Educadores

Ínicio : Língua Portuguesa : Teses : Produções de Profissionais da Seed: Teses : 



Ordenar por:  Título () Data () Notas () Popularidade ()
Ordenados por: Popularidade (Do menos para o mais procurado)

Categoria: Língua Portuguesa Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!A Recepção de Machado de Assis por jovens do século XXI / Pedro Egidio Warken.  Popular Versão: PDF
Atualização:  15/2/2017
Descrição:
WARKEN, Pedro Egidio


A recepção de Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881) e Dom Casmurro (1899), de Machado de Assis (1839-1908), por 107 alunos do 2º ano do ensino médio, em quatro colégios estaduais e um particular no município de Londrina –PR, coletada por meio de entrevistas individuais e coletivas, constitui o tema central desta pesquisa. Assim, O objeto deste estudo não é o texto de Machado de Assis propriamente dito, mas a sua recepção pelo aluno leitor. O trabalho toma a estética da recepção da escola alemã de Constança como referencial teórico básico da pesquisa, além de se valer complementarmente de estudos do campo da sociologia da leitura e da literatura afinados com essa corrente teórica. Os principais objetivos desta investigação são o de descrever e analisar a recepção dos dois romances de Machado de Assis –de estrutura bem diferente –pelo conjunto de estudantes observado. Conceitos fundamentais da Estética da Recepção estão na base deste estudo: concretização, distância estética, efeito/recepção, emancipação, estrutura de apelo, experiência estética, horizonte de expectativas e identificação, entre outros. Procura-se examinar a leitura das obras pelos alunos considerando a atenção que voltam à linguagem das obras a elementos estruturantes da narrativa (enredo, personagens, tempo, espaço, narrador, questões de verossimilhança) mediante os quais os leitores demonstram as suas impressões e seu julgamento crítico das obras. A análise dos dados confirma uma hipótese importante levantada antes das entrevistas, realizadas em situação escolar não rotineira –a de que a motivação para a leitura de uma obra literária é um dado fundamental a se considerar. Além disso, foi possível observar leituras bem particulares próprias da fase de um jovem leitor sem grande repertório literário, em que se destacam dificuldades enfrentadas no âmbito da linguagem, da compreensão do contexto da história e do modo como se apresentam os elementos narrativos e descritivos. Por fim, sobressai o fato de que as atitudes das personagens despertam diferentes disposições no leitor que responde de acordo com seus valores e sua visão de mundo.

Palavras-chave: Machado de Assis. Dom Casmurro. Memórias póstumas de Brás Cubas. Recepção. Leitura. Formação do leitor. Literatura e ensino.

Downloads 4783  4783  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UNESP  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Literatura infanto-juvenil e política educacional: estratégias de racialização no programa... Popular Versão: PDF
Atualização:  24/2/2016
Descrição:
ARAUJO, Débora Cristina

O presente estudo investigou a maior política educacional de distribuição de livros a bibliotecas das escolas públicas brasileiras, o Programa Nacional de Biblioteca da Escola (PNBE), com o objetivo de interpretar como as relações internas dentro das instituições que gestam e executam o Programa podem estar influenciando a composição dos seus acervos, no que se refere à diversidade étnico-racial e à qualidade literária. A literatura infanto-juvenil foi o principal gênero literário considerado na análise do PNBE por representar a maioria das obras dos acervos. Neste sentido, a pergunta de partida que mobilizou a pesquisa foi assim definida: é possível identificar, no PNBE, estratégias de racialização operando para estabelecer relações hierárquicas do ponto de vista da diversidade étnico-racial? Utilizando um conceito restrito de diversidade étnico-racial (relações negras/os-brancas/os), o presente estudo estabeleceu-se sobre três eixos: PNBE, discursos e racialização. As instituições do Ministério da Educação (MEC) envolvidas na análise foram a Secretaria de Educação Básica (por meio da Coordenação-Geral de Materiais Didáticos) e a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, bem como a Instituição de Ensino Superior responsável pela avaliação pedagógica do PNBE. Foram utilizados como instrumentos de análise documentos oficiais, estudos acadêmicos, questionário, entrevista e comunicações virtuais. Fundamentada em teorias e perspectivas dos estudos críticos sobre o racismo, esta pesquisa uniu-se a teóricas/os que vêm evidenciando o quanto e como o racismo institucional tem operado em políticas educacionais, cerceando a potencialização de tais políticas no sentido de cumprirem os preceitos legais de uma efetiva educação das Relações Étnico-Raciais. No tocante à trajetória de personagens negras na literatura infanto-juvenil, apenas nas últimas décadas, sobretudo a partir dos anos 2000, é que características mais positivas passaram a ser identificadas nas obras, embora tenha predominado ainda a sub-representação, levando à categorização de um “otimismo parcimonioso”. No tocante aos estudos sobre o PNBE, a maior parte das pesquisas analisadas não conseguiu inserir o eixo raça como categoria analítica, revelando facetas das dificuldades/resistências da inclusão de outros eixos de desigualdade para além do econômico como fator negativo em uma política educacional. A produção dos editais do PNBE em várias de suas versões demonstrou o quanto as concepções de literatura e diversidade são dúbias, contraditórias e fragmentadas. Tal contexto requereu da pesquisa um aprofundamento sobre características que concorrem no que seria a melhor definição de “qualidade literária”, evidenciando o caráter político presente na disputa entre um e outro modelo de literatura. A racialização atuou por meio de várias estratégias, em especial a dissimulação, o silêncio e a legitimação, manifestados em ações e em discursos das pessoas representantes das instituições, bem como em documentos oficiais do MEC. As interpretações do estudo fomentaram, ao seu término, a possibilidade de indicação de sugestões de mudanças para a melhoria desta política educacional tão importante para a formação de leitoras/es e fomento à leitura nas escolas públicas brasileiras.

Palavras-chave: Programa Nacional de Biblioteca da Escola. Literatura infantojuvenil. Racialização. Discurso. Política educacional.

Downloads 5621  5621  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal do Paraná  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!Crenças e atitudes linguísticas: aspectos da realidade na tríplice fronteira Popular Versão: PDF
Atualização:  24/2/2016
Descrição:
SABADIN, Marlene Neri

A tese “Crenças e atitudes linguísticas: aspectos da realidade na Tríplice Fronteira” insere-se no conjunto de pesquisas de cunho sociolinguístico e dialetológico sobre crenças e atitudes linguísticas nos três municípios fronteiriços: Foz do Iguaçu, no Paraná (Brasil), Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai). A escolha da região se dá pela complexidade sociolinguística marcada pelo espaço multiétnico da Tríplice Fronteira, onde se fazem presentes núcleos de imigração de alemães, poloneses, italianos, ucranianos, libaneses, árabes, argentinos, paraguaios, chineses e coreanos, entre outros. Para a composição do corpus foram entrevistados vinte e quatro informantes radicados há mais de vinte anos em cada uma das comunidades investigadas, distribuídos quanto ao grau de escolaridade, em dois grupos: universitários e não universitários. Conforme pesquisas da área da Sociolinguística e da Dialetologia, a língua falada em contexto de fronteira reflete as particularidades sociais, regionais, culturais e históricas de cada localidade. Sendo assim, a Tríplice Fronteira, por ser local de encontro de muitas culturas, despertou o interesse em verificar os fatores de variação linguística decorrentes da crença e das atitudes linguísticas nas línguas em contato nessa área de fronteira. Como espaço de contato de línguas, analisam-se, nesta tese, as crenças e atitudes linguísticas dos falantes e os usos linguísticos na fronteira, espaço plurilíngue, compartilhado por práticas resultantes de seu cruzamento.

PALAVRAS-CHAVE: Atitudes. Contato linguístico. Crenças. Variação.

Downloads 6491  6491  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Federal da Bahia  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!A cidade nas crônicas de Antônio Maria Popular Versão: PDF
Atualização:  24/2/2016
Descrição:
ANTONIO, Luciano

O escritor pernambucano Antônio Maria ainda ocupa uma posição menor na cronística brasileira, mesmo tendo publicado mais de três mil crônicas nos principais jornais cariocas na década de 1950-1960. Entre as várias temáticas do autor, o olhar para a cidade do Rio de Janeiro ganha destaque. Nessas crônicas, Maria, às vezes, se coloca como um turista que “passeia” pela cidade, em outras, aponta aspectos do cotidiano e, nos plantões na delegacia de Copacabana, escreve pelo viés do repórter policial. A partir da análise desses três aspectos dentro da temática urbana, verificamos o modo como as diferentes imagens da cidade revelam também o estilo do escritor, a sua contribuição para o perfil híbrido da crônica brasileira e também o papel da mídia na configuração deste gênero literário. Observamos ainda como a vida pessoal e profissional podem ser reconfiguradas na escrita de suas crônicas que abordam o espaço. A leitura dos textos e o cotejo com a sua biografia, incluindo o seu diário íntimo, sugerem também os caminhos tomados pelo escritor na ficcionalização dos aspectos de sua intimidade na produção de seus textos. Por fim, mais do que tratar as imagens do Rio de Janeiro na obra de Antônio Maria, apontamos os elementos que conferem às crônicas maior densidade literária, atentando, especialmente para duas características primordiais da sua escrita: o humor irônico e a capacidade de tornar o assunto leve, instigante, desviando-se de soluções fáceis ou de qualquer pensamento dogmático.

Palavras-chave: Crônica. Rio de Janeiro. Antônio Maria.

Downloads 10589  10589  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Estadual de Londrina  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Categoria: Língua Portuguesa Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora! A Poesia Infantil Brasileira: Recorrência de Temas e Formas Popular Versão: PDF
Atualização:  8/6/2017
Descrição:
MOCCI, Márcia Hávila

O presente estudo propõe-se a investigar o acervo de poesia infantil brasileira dos séculos XX e início do século XXI, assim como realizar uma análise das obras mais significativas e relevantes destinadas ao público infantil. A investigação dos temas e formas recorrentes foram a tônica do estudo e permitiram traçar um panorama geral das tendências temáticas e formais da poesia infantil brasileira. A tese abarca estudos teóricos sobre a literatura infantil brasileira, sobre as especificidades do gênero poético e, principalmente, sobre as características inerentes à poesia para crianças. Para tanto, foram consultados alguns estudos de Octavio Paz, Hugo Friedrich, Johan Huizinga, Wolfgang Iser, Hans Robert Jauss, Regina Zilberman, Maria da Glória Bordini e Glória Maria Pondé, entre outros. O corpus da tese é composto pelas obras de vinte e cinco autores e pela análise de poemas que compõem e exemplificam os principais temas e formas pesquisados e recorrentes na poesia infantil contemporânea. A análise dos poemas baseia-se nas teorias do texto poético e prioriza a investigação da forma como os mesmos contribuem para o desenvolvimento intelectual, emocional e criativo da criança, assim como para a formação de leitores críticos e reflexivos. Após os estudos realizados verifica-se que a poesia infantil brasileira experimenta formas inovadoras que acompanham as tendências atuais, como os poemas configurados em classificados de jornal, a poesia concreta, a poesia visual e os haicais. A linguagem torna-se, ao mesmo tempo poética e coloquial, metafórica e próxima da oralidade, com expressões que refletem as características do psiquismo infantil em desenvolvimento. No que tange à temática, a maioria das obras dedicadas à infância, neste levantamento, é composta por poemas com temas referentes aos animais, à natureza, ao universo infantil e ao folclore revisitado. Com relação à produção, constata-se que a maior parte dos poetas analisados iniciou suas obras de poesia infantil nas últimas décadas do século XX continuando a produção pelo século XXI adentro; os dados revelam um aumento significativo do gênero poesia infantil a partir da década de 2000. Ao final do estudo, disponibiliza-se uma antologia de poemas dos autores pesquisados, agrupados a partir dos temas e formas recorrentes na poesia infantil brasileira.

Palavras-chave: Poesia infantil brasileira. Poemas. Criança. Formação do leitor.

Downloads 192827  192827  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma UEM  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


« 1 (2)