Educadores

Ínicio : Pedagogia : Dissertações : Produções de Profissionais da Seed: Dissertações : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O Uso de Dicas de Aprendizagem na Aquisição de Habilidades Motoras pelo Deficiente Intelectual Versão: PDF
Atualização:  10/1/2019
Descrição:
FRANZ, Luiz Gustavo Cangussú

O objetivo do presente estudo foi analisar a aquisição de habilidades motoras através do uso de dicas de aprendizagem, como estratégia cognitiva, com alunos com deficiência intelectual, classificada como leve e moderada. As dicas de aprendizagem têm como objetivo, atuar diretamente nos processos de atenção seletiva, direcionando a atenção dos alunos com deficiência intelectual aos pontos de maior relevância da atividade motora. Estes indivíduos caracterizam-se principalmente pelo rebaixamento intelectual, consequentemente, tendo dificuldade em manter a atenção por um longo período de tempo em uma atividade. Vinte alunos, do sexo masculino, com idade entre 16 e 30 anos de uma escola especial da cidade de Curitiba, foram selecionados e divididos aleatoriamente em dois grupos: Grupo com Dicas (GCD) e Grupo sem dicas (GSD), para realizar o arremesso por cima do ombro. Metodologicamente, o estudo foi dividido em um pré-teste, um período de 6 aulas praticas da habilidade do arremesso, o pós-teste (logo na sequência do encerramento das práticas), e um teste de retenção (20 dias após o pós-teste). Avaliação nas três fases ocorreu através de 10 arremessos, os quais foram filmados, para posterior analise por 2 avaliadores, utilizando uma ficha de pontuação com os 8 segmentos. O resultado confirmou alterações significativas ocorridas dentro do grupo com dicas em sete dos oito segmentos avaliados, ao passo que o grupo sem dicas apresentou apenas duas alterações significativas. Apesar dos resultados não apresentarem muitas diferenças significativas entre os grupos, pudemos perceber uma tendência em favor ao uso das dicas. Futuros estudos com essa população são necessários a fim de concretizar a utilização das dicas como uma estratégia de aprendizagem.

Palavras chaves: Dicas de aprendizagem. Atenção. Deficiência intelectual.

Downloads 8  8  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UFPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Um Estudo do Programa PDE/PR: Anotações sobre os Avanços, Limites, e Poss Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
CASTRO, Carmen Lucia Porto de

O poema "Nosso Tempo", de Carlos Drummond de Andrade, proporciona um repensar, sobre o tempo sociohistórico, em que se vive. Um repensar que reflete sobre a efemeridade da vida de homens/mulheres na terra. Do mesmo modo, que se evidenciam as vicissitudes, os momentos, os avanços, limites e, as possibilidades, os sujeitos humanos, percebem-se impulsionados a agir. E a agir, por um agir que os mova e, os provoque à ação, uma ação que realize inferências e, que é capaz de qualificar socialmente o caminhar pessoal e profissional de todos. E, a partir da releitura do poema, percebe-se o esforço do poeta, em demonstrar que, os momentos sociohistóricos se reproduzem, revelando à fragmentação/recomposição, à resignação/protestação e à alienação/politização no qual o sujeito histórico se encontra. A vida aguarda-lhe e exige-lhe uma tomada de consciência/posição, de decisão/posição política. Nesse viés, compreende-se a importância do estudo da temática, Programa de Desenvolvimento da Educação, o PDE/PR, a partir da determinação em se conhecer à visão/percepção que os Coordenadores/Coordenações PDE/NRE/PR, têm do processo de formação continuada em serviço dos professores da educação básica paranaense. Portanto, o programa foi o objeto de investigação e os Coordenadores/Coordenações PDE/NRE/PR, os representantes do PDE/PR, nos Núcleos Regionais de Educação. Portanto, conhecer a trilha formativa do Programa de Desenvolvimento da Educação Paranaense, o PDE/PR, expressa no desenho do Plano Integrado de Formação Continuada, o PIFC, potencializou a produção de um novo conhecimento sobre o PDE/PR, a partir de uma importante representação do ato formativo, a sua matriz formativa: política, pedagógica, avaliativa, sociohistórica, dentre outras. Em síntese, a ação propositiva desse trabalho dissertativo foi a de analisar/compreender a política pública, o PDE/PR, direcionada especificamente, para os professores atuantes na educação básica da rede estadual paranaense, no marco 2003 a 2015, mais especificamente, na trajetória formativa das Turmas PDE/PR 2007 a 2015.

Palavras-chave: PDE/PR. Histórico.

Downloads 9  9  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNOCHAPECÓ  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O Pedagogo na Organização do Trabalho Pedagógico com ênfase no Planejamento da Escola Itinerante Cam Versão: 
Atualização:  10/1/2019
Descrição:
SILVA, Luciana Maria de Matos e

Apresenta estudo sobre o trabalho do pedagogo na organização do trabalho pedagógico, na experiência de implementação do Projeto Político Pedagógico da Escola Itinerante Caminhos do Saber. Pesquisa desenvolvida no Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (UNICENTRO), entre 2016 e 2018. Objetiva compreender o trabalho do pedagogo na organização do trabalho pedagógico da Escola Itinerante Caminhos do Saber, a partir da implementação dos Ciclos de Formação Humana com Complexos de Estudo; Conhecer a história da pedagogia no Brasil e as contradições do trabalho do pedagogo na escola pública paranaense; Identificar as principais raízes da Educação do MST, assim como as bases pedagógicas que a constituem; Analisar a ação do pedagogo na organização do trabalho pedagógico com ênfase no planejamento escolar da Escola Itinerante Caminhos do Saber. No campo metodológico assume a teoria marxista, com as categorias teóricas de análise: história, mediação, contradição e totalidade. Pesquisa bibliográfica em autores como Brzezinsky (2012), Saviani (2013), Haddad (2016) que tratam da história da pedagogia no Brasil e no Paraná; Caldart (2004), MST (1996), Camini (2009), contribui com os elementos da educação do MST e Escola Itinerante; Paulo Freire (1980) colabora com as reflexões sobre a Pedagogia Freiriana; Pistrak (2000; 2009); Shulgin (2013); Krupskaya (2017) e Makarenko (1986) elucidam a Pedagogia Socialista; Freitas (2001) expõe discussões sobre a organização do trabalho pedagógico. Realiza análise documental no Projeto Político Pedagógico, Plano de Trabalho Docente e entrevistas semiestruturadas com pedagogos que trabalham na coordenação pedagógica da Escola Itinerante Caminhos do Saber, complementando a análise com a observação em campo. A análise considera a trajetória do Curso de Pedagogia no Brasil e a complexidade que envolve a questão da identidade e o trabalho do pedagogo nas escolas públicas da rede estadual de educação do Estado do Paraná. Destaca ainda, as bases que fundam o projeto de educação do MST, a Pedagogia do Movimento, a Pedagogia Freiriana e a Pedagogia Socialista soviética e com isso, estabelece a análise da atuação do pedagogo na proposta pedagógica da Escola itinerante Caminhos do Saber. Conclui que trabalho do pedagogo é marcado pelo conjunto de elementos que compõe a forma escolar itinerante, por Ciclos de Formação Humana e com Complexos de Estudo. Demarca que o pedagogo e o seu trabalho são essenciais para articular os elementos de resistência desse profissional na escola e na educação, fazendo a mediação entre os encaminhamentos do Estado e as demandas do movimento social. Considera que o pedagogo tem como desafio garantir o movimento dialético do projeto político pedagógico na relação com o coletivo escolar, seja, articulando conteúdo, vida e trabalho; as práticas avaliativas; a elaboração coletiva e interdisciplinar dos planejamentos por complexo de estudo; e, a auto organização dos estudantes. Propõe que esse perfil de pedagogo pode trazer contribuições para o avanço do trabalho da escola, logo para o conjunto do MST e para educação brasileira.

Palavras-chave: Pedagogia. Trabalho do pedagogo Organização do trabalho pedagógico. Escola itinerante.

Downloads 12  12  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Inovação na Educação Pública: a Adoção de Tecnologias da Informação e Comunicação pelos Docentes nas Versão: PDF
Atualização:  3/1/2019
Descrição:
SILVA, Alinne Marcondes Pavelski da

A inovação apresenta vantagens competitivas para as organizações, e na esfera pública as políticas inovadoras garantem uma participação democrática da sociedade e a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos. Em um contexto educacional, a inovação traz novas práticas pedagógicas e como consequência a melhoria no ensino. Uma das principais práticas inovadoras neste campo é a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes nas práticas de ensino. Nesse cenário, esta pesquisa teve como objetivo analisar os principais fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos em suas práticas de ensino, nas escolas estaduais do município de Guarapuava. Para isso, foi realizada uma pesquisa classificada como descritiva, quanto aos procedimentos levantamento (survey) e de abordagem quantitativa. A coleta de dados foi transversal, coletados entre outubro e novembro de 2016, com o uso de questionário semiestruturado, aplicados a 319 professores atuantes nas escolas estaduais do município de Guarapuava. A análise dos dados foi por meio de estatística descritiva e análise fatorial exploratória. Como resultado, foi encontrado um alto índice de utilização das tecnologias com os alunos, além de recursos disponíveis nos Portais Dia a Dia Educação e do Professor. Como sugestões de melhorias apontadas pelos docentes para uma efetiva utilização das tecnologias em sala de aula estão a disponibilização de mais equipamentos, a atualização dos equipamentos já disponibilizados e a oferta de cursos e treinamentos voltados para a utilização. Os fatores que determinam a adoção de recursos tecnológicos nas práticas docentes são a vantagem relativa de sua adoção, a compatibilidade com o trabalho já desenvolvido, a percepção de facilidade e domínio no uso da tecnologia, a visibilidade que sua adoção traz, a imagem, e a demonstração de resultado. Os fatores que mais relacionaram com a adoção de tecnologias são a vantagem relativa e a facilidade e domínio no uso da tecnologia, demonstrando, assim, a necessidade de constantes treinamentos e ofertas de cursos para os professores, para a garantia de uma efetiva utilização das tecnologias de informação e comunicação com os alunos, melhoria esta, também apontada pelos docentes pesquisados. A identificação da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação pelos docentes contribui para as discussões das práticas pedagógicas e eficiência do ensino público, necessárias em um contexto de mudanças tecnológicas constantes na sociedade.

Palavras chave: Inovação. Educação. Tecnologias de Informação e Comunicação.

Downloads 14  14  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unicentro  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Avaliação do Ensino e Aprendizagem Escolar: Relações entre as Políticas Públicas de Avaliação e a Pr Versão: PDF
Atualização:  4/1/2019
Descrição:
FANTINEL, Cristiane A.

A avaliação, atividade contínua de análise sobre os resultados alcançados em contradição com os objetivos determinados, gera movimento no processo de ensino e aprendizagem na relação com os métodos e conteúdos. Elemento da ação educativa, ganhou ênfase nas políticas públicas educacionais com o advento do neoliberalismo. Tema amplo e multifacetado, está presente no cotidiano da escola, permeado por questionamentos constantes sobre sua função e sua prática, em um contexto social meritocrático e excludente. Diante de tal contexto, buscamos investigar como se constituem as práticas avaliativas dos docentes do ensino fundamental, anos finais, frente às orientações para a avaliação do ensino e aprendizagem escolar emanadas das políticas públicas de avaliação para a educação básica. A investigação delineou-se por um estudo de caso, com análise documental e entrevista semiestruturada. A análise considerou a realidade socioeconômica e política à qual os dados estão relacionados. Com o objetivo de compreender as relações entre as políticas públicas de avaliação e a prática avaliativa do ensino e aprendizagem escolar, nos anos finais do ensino fundamental em um colégio estadual no município de Pato Branco/PR, historicizamos a avaliação e denotamos a relação intrínseca entre o modo de produção de cada período histórico e o modelo educacional vigente, o que condiciona o formato avaliativo de acordo com a concepção de homem, sociedade e trabalho hegemônicas, com maior destaque para o final do século XX, e a incidência das perspectivas neoliberais, condição que se desdobra pelo século XXI e que influencia a educação até a atualidade; analisamos as políticas públicas que orientam a avaliação da aprendizagem escolar na educação básica do estado do Paraná com o estudo dos documentos oficiais e orientações advindos dos órgãos gestores da educação, em que se evidenciou o direcionamento neoliberal da educação, promovendo a perspectiva do mérito, fomentando a competição, a classificação e a exclusão social, em que se valorizam competências e habilidades em detrimento do conhecimento científico historicamente construído, uma política de avaliação na qual a atenção está voltada à elevação de indicadores, ao controle da escola através de índices, formação para o mercado de trabalho e manutenção da perspectiva da educação como um bem a ser adquirido e consumido de acordo com as capacidades e talentos; e analisamos a constituição da prática avaliativa do ensino e aprendizagem no contexto escolar. Concluímos que as políticas públicas são incisivas na organização escolar e prática pedagógica, com influência na construção dos documentos oficiais da escola e direcionamento na organização avaliativa através das legislações, instruções, orientações, formações continuadas e programas. Evidenciamos a prática neotecnicista no cotidiano escolar, bem como a percepção do neoconstrutivismo como uma possibilidade salutar para superação de tal prática. Destacamos, também, na prática avaliativa, o produtivismo, a quantificação do conhecimento e o processo de culpabilização assumidos pela comunidade escolar. São evidenciadas políticas públicas de avaliação que influenciam a prática pedagógica, a partir de uma perspectiva reducionista e controladora da educação, em detrimento de uma educação com qualidade social.

Palavras-chave: Políticas públicas de avaliação. Avaliação do ensino e aprendizagem escolar. Prática pedagógica.

Downloads 14  14  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!O Trabalho Docente no Espaço-tempo da Hora-atividade nas Escolas Públicas Estaduais do Município de Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
SCHOLOCHUSKI, Virgínia do Carmo Pabst

Esta pesquisa apresentou como objeto de investigação o trabalho docente na hora-atividade dos professores da rede estadual de ensino do Paraná. Seu objetivo geral foi analisar como o tempo do trabalho docente destinado à hora-atividade é utilizado pelos professores dentro das escolas estaduais do município de Almirante Tamandaré. Assim, a pergunta que se desejou responder foi: como vem sendo aproveitado pelos professores o espaço-tempo destinado à realização da hora-atividade nas escolas públicas estaduais do Município de Almirante Tamandaré? Para tanto, partiu-se de uma análise da educação brasileira desde as duas últimas décadas do século XX, até chegar à conjuntura atual, buscando compreender em que contexto se deu a conquista da hora-atividade, o aumento do seu percentual e o recente retrocesso na carga horária dessa atividade docente. Para melhor compreensão desse processo, discutiu-se, também, sobre a categoria trabalho docente a partir da definição de trabalho de Karl Marx (2013), bem como a respeito das influências da sociedade capitalista na educação. A partir das ideias de Nacarato et al. (1998), debateu-se sobre as condições do trabalho docente no Brasil. Encontrou-se, também, a necessidade de entender o significado da terminologia hora-atividade, buscando conhecer a legislação que respalda a sua efetivação, a sua concepção na literatura e entre os profissionais da educação. A abordagem metodológica escolhida foi a da pesquisa qualitativa proposta por Minayo (2009), Moreira e Caleffe (2008) e Ludke e André (1986), e as técnicas de coletas de dados utilizadas foram: entrevistas semiestruturadas (com professores e pedagogos), observação participante (do espaço tempo da hora-atividade) e análise documental. Em relação à análise e tratamento do material empírico e documental coletado, apoiou-se na análise de conteúdos proposta por Bardin (1979). Para entender a realidade do trabalho docente na hora-atividade, buscou-se investigar as duas únicas Instituições escolares do município de Almirante Tamandaré – PR, que ofertam apenas os anos finais do Ensino Fundamental. Os dados evidenciaram péssimas condições físicas e estruturais das escolas para a realização da hora-atividade. Em relação ao aproveitamento do tempo da hora-atividade, verificou-se que os professores dedicam a grande maioria do seu trabalho nesse espaço-tempo para realizar atividades imediatistas, voltadas ao planejamento das aulas e às burocracias cristalizadas no seu cotidiano de trabalho e, que, dificilmente estudam na hora-atividade. O pedagogo, por sua vez, encontra-se sobrecarregado de atividades na escola e não consegue organizar momentos de estudos e reflexão durante o espaço-tempo da hora-atividade. Verificou-se, também, que o retrocesso do percentual da hora-atividade desmotivou os docentes e aumentou a quantidade de trabalho desse profissional, e que para dar conta de tudo, muitas vezes, leva trabalho para realizar em casa. Assim, conclui-se que a hora-atividade não é um benefício para os professores, mas ao contrário, é um direto garantido por lei, conquistado pelos professores através de lutas e resistências, e entre os seus principais objetivos se destaca: melhorar as condições de trabalho docente e a qualidade do ensino ofertado à população.

Palavras-chave: Hora-atividade. Trabalho docente. Almirante Tamandaré. Escolas estaduais.

Downloads 17  17  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Tuiuti  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Aprender a ser Professor: Contribuições da Educação Histórica na Formação Inicial de Professores (PI Versão: PDF
Atualização:  7/1/2019
Descrição:
TOMAZINI, Elizabete Cristina de Souza

Esta pesquisa teve como objetivo central analisar a participação de licenciandos do curso de História da Universidade Estadual de Londrina, no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), financiado pela Coordenação do Aperfeiçoamento do Pessoal do Ensino Superior (CAPES) e as possíveis apropriações por esses sujeitos sobre os pressupostos da Educação Histórica no que se refere ao ensino de História, de maneira a poder interferir na formação desses futuros profissionais da área de História. Para tanto, foi estabelecido um recorte temporal que contemplou o subprojeto de História do referido programa entre os anos de 2011 e 2013, pelo fato de nesse período terem sido realizadas atividades pensadas a partir de diálogos com a Teoria da Educação Histórica. Pesquisadores deste campo teórico, como Barca (2001a;2011), defendem que devemos ter um olhar atento sobre a formação inicial ofertada graduandos. Sobre esse tema, recorremos aos estudos de Nóvoa (1992), Saviani (2009), Cainelli (2002), (2009), Ramos (2011), bem como escolhemos realizar esta pesquisa a partir da Metodologia Qualitativa, que nos possibilitou flexibilidade, principalmente quanto às técnicas de coleta de dados, incorporando aquelas mais adequadas à investigação. Como fonte da nossa análise, optamos por documentos produzidos pelos alunos (bolsistas) durante sua participação no programa como relatórios e artigos publicados em revista científica voltada para o ensino de História. Posteriormente, realizamos uma investigação por meio de questionários semiestruturados aplicados em dois momentos da pesquisa, durante um estudo piloto e durante o estudo principal. Com esse procedimento, buscamos identificar como se deu a apropriação de alguns conceitos teóricos que os egressos do PIBID tinham acerca da docência em História. Recorremos também a dados provenientes de uma entrevista com ex-pibidianos que assumiram a função de professores da Educação Básica para investigarmos como estes se utilizaram de conceitos da Educação Histórica em suas aulas, em especial na aula-oficina. Conceitos esses propostos por Lee (2001), Barca (2004a) e Schmidt (2009) tais como conhecimentos prévios, conteúdos substantivos e de segunda ordem. Como resultado, esta pesquisa traz contribuições para as reflexões sobre a formação inicial de professores de História, no sentido de entender que é necessário integrar os conhecimentos teóricos e práticos nos currículos dos cursos de licenciatura. Tais reflexões perpassaram o planejamento das atividades bem como o processo de intervenção didática no subprojeto do PIBID investigado. A Educação Histórica entende o professor como um pesquisador social (BARCA, 2004a), desse modo, esperamos que esta pesquisa fomente discussões e futuras pesquisas acerca da necessidade de futuros professores de História, inseridos em um contexto real de atuação, ocuparem o papel de agentes em seu processo de formação.

Palavras-chave: PIBID. Formação inicial de professor. Educação histórica. Ensino de História.

Downloads 17  17  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Formação na Escola pelo Progama Pacto Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
DUARTE, Volmar

Com vivência prática na educação, por mais de 15 anos, encontramos várias situações preocupantes, como a falta de motivação dos estudantes para os estudos, índices elevados de evasão escolar e número considerável de aprovações por conselho de classe como forma de ludibriar o índice de reprovação, o qual seria bastante elevado. Esses fatores têm dificultado, consideravelmente, o alcance das expectativas, para atingir no processo de ensino e aprendizagem. Diante desse quadro, com o desenvolvimento da presente pesquisa, ancorada em um estudo de caso, apresentamos as atribuições, perspectivas e limites de um Programa de Formação Continuada de Professores, conforme trâmites propostos pelo Ministério da Educação (MEC) denominado: Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O propósito da pesquisa contempla o seguinte questionamento: Como o Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio contribuiu para mudanças no trabalho pedagógico dos professores? Os lócus da pesquisa foi o Colégio Estadual Padre Anchieta de Salgado Filho - PR (CEPA), instituição escolar que vive sua realidade educacional não diferente das demais escolas brasileiras, no que se refere ao processo de ensino e aprendizagem. Um dos principais objetivos do Pacto consiste atingir a formação integral dos estudantes do Ensino Médio (EM), proporcionando-lhes condições e possibilidades de construção do conhecimento para autonomia e cidadania. Portanto, os resultados da presente pesquisa objetivam analisar os objetivos do Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio na visão dos professores do EM, dos pedagogos, do diretor e das professoras das Instituições de Ensino Superior (IES) para verificarmos os resultados, por meio da implantação desta formação dos professores, nessa instituição escolar. A metodologia foi fundamentada, principalmente, no estudo de caso, idealizado por Yin (2010), pela relevância que apresenta no que se refere às formas de analisar determinada política educacional, neste caso, a formação de professores e os possíveis resultados no trabalho pedagógico. Além da análise das obras de 10 (dez) Cadernos utilizados durante a formação dos professores pelo Pacto, utilizamos como base para fundamentação teórica, Bernard Charlot, Marilena Chauí, Maria Ciavatta, Antonio Gramsci, Francisco Imbernon, dentre outros. Com essa base, avaliamos os desdobramentos e os resultados deste Programa de Formação de Professores trabalhando com 17 professores do Ensino Médio, os quais participaram da formação pelo Pacto, com 4 (quatro) membros da equipe pedagógica, sendo 3 (três) pedagogos e 1 (um) diretor/gestor e mais 3 (três) professoras de Instituições de Ensino Superior (IES) que participaram da execução do referido Programa de Formação de Professores.

Palavras-chave: Formação de professores. Programa Pacto. Trabalho Pedagógico.

Downloads 19  19  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unioeste  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!Programa de Aceleração de Estudos no Paraná: Desafios e Perspectivas para a Qualidade da Educação Versão: PDF
Atualização:  11/1/2019
Descrição:
FILIPPI, Rosaria Cordeiro Bernardo

Nesta pesquisa, discutem-se as proposições da política de aceleração da aprendizagem executada no Programa de Aceleração de Estudos - PAE, no Estado do Paraná, com o objetivo de analisar o referido Programa e sua relação com a política educacional atual e a qualidade da educação. Este Programa está sendo ofertado pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná - SEED -, desde 2015, sendo este considerado ano piloto, e tem a vigência de cinco anos, conforme determina o Parecer CP/CEE N° 019/2015. Para tanto, procura-se responder à seguinte problemática: o que é o PAE e como ele se desenvolve na rede estadual do Paraná? Que relação o PAE estabelece com a qualidade da educação? A pesquisa se faz importante, por tratar-se de um Programa desenvolvido nos 6° e 8° anos do Ensino Fundamental, para alunos que apresentam duas ou mais reprovações escolares, ou que tenham 13 anos de idade ou mais, no 6º ano, e 15 anos ou mais no 8º ano, ou seja, que estejam em situação de distorção idade/ano escolar. A pesquisa foi realizada com base na abordagem materialista histórica. Como recurso para obtenção de dados, utilizou discussão bibliográfica e análise de documentos relativos ao desenvolvimento do Programa de Aceleração de Estudos pela SEED. Teve como objetivo geral analisar as proposições políticas para a organização e funcionamento de um programa que propõe a reclassificação de alunos, na tentativa de diminuir a quantidade de alunos com distorção idade/ano escolar, aliviando o estrangulamento do fluxo escolar nos anos finais do Ensino Fundamental. Como objetivo específico, buscou compreender o papel do Estado e suas implicações no ideário neoliberal, assim como suas ações e articulações para a oferta da educação pública. Este pressuposto foi suporte teórico para analisar como ocorrem: a qualidade da educação, as avaliações externas e o investimento educacional, aspectos interligados que influenciam diretamente a oferta do Programa de Aceleração de Estudos no Paraná e seus propósitos governamentais. Entre os resultados desta pesquisa, destacamos que a educação vem sendo gerida pelo ideário neoliberal, trazendo implicações para a política educacional. Também verificamos em quais momentos históricos foram implantados os ciclos escolares na educação brasileira e os motivos para implementação de ciclos de aceleração de estudos, assim como os benefícios e as lacunas do Programa de Aceleração de Estudos no Paraná para uma educação com qualidade.

Palavras-chave: Política educacional. Reclassificação escolar. Ensino-aprendizagem. Fluxo escolar. Qualidade da educação.

Downloads 20  20  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEL  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Pedagogia Dissertações Produções de Profissionais da Seed: Dissertações
Fazer Download agora!A Educação Multicultural na Perspectiva de Peter McLaren Versão: PDF
Atualização:  14/1/2019
Descrição:
MANFREDO, Yasmin Coelho Figueiredo

Esta pesquisa buscou compreender a proposta de educação multicultural na perspectiva do educador canadense Peter McLaren, para quem a educação escolar e a práxis docente devem ser compreendidas a partir de uma vertente crítica para a construção de um multiculturalismo revolucionário que promova, de fato, a transformação social. Para tanto, buscamos compreender o advento do movimento multiculturalista e sua relação com a educação. Também abordamos a polissemia do termo e os seus diferentes usos, para, em seguida, situarmos o referido autor e sua proposta de educação multicultural. O desenvolvimento da pesquisa realizou-se a partir da reconstrução da trajetória intelectual, seguida da análise crítica das obras de Peter McLaren. Crítico ferrenho do capitalismo e da globalização, McLaren denuncia que o projeto neoliberal tem voltado os olhos para a educação escolar como forma de reconfigurar as relações de exploração e dominação da classe trabalhadora. Nesse sentido, defende que os processos que envolvem as relações de classe, etnia, gênero devam ser pensados organicamente, posto que estas últimas podem introduzir mudanças nas condições para as transformações nas primeiras, ou seja, a análise de classe deve incluir os processos sociais e culturais. Em se tratando da cultura dos grupos subalternos ou marginalizados, é fundamental que suas vozes sejam ouvidas para que a educação escolar não continue a cumprir apenas uma função reprodutiva da escolaridade na sociedade capitalista tardia.

Palavras-chave: Peter McLaren. Multiculturalismo. Pedagogia crítica. Ensino.

Downloads 21  21  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Unespar  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


(1) 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »