Educadores

Ínicio : Pedagogia : Teses : Produções de Profissionais da Seed: Teses : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Notas (Do melhor para o pior avaliado)

Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Formação Permanente de Professores de Química da EJA na Perspectiva Dialógico_problematizadora Freir Popular Versão: PDF
Atualização:  30/1/2019
Descrição:
LAMBACH, Marcelo

Esta pesquisa de doutorado versa sobre a formação permanente de professores de química do ensino médio que atuam na Educação de Jovens e Adultos. Nela é realizada a investigação das possibilidades, dos avanços e das dificuldades da formação permanente fundamentada nos princípios dialógico-problematizadores anunciados por Paulo Freire; e verificada se a formação nessa concepção contribui para possíveis mudanças na forma de conceber o ensino de química para alunos da EJA, implicando em mudanças metodológicas. Além dos fundamentos freireanos, esta pesquisa também utiliza a epistemologia de Ludwik Fleck como referencial analítico para elucidar como se organiza o conhecimento e como ele se dissemina e se transforma a partir das categorias: Estilo de Pensamento, Coletivos de Pensamento, Circulação Inter e Intracoletiva de Ideias, Complicações no Estilo de Pensamento. Analisa, ainda, como elemento empírico da pesquisa, um curso de extensão universitária ministrado para professores de química da EJA que atuam na rede pública estadual do Paraná. O curso foi organizado a partir do referencial freireano e das pesquisas realizadas, sobretudo, por Antônio F. Gouvêa da Silva, apresentadas em sua tese defendida, intitulada “A construção do currículo na perspectiva popular crítica das falas significativas às práticas contextualizadas”, na qual ele analisa a orientação da formação docente realizada em distintas redes públicas da educação municipal e/ou estadual no Brasil. Nesse momento empírico da tese, os professores participantes do curso tiveram que realizar o estudo da realidade local com os alunos da EJA, investigar falas, propor temas geradores, elaborar aulas na perspectiva dialógico-problematizadora e desenvolvê-las com os alunos da EJA. Para a análise, é utilizado como corpus os materiais produzidos pelos participantes durante o curso, os registros dos professores em diário de bordo, os registros do pesquisador, a gravação em vídeo das apresentações das aulas desenvolvidas nas escolas e o grupo focal sobre a formação desenvolvida. A partir da Análise Textual Discursiva dos materiais, são apontados os possíveis avanços em relação à formação permanente de professores, sejam eles os dialógicos, os metodológicos, os epistemológicos, os político-pedagógicos; assim como os limites, sendo eles os estruturais, os organizacionais, os procedimentais, os conceituais, os dialogais e os do orientador da formação permanente para professores de química da EJA, organizada a partir da concepção dialógico-problematizadora freireana. Como conclusão, são apresentadas algumas propostas para superar tais limites, pensando na sua factibilidade, tendo em vista os problemas estruturais que a escola vivencia.

Palavras-chave: Formação permanente. Formação em serviço. Formação docente. Ensino de Química. Educação de jovens e adultos. EJA. Paulo Freire. Ludwik Fleck.

Downloads 190  190  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Alcoolismo entre Indígenas: Programa de Formação para Professores e Agentes de Saúde Kaingang na Ter Popular Versão: PDF
Atualização:  30/1/2019
Descrição:
BURATTO, Lúcia Gouvea

Após o contato com os colonizadores, intensificou entre os indígenas o consumo de outras bebidas alcoólicas e o hábito de ingerir bebida destilada ficou praticamente incontrolável, causando danos irreparáveis, para o indivíduo, familiares e comunidade. Em consequência do uso indiscriminado de bebidas alcóolicas verifica-se entre os indígenas casos de suicídio, esfaqueamento, estupro, afogamentos e atropelamentos seguidos de morte, assassinatos e coma alcoólico. O presente estudo objetivou a formação de professores e agentes de saúde Kaingang na Terra Indígena Ivaí Estado do Paraná, por meio de uma metodologia participativa na qual pesquisadora e professores indígenas discutiram e intercambiaram conhecimentos sobre prevenção de alcoolismo visando desenvolver ampliar e gerar procedimentos e ações eficazes e culturalmente adequadas a organização sócio-cultural Kaingang, no que se refere a prevenção do alcoolismo e a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF).

Palavras-Chave: Saúde mental. Prevenção ao alcoolismo. Índios Kaingang.

Downloads 241  241  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Ufscar  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora! A Inclusão de Alunos com Deficiência Física Neuromotora: um Estudo no Contexto da Educação Básica Popular Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
SILVA, Márcia Aparecida Marussi

Neste trabalho, investigamos a implementação de uma cultura educacional inclusiva que vem se desenhando no Brasil com algumas práticas educativas para o atendimento aos alunos com necessidades educacionais especiais. O objetivo geral é perceber como vem ocorrendo a inclusão dos alunos que apresentam, notadamente, deficiência física neuromotora, matriculados na rede estadual de educação, na região metropolitana de Maringá, buscando compreender que tipo de atendimento pedagógico ofertado no contexto do ensino comum contribui efetivamente com a aprendizagem desses alunos. A pesquisa buscou também analisar como são realizadas as práticas de aprendizagem dos alunos com deficiência física neuromotora, no contexto do ensino comum e regular, entendendo-as como processos que proporcionam a apropriação dos conteúdos escolares e o desenvolvimento das funções complexas do pensamento. Para a execução da pesquisa, realizamos, inicialmente, estudos bibliográficos, levantamento e análise de textos, documentos e dados oficiais acerca do tema. Em seguida, por meio de uma pesquisa empírica, realizamos entrevistas com representantes das equipes pedagógicas e professores especializados que atuam como: Professor de Apoio à Comunicação Alternativa (PAC), no contexto do ensino comum, e Professor de Sala de Recursos Multifuncional (SRM), em estabelecimentos ligados à Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Pretendemos conhecer como vêm se efetivando a inclusão e o ensino voltado ao atendimento educacional especializado aos alunos com deficiência física neuromotora; os principais diagnósticos; os espaços de atendimento pedagógico que estão sendo disponibilizados a estes alunos; analisando também, se as práticas pedagógicas atuais respeitam as características individuais, se utilizam de recursos tecnológicos, se mobilizam aspectos cognitivos e se contribuem com o desenvolvimento e a aprendizagem. Para tanto, buscamos na teoria histórico-cultural elementos para analisar o conceito de desenvolvimento e aprendizagem, a partir dos escritos de L. S. Vygotski e seus colaboradores. Buscamos responder à seguinte pergunta de pesquisa: Como está se efetivando a Inclusão de alunos com Deficiência Física Neuromotora na Educação Básica na região de abrangência do Núcleo Regional de Educação de Maringá? Constatamos a necessidade de mudanças no processo de ensino e aprendizagem dos alunos com deficiência física neuromotora, com uma maior reflexão crítica dos professores quanto à utilização de práticas pedagógicas que oportunizem o aluno com deficiência física neuromotora, mais autonomia nas situações de aprendizagem.

Palavras-chave: Deficiência Física Neuromotora. Aprendizagem. Desenvolvimento. Teoria Histórico-Cultural. Educação Básica.

Downloads 1100  1100  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Docências Trans*: Entre a Decência e a Abjeção Popular Versão: PDF
Atualização:  29/1/2019
Descrição:
SANTOS, Dayana Brunetto Carlin dos

Esta tese se dedica a uma questão do presente já observada no campo dos movimentos sociais de travestis e transexuais no Brasil e que institui uma hierarquização entre corpos e práticas trans* agora na docência. Isto é, investiga as condições de possibilidades para que a narrativa comum de que para ser professora da Educação Básica, a professora trans* deve se assumir como transexual, pois à travesti tal espaço é interdito. À travesti somente a prostituição, as ruas, as pistas e o escândalo. Tal narrativa produz um mapa estático da docência trans* com fronteiras fixas e bem traçadas. Esta pesquisa desconfia desses regimes de saber-poder-verdade, e investiga como se instituiu uma docência-decente nas escolas. Por meio desta docência-decente todos os corpos e condutas de professoras, trans* e cis* são distintamente governados a partir de rígidas normas regulatórias de gênero, sexualidade e raça. Tal investigação busca na fabricação das experiências e corpos das professoras trans*, nos seus processos de subjetivação e experimentação de si, bem como na dupla constituição de algumas das professoras trans* como docentes e profissionais do sexo, elementos para entender como se constituíram tais espaços autorizados ou interditos para esta ou aquela identidade. Por meio da cartografia foi possível sobrepor ao mapa estático da narrativa comum uma carta cartográfica que desloca o pensamento a respeito das docências trans*. Assim, qualquer generalização a respeito das experiências docentes trans* passa a ser perigosa.

Palavras-chave: Docência-decente. Gênero. Sexualidade. Biopolítica. Política. Cartografia. Professoras trans*.

Downloads 1942  1942  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Práticas de Leitura nas Escolas Itinerantes do Paraná Popular Versão: PDF
Atualização:  29/1/2019
Descrição:
OLIVEIRA, Daniela Carla de

Tese de doutorado sobre as práticas de leitura nas Escolas Itinerantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no Estado do Paraná, Brasil. Utiliza como metodologia dois questionários destinados aos coordenadores pedagógicos das Escolas Itinerantes e aos educadores que lecionam nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Médio, totalizando, 40 indivíduos participantes da pesquisa e nove escolas. Desenvolvida no período de 2011 a 2014. Objetiva identificar as concepções e as práticas de leitura realizadas na Educação Básica da Escola Itinerante que migraram para o acampamento e as práticas de leitura no acampamento que migraram para a escola, observando as relações estabelecidas, a partir da leitura, na escola e no acampamento. Parte de estudo exploratório voltado às Escolas do Campo, localizadas em áreas de assentamento e acampamento da Reforma Agrária do MST no Paraná. Apresenta um resgate histórico acerca das Escolas Itinerantes e discorre sobre seus aspectos políticos e pedagógicos. Evidencia aspectos reveladores do processo de luta pela escola e pela educação, a organização político-pedagógica e as reflexões que têm produzido sobre a implementação dos Ciclos de Formação Humana e dos Complexos de Estudo. Destaca o processo de formação dos educadores e os aprendizados e desafios vivenciados nesse novo “jeito” de fazer escola no/do campo. Analisa a produção acadêmica sobre Educação do Campo, políticas públicas e experiências escolares geradas, organizadas e implementadas pelos e nos Movimentos Sociais Populares do Campo. Apresenta referencial teórico fundamentado na leitura sob a perspectiva crítica da leitura para a emancipação do sujeito. Analisa os resultados acerca de concepções e estratégias de leitura, biblioteca e acervo e outros elementos que ajudaram a compreender o processo de leitura na Escola Itinerante a partir de quatro categorias: o educador e sua relação com a leitura; a formação dos educadores para estimular a leitura; as condições de ocorrência de práticas da leitura e o significado da leitura na escola e no acampamento.. Defende que a construção dos saberes e das práticas escolares, como a prática de leitura, no contexto da Escola Itinerante, cercado por incertezas, pressões sociais, políticas e econômicas se dá a partir das práticas sociais – luta pela terra, pela educação e pela escola – realizadas no cotidiano do Movimento.

Palavras-chave: Escola itinerante. Práticas de leitura. Leitura. Movimentos sociais populares. Escola no/do Campo. MST.

Downloads 161  161  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Políticas para o Trabalho dos Pedagogos na Rede Estadual de Ensino do Paraná (2004 – 2015): Intensif Popular Versão: PDF
Atualização:  29/1/2019
Descrição:
HADDAD, Cristhyane Ramos

Esta tese apresenta estudo das políticas do Estado do Paraná para o trabalho dos pedagogos da rede estadual de ensino formuladas e implementadas no contexto de 2004 a 2015. Procurou-se responder à seguinte problemática:quais os sentidos das políticas para o trabalho dos pedagogos a partir das mudanças trazidas pela Lei Complementar nº 103/2004, a qual extinguiu o cargo de especialistas da educação e no seu lugar criou o cargo de professor pedagogo? Trata-se de pesquisa documental, que realiza análise da política consubstanciada na Lei Complementar n. 103/2004, nos Editais de Concurso n. 37/2004, 10/2007 e 17/2013 e nas Resoluções n. 5851/94, n. 3651/2000, n.1150/2002, n. 4534/2011 e n. 4008/2012 que fixam o número de pedagogos das escolas estaduais. Além destes documentos, também se recorreu a pesquisa em números do Jornal 30 de Agosto no período de 1997 a 2004.Como fonte de pesquisa bibliográfica são analisados os artigos produzidos no Programa de Desenvolvimento Educacional PDE/PR no período de 2007 a 2012 que tratam do trabalho dos pedagogos. Também foram realizadas entrevistas semiestruturadas com lideranças da APP Sindicato e com pedagogos das escolas estaduais do Núcleo de Educação de Curitiba com o objetivo de compreender a implantação dessas políticas para o trabalho de pedagogos. O método de pesquisa adotado foi o Materialismo Histórico Dialético, que possibilita captar o movimento do real nas suas múltiplas determinações, por meio das categorias da totalidade, contradição, mediação e luta de classes. Recorreu-se à análise do contexto histórico , caracterizado pela expansão da gerência toyotista do trabalho, das reformas educacionais, considerando-se, as trajetórias disputadas da elaboração das Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia. Defende-se a tese que a política em pauta, no que diz respeito ao Plano de Carreira do Professor da Educação Básica do Paraná conteve avanços na medida em que passou a considerar os pedagogos como professores e dessa forma garantiu a esses profissionais direitos como a aposentadoria aos 25 anos e a exigência do curso de Pedagogia para a participação em concursos públicos para as vagas de pedagogos nas escolas estaduais. No entanto, considerando a política em toda a sua extensão, e como foi implementada, no contexto histórico das políticas neoliberais, implicou para os pedagogos em trabalho intensificado, estranhado e burocratizado. Contudo, apesar deste desiderato, na contradição, foi possível constatar trabalho de mediação do ensino-aprendizagem realizado pelos pedagogos. O trabalho associado é apontado nessa tese como possibilidade de emancipação humana e superação das atuais condições do trabalho. Objetiva-se, assim contribuir para os debates já em curso no campo do trabalho de professores e para a formulação e implementação de políticas que reafirmem a importância do trabalho do pedagogo na escola pública de maneira a superar dificuldades apontadas nas análises nessa tese.

Palavras-chave: Políticas do estado do Paraná.Trabalho de pedagogos. Intensificação. Alienação. Burocracia.

Downloads 857  857  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Tuiuti  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Formação de Professores em Tecnologias Digitais em Diálogo com as Políticas Públicas do Estado do Pa Popular Versão: PDF
Atualização:  22/1/2019
Descrição:
PALAGI, Ana Maria Marques

Esta tese intitulada Formação de Professores em Tecnologias Digitais em Diálogo com as Políticas Públicas no Estado do Paraná tem como problema de pesquisa investigar como as propostas de formação continuada de professores da Rede Estadual do Paraná, em Tecnologias Digitais (TDs), dialogam com as políticas públicas estaduais e federais. [...]

Palavras-chave: Tecnologias digitais. Formação de professores. Políticas públicas.

Downloads 2265  2265  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unisinos  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!O Direito à Educação Infantil do Campo no Município de Pinhão: Ponto de Vista das Famílias Popular Versão: PDF
Atualização:  31/10/2017
Descrição:
LEINEKER, Mariulce

Este estudo tem como objetivo: entender de que modo o direito à Educação Infantil das crianças que vivem no campo no município de Pinhão-PR é percebido pelas famílias e de que maneira é cumprido pelos órgãos governamentais. Esse município localiza-se no Território Cantuquiriguaçu, estado do Paraná, e foi selecionado por ser o único município do Território com um Centro Municipal de Educação Infantil no campo. A pesquisa, de abordagem qualitativa, contempla estudo bibliográfico e documental sobre a história do Município e a história da Educação Infantil, bem como estudo de campo: entrevistas, questionários e visitas realizadas nos anos de 2015 e 2016 com a famílias que vivem no campo. Foram entrevistadas 40 mulheres que vivem no campo cujos filhos não têm acesso à Instituição de Educação Infantil e foram respondidos 21 questionários por pais de crianças que frequentam o CMEI Santa Maria. Estabeleceu-se um recorte a partir dos anos de 1980, destacando-se nessa reconstrução histórica a luta das mulheres e dos movimentos sociais para que a criança fosse contemplada na legislação, bem como a luta para que a Educação do/no Campo fosse, na prática, um direito de todos. A análise das informações recolhidas tomou como referência o conceito de território, considerando as relações sociais que se estabelecem no campo e constituem os sujeitos, para além do espaço físico, geográfico, ou seja, relações de disputa, de poder e de sobrevivência. São essas relações que explicam os diversos pontos de vista das famílias, que se assemelham em termos de condições socioeconômicas, mas que se percebem de maneiras diferenciadas pela atuação social que desempenham. As famílias cujos filhos frequentam a Educação Infantil reconhecem sua importância pelo desenvolvimento apresentado pelas crianças. Entre as famílias que não têm acesso à Educação Infantil, foi possível identificar diferentes posições: algumas manifestam a necessidade do atendimento, outras preferem manter as crianças pequenas em casa, sob os cuidados pela mãe; algumas, por não terem registro formal de trabalho, consideram que seus filhos não teriam direito à Educação Infantil. A grande maioria das mulheres entrevistadas reproduz um modelo patriarcal de submissão e não se veem como sujeitos de direitos. Da mesma forma, não reconhecem a Educação Infantil do Campo como um direito das crianças, fato esse reforçado pelo precário atendimento das políticas públicas municipais para a Educação Infantil do Campo.

Palavras-chave: Educação e infância. Políticas públicas para a educação infantil do campo. Famílias e direito à educação infantil.

Downloads 1720  1720  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFSC  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: uma Análise Contextual da Produção da Política Popular Versão: PDF
Atualização:  30/10/2017
Descrição:
ALFERES, Márcia Alferes

Esta tese analisa a produção do PNAIC (Pacto Nacional para Alfabetização na Idade Certa) no âmbito do Governo Federal (nível macro) e como as ações do Programa são recontextualizadas por orientadoras de estudo e professoras alfabetizadoras na formação continuada (nível meso), e na sala de aula, por professoras alfabetizadoras (nível micro). Utiliza-se de conceitos da teoria de Bernstein (1996, 2003) sobre a estruturação do discurso pedagógico e processos de recontextualização, bem como de contribuições da theory of policy enactment formulada por Ball, Maguire e Braun (2016). A pesquisa tem por base um trabalho qualitativo com foco nos seguintes aspectos: a) na formação continuada de orientadoras de estudo e professoras alfabetizadoras; b) nas práticas pedagógicas de alfabetização desenvolvidas nos 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental em duas escolas da rede de ensino do município de Ponta Grossa/PR. Os procedimentos de coleta de dados são: a) a análise de documentos oficiais e legais do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa; b) a observação participante na formação continuada das orientadoras de estudo e das professoras alfabetizadoras, em eventos realizados pela Secretaria Municipal de Educação e pela Coordenação do PNAIC da Universidade Estadual de Ponta Grossa; c) a observação participante de práticas pedagógicas de alfabetização no ciclo de alfabetização (1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental) em salas de aulas de duas escolas no município de Ponta Grossa/PR; d) entrevistas com: coordenadora geral do PNAIC; coordenadora local do PNAIC; formadora do PNAIC; orientadora de estudo; direção e equipe pedagógica das duas escolas da rede de ensino municipal de Ponta Grossa, Paraná; e professoras alfabetizadoras. A tese argumenta que o PNAIC possui elementos de uma pedagogia mista, com princípios dos modelos pedagógicos de competência e de desempenho. Argumenta, também, que o PNAIC é recontextualizado nas instâncias meso e micro, configurando diferentes sentidos e possibilidades no processo de enactment (colocação em ação). Os resultados da pesquisa apontam que, apesar de abrangente, necessário e relevante, o PNAIC apresenta potencialidades, limites e desafios. Algumas das potencialidades são: o PNAIC é um Programa abrangente com ações e estratégias bem definidas; possui materiais específicos para alfabetização; aproveita os materiais já existentes na escola; possibilita a participação das universidades públicas na elaboração do material e na formação dos professores; proporciona uma maior visibilidade das áreas de Geografia, Arte, História e Ciências, entre outros. Como limitações, a principal é a descontinuidade do PNAIC. Além disto, não ocorre uma prestação de contas dos investimentos realizados no Programa; não são todos os professores cursistas que permanecem no ciclo de alfabetização; os recursos financeiros não são repassados diretamente às universidades e falta um espaço democrático para debater publicamente o PNAIC, com a participação dos professores. Os desafios são: a continuidade do Programa em uma perspectiva de formação de rede; discussões sobre melhorias nas condições materiais e de trabalho dos professores; apoio pedagógico aos professores na escola, principalmente aos iniciantes; acompanhamento constante da aprendizagem dos alunos; revisão dos currículos dos cursos de formação de professores.

Palavras-chave: Alfabetização. Política educacional. PNAIC. Recontextualização.

Downloads 582  582  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEPG  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!O Programa de Formação Político-sindical e Educacional da App-Sindicato (2007-2014) e a Renovação Popular Versão: PDF
Atualização:  30/10/2017
Descrição:
FERNANDES, Donizete Aparecido

Este trabalho investiga o Programa de Formação Político-Sindical e Educacional destinado aos filiados da APP-Sindicato entre os anos 2007 e 2014. O programa nasceu em um contexto histórico marcado pela ascensão do Partido dos Trabalhadores ao poder, o que criou um paradoxo ao sindicalismo historicamente mais combativo, representado exemplarmente pela CUT, que passou a empenhar-se na efetivação dos objetivos de governo. O objeto geral da pesquisa é analisar a proposta de renovação do quadro de dirigentes da APP-Sindicato conforme proposta do Programa de Formação de 2007 a 2014. Defendemos a tese de que predomina na formação dos quadros de direção da APP-Sindicato a relação de forças existente entre as tendências e grupos políticos também existentes na CUT e no PT numa estrutura bastante burocratizada, de modo que o objetivo de formar novos quadros de dirigentes não se realiza de acordo com os objetivos propostos. Os objetivos específicos estão assim definidos: contextualizar a questão sindical tendo como referências artigos das revistas Crítica Marxista e os clássicos do marxismo; analisar o movimento sindical no Brasil tendo como recorte temporal os anos de 1980 – 1990 e inicio do século XXI; demonstrar que os Cadernos de Formação Político-Sindical e Educacional não alcançam os objetivos propostos por seu ecletismo e falta de um direcionamento teórico especifico, e que não alteram os quadros de direção da APP, que continuam a ser fornecido por tendências ou grupos internos da APP-Sindicato, fato que atribuímos à organização interna do sindicato. Ao final da investigação concluímos que, pelo menos até o presente momento, a renovação pretendida pelos cursos ainda não está se efetivando. Como principal problema, pode-se dizer que os textos de formação, que são tomados de vários autores, são fragmentados e descontextualizados e, tão grave quanto isso, apresentam tendências teóricas conflitantes entre si, além de seguirem a estrutura temática dos livros de história acadêmicos. Embora a proposta de formação almeje à formação de um pensamento crítico, a escolha dos textos e a orientação geral são fragmentárias e desarticuladas, de modo que não cumprem os objetivos.

Palavras-chave: Sindicalismo. Formação Sindical. Relação de Forças. Formação de Dirigentes e Educação.

Downloads 1204  1204  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Tuiuti  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2) 3 »