Educadores



Categoria: Ensino Religioso Artigos
Fazer Download agora!As Outras Faces do Sagrado: Protestantismo e Cultura na Primeira República Brasileira Popular Versão: pdf
Atualização:  27/4/2012
Descrição:
SANTOS, Lyndon de Araújo

O protestantismo foi um movimento histórico que atuou como força cultural e religiosa no campo religioso nas primeiras décadas da República brasileira. As noções de campo, representação e crença nortearam a pesquisa. O protestantismo foi analisado desde as suas origens, conflitos, números e representações, na sua configuração regional maranhense. O processo de romanização da Igreja Católica no Maranhão definiu estratégias, confrontos e o controle das devoções populares, e determinou dificuldades para os protestantes. As mudanças e transformações ocorridas durante a Primeira República redefiniram os novos centros do sagrado no campo religioso brasileiro. Em busca de posições neste campo, os protestantes construíram sentidos e identidades por meio de instituições e de publicações. O pluralismo evangélico incidiu na pluralidade cultural e religiosa em curso na sociedade brasileira, e articulou, junto com outros movimentos, os discursos da civilização e da modernidade. A crença evangélica em sua interface com a cultura e a religiosidade foi analisada a partir da historiografia sobre o protestantismo, da iconografia do quadro dos Dois Caminhos, da biografia de Miguel Vieira Ferreira e do olhar desinteressado do jornalista João do Rio. As outras faces do sagrado protestante na cultura brasileira foram múltiplas a partir dos paradigmas da crença, das representações, do sujeito e da cultura.

Palavras-chave: Protestantismo. Igreja Católica. Romanização. Campo religioso. República. Cultura. Sagrado.

Downloads 1156  1156  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma REVER  Site http://www.pucsp.br/rever/rv1_2005/t_santos.htm
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.