da educação a distância. O resultado do estudo revela a necessidade de pesquisas que indiquem novas hipóteses e que sejam capazes de reformular a teoria existente, adequando-se às necessidades e particularidades do sistema educacional, social e político brasileiro.

Palavras-chave: Teoria da distância transacional. Teorias em educação a distância. Educação a distância.

Downloads 162  162  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Educação Especial Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora! O atendimento educacional especializado e o processo de escolarização dos alunos com deficiência Popular Versão: PDF
Atualização:  21/6/2016
Descrição:
SILVA, Mara Cristina Fortuna da

Esta investigação tem como objetivo compreender o papel do Atendimento Educacional Especializado (AEE) no processo de escolarização de alunos com deficiência nas escolas regulares, na perspectiva dos professores deste atendimento. Esta investigação esta amparada na Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (2008) e fundamentada na abordagem da Psicologia Histórico-Cultural, através dos estudos de Vigotski (2010). A pesquisa foi realizada com 31 professoras do Serviço de Atendimento Educacional Especializado (SAEDE) das escolas estaduais do Município de Chapecó/SC, por meio de aplicação de questionários estruturados com questões abertas, fechadas e mistas, além de cinco entrevistas orais, com cinco professoras do AEE de cinco escolas sorteadas da rede estadual de ensino. Os dados coletados foram analisados através de análise de conteúdo, na perspectiva de Bardin (1994, 2009, 2011). Os resultados apontam que a maioria das professoras são licenciada em Pedagogia e admitida por contratos temporários, sendo este tipo de admissão, um dos fatores que as impedem de prosseguirem com o desenvolvimento da aprendizagem dos alunos que frequentam o AEE, além deste tipo de contratação, indicar sinais de secundarização, pois há prioridades para concursos para professores da rede regular de ensino. Os dados também demonstram que a maiorias das professoras não reconhecem o papel do AEE como um meio de desenvolver as funções psicológicas superiores dos alunos com deficiência, apesar de indicarem a realização de atividades com esta proposta. No entanto, consideram que neste atendimento se focam nas potencialidades e não na deficiência do aluno. Outro fator de destaque apontado pelas professoras são as dificuldades encontradas para que se efetivem o desenvolvimento da aprendizagem dos alunos com deficiência, entre eles: falta de apoio da equipe escolar e dos professores, a resistência dos professores em receber assessoria da professora do AEE, o número elevado de atendimento a alunos diagnosticados com Transtornos do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e atendidos no AEE. As constatações encontradas nesta investigação sinalizam que o papel do AEE vai além da complementação à aprendizagem escolar dos alunos com deficiência, mas colabora no sentido global deste aluno. Todavia, ainda nos indica uma grande necessidade de maiores esclarecimentos e conhecimentos em relação ao trabalho realizado no AEE, como contribuinte no processo de escolarização dos alunos com deficiência.

Palavras-chave: Atendimento Educacional Especializado. Alunos com Deficiência. Processos de escolarização.

Downloads 739  739  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFFS  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2)