Educadores



Categoria: Pedagogia Teses Produções de Profissionais da Seed: Teses
Fazer Download agora!A Unesco e Suas Relações com a Educação Rural no Brasil, no Paraná e em Prudentópolis (1936 - 1996) Popular Versão: PDF
Atualização:  30/1/2019
Descrição:
AKSENEN, Elisângela Zarpelon

O tema central do estudo que aqui se apresenta refere-se às influências da UNESCO nos assuntos relacionados à educação rural no Brasil entre os anos de 1936 e 1996. Essa Organização, constituída em 1945, como um organismo especializado da ONU, objetivava incentivar, por meio das relações educacionais, científicas e culturais entre os povos, a paz e o bem-estar comum da humanidade, com isso, postulou uma nova ordem econômica baseada na cooperação entre as nações. A investigação procurou analisar em que medida as recomendações da UNESCO interferiram nos rumos da educação rural no Brasil, consequentemente no estado do Paraná e no município de Prudentópolis, no período. Pormenorizando tal objetivo, buscou-se: a) situar historicamente a constituição da UNESCO e suas concepções, a participação do Brasil na Organização e os aspectos relacionados à escolaridade das populações rurais expressos em seus documentos; b) compreender o cenário educacional rural brasileiro, articulando-o ao contexto político, econômico e social, analisando como as diretrizes da UNESCO se incorporaram às políticas públicas para a educação rural no Brasil; c) contextualizar histórica e economicamente os aspectos relacionados às questões rurais no Paraná, a fim de compreender as características da educação rural no estado, identificando de que forma a legislação estadual incorporou a legislação federal, principalmente nos aspectos relacionados às adequações às recomendações da UNESCO; d) entender a colonização de Prudentópolis, apontando aspectos de seu desenvolvimento econômico, discutindo a educação rural nesse contexto e em que medida as recomendações da UNESCO foram apropriadas pelo município. Com isso, defende-se a tese de que a UNESCO, por meio de suas recomendações, norteou as políticas educacionais para o meio rural brasileiro, paranaense e prudentopolitano. Neste sentido, a partir de uma perspectiva materialista histórica e dialética, este estudo considera questões do contexto histórico nacional, estadual e municipal, articulados ao seu desenvolvimento econômico e social. Para tanto, sustentou-se no referencial bibliográfico da Historiografia da Educação, nos documentos resultantes das conferências da UNESCO (principalmente as Recomendações), nas legislações educacionais nacionais e estaduais, nas mensagens e relatórios de governo, nos periódicos pedagógicos (especialmente a Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos), nos documentos oficiais do estado do Paraná e do município de Prudentópolis, em algumas obras de Erasmo Pilotto, em atas de reuniões escolares. Para o âmbito municipal, foram ainda utilizadas fontes iconográficas e depoimentos orais de profissionais que atuaram na educação rural de Prudentópolis. Recorreu-se ao aporte teórico de Cury (1985), Thompson (1981, 1997), Ianni (1984, 1997, 2004), Saviani (1987, 2000, 2013a, 2013b), Werle (2006, 2010, 2012), Miguel (1997, 1998, 2007, 2010), entre outros. O estudo mostrou que a educação rural nas esferas federal, estadual e municipal apresentou, em diferentes momentos históricos, adequações às recomendações da UNESCO, principalmente nos aspectos relacionados à formação de professores para atuarem em áreas rurais, à ampliação da rede escolar, à arquitetura escolar rural adaptada capaz de oferecer moradia ao professor e à nucleação das escolas rurais.

Palavras-chave: Unesco e educação rural. Educação rural em Prudentópolis (PR). História da educação.

Downloads 424  424  Tamanho do arquivo 0 bytes  Plataforma PUCPR  Site http://
Avaliação: 0.00 (0 votos)
Avaliar | Alterar | Informar erro | Indicar | Comentários (0)


Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.