Educadores


Ínicio : Química : Teses : 

Categoria: Química Teses
Fazer Download agora!O lugar da história da ciência em investigações sobre educação química no Brasil: refazendo o caminh Popular Versão: 2007
Atualização:  15/8/2013
Descrição:
ROGADO, James. O lugar da história da ciência em investigações sobre educação química no Brasil: refazendo o caminho e apontando alternativas. Universidade Metodista de Piracicaba. Faculdade de Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Educação, Piracicaba, 2007.

Esta tese tem como objetivo desenvolver uma investigação sobre os diferentes olhares que pesquisadores da área de Química detêm sobre a inserção da abordagem da História da Ciência no processo da Educação Química. O trabalho tem como fonte as produções catalogadas no banco de dados dos cinco Encontros Nacionais de Pesquisa em Educação em Ciências/ENPEC ocorridos no Brasil no período de 1997-2005. As indagações que norteiam a pesquisa são: Como se caracteriza a inserção da História da Ciência nos trabalhos brasileiros de pesquisa em Educação Química apresentados nos ENPEC? Em relação aos trabalhos brasileiros de pesquisa em Educação Química apresentados nos ENPEC que utilizam a História da Ciência quais as proposições para a Didática das Ciências? Quais as contribuições para uma educação científica e tecnológica complexa e crítica para a sociedade contemporânea? O Banco de Dados resultantes dos cinco Encontros Nacionais de Pesquisa em Educação em Ciências/ENPEC (1997-2005) se revelou em acervo significativo das produções atualmente existentes no Brasil sobre as pesquisas em Educação em Ciências, em especial a Educação Química, na medida que traduziu, no tempo e no espaço, as tendências temáticas predominantes dessas áreas, bem como os fundamentos teórico-práticos que alicerçam seus diferentes objetivos. Tendo por premissa que a epistemologia da Ciência é de natureza histórica, a investigação procurou identificar, em um universo de 1877 trabalhos encaminhados aos ENPEC durante o período de 1997-2005, de diferentes áreas de saber, quais os que efetivamente traziam este enfoque investigativo, sobretudo, para a área de Educação Química. Apenas 10 (dez) contemplaram os objetivos da investigação e foram analisados. As categorias construídas para a análise final levaram em conta o valor intrínseco das pesquisas, a questão da mutabilidade e instabilidade do pensamento científico e a visão integrada e interdisciplinar das propostas. Em relação aos resultados, o critério contribuição para uma educação científica e tecnológica complexa e crítica para a sociedade contemporânea, em particular para a Didática das Ciências, se configurou em uma parcela pequena dos trabalhos analisados. A principal tendência da inserção da História da Ciência nos estudos foi como metodologia de ensino. As implicações que as produções analisadas apontam para a renovação da Didática das Ciências, em especial da Ciência Química, referem-se, sobretudo, à necessidade e importância da contextualização social do ensino de Química no âmbito dos conteúdos, metodologias, organização do processo de ensino-aprendizagem e métodos de avaliação. Para tanto, parece ser necessário que haja um repensar do trabalho docente com uma concepção de prática que traz os elementos de rompimento e superação necessários para a construção de uma epistemologia de Ciência e Tecnologia na dimensão da complexidade.

Palavras-Chave: Educação química. História da Ciência. Didática das Ciências e Complexidade. Encontro Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação em Ciências/ENPEC. Ensino-aprendizagem de Química.

Downloads 562  562  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma Universidade Metodista de Piracicaba  Site 
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.